Segunda-feira, 15 de Fevereiro de 2016

Só não percebe quem não quer

   - Pagas a bebida, mas não pagas o que bebes.

   Ora aqui está uma explicação simples, concreta e directa, que dá direito a uns sobrolhos franzidos, momentos de silêncio e a exclamações esclarecidas como: "Hein?!" "Essa agora não apanhei!", depois de ser proferida, sem sequer se ter pensado primeiro naquilo que se estava a dizer. Interessante foi, perante tais expressões de criaturas baralhadas e confusas, tentando descortinar tal quebra-cabeças, quem o proferiu ainda deu o benefício da dúvida, parando uns instantes com o seu discurso, reflectindo em tais palavras e, chegando à conclusão que estava mesmo a ser claro no que dizia, voltou a repetir veemente com fervor, tal frase codificada, altamente fora do contexto. 

   Para mim, honestamente, no dicionário deviam de excluir a definição de "self service" ou de "bar aberto" - se existir algum dicionário que tenha este tipo de expressões - e começar a utilizar esta. Parece-me mais elucidativa.

   Na realidade, faz-me lembrar algumas das frases ou pesquisas de génio, que o motor de busca yahoo costuma ter - hei-de abordar este tema com mais profundidade - as quais até metem medo ao susto e enchem qualquer alminha de arrepios-de-vergonha-alheia.

   

frito e escorrido por Peixe Frito às 17:13

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Terça-feira, 9 de Fevereiro de 2016

Há coisas do demo

   Olha que boa maneira de começar a semana: Acorda-se de manhã depois de uma bela noite de sono de beleza, e descobre-se que não há água. Nem um raio de uma pinga para lavar as romelas! É que até as idas à casa-de-banho ficam condicionadas por causa do autoclismo!

   Comecei a imaginar como seria se tivesse de ir tomar banho a casa de outras pessoas... sem ter lavado os dentes, a cara, com o cabelo a parecer um ninho de ratos por não ter tomado banho... Felizmente o corte da água foi temporário, senão ia ser algo bonito de se ver. Podia sempre dizer que estava mascarada de ensonada, não era?

 

frito e escorrido por Peixe Frito às 09:57

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | ver frituras (4) | favorito
|
Quarta-feira, 3 de Fevereiro de 2016

Ainda no mesmo contexto...

  ...do post anterior, uma vez ia  desencarnando de vergonhaça, porque uma pessoa decidiu dar-me um beijo na mão, com toda a gentileza e cavalheirismo possível e já tão raro nas gentes de hoje em dia, e eu tinha as mãos a cheirar horrendamente a alho... (Para contexto, tinha estado a cozinhar e, como já citei no post abaixo, mesmo depois de ter lavado as mãos, o cheiro persistia). O senhor, naturalmente, não se descoseu... Deve-se ter arrependido de beijar as minhas mãos num ápice. É o que dá, ser cavalheiro e andar a esbanjar charme.

  Cada vez mais me parece melhor, descascar alhos de luvas. Ou a comer sardinhas. Que imagem tão linda... 

frito e escorrido por Peixe Frito às 01:12

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | ver frituras (2) | favorito
|

Taras e manias

  Sim, cada um é como cada qual. Essa é a frase que muita gente utiliza, para dissimular o facto de que acha alguém estranho ou peculiar. No meu caso, limito-me a franzir o sobrolho.

  Isto tudo para dizer que, cada maluco têm a sua pancada. Digo isto por experiência própria. Uma das minhas pessoais, que adicionei muito recentemente ao meu curtíssimo rolo de papel higiénico (tal é a pequena quantidade) das minhas manias, é o hábito que tenho de, após lavar as mãos e de as secar... Cheiro-as. E porquê? Sei lá eu... Coisas parvas!

  Talvez seja pela minha mania da perseguição, de determinados cheiros que não desgrudam das mãos, após as lavarmos. Irrita-me solenemente, descascar alho, lavar as mãos e mesmo assim, aquele fedor que me dá super poderes de matar vampiros à chapada, não sair nem depois de lavar as mãos três vezes. O mesmo se aplica ao raio da minha mania de comer sardinhas à mão - perdoem-me meus conterrâneos peixinhos mas se há coisa que adoro é sardinha assadaaaa (saliva... muita saliva...) - que não é nada esbelta a maneira de as morfar, eu sei... Desculpem lá os meus modos à gaja do cavernedo, mas para mim comer sardinhas de garfo e faca, é que não dá com nada! A paga de tal maneira graciosa de ingerir pxinho assado, é ficar com o cheiro a sardinha assada nas mãos, que também não é nada agradável.

   A verdade é que me dá algum prazer, sentir o cheirinho de alguns sabonetes para as mãos. E não há nada melhor do que sentir um cheirinho celestial, depois de lavarmos as escamas. É uma sensação de absorção, mas ao contrário... Assim de... Ahhhhhhhhh (voz celestial)

gumball_wallpaper_darwin1_800x600.jpg

 

frito e escorrido por Peixe Frito às 01:02

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Sexta-feira, 29 de Janeiro de 2016

Medo... Muito medo.

   Continuo a achar que parece um pouco à stalker, recebermos notificações que não-sei-quem nos começou a seguir no twitter, ver a quantidade de seguidores no nosso perfil do facebook ou nos blogs e ainda lermos coisas do género: 

   - Começou a seguir tal personagem, com sucesso. Começará a receber notificações no seu e-mail.

   Bah! Já nem perseguir é como antigamente. Tenho dito.

tumblr_nfj0kdezBQ1tp42tfo1_500.jpg

 

frito e escorrido por Peixe Frito às 21:23

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|

Atrofios.

   

Spider-Man.jpeg

 

  Se há coisa que me faz rir a bandeiras despregadas, é uma criança de quatro anos, dizer o nome de um dos super heróis que mais gosta:

   - Spider Nhanha.

   Não está de todo errado... As teias podem ser um bocado nhanhosas. Gostava de saber, quem é que limpa aquelas teias todas, que o menino vai largando por onde passa. Ele não é, de certeza... Senão era mais comedido e andava de autocarro ou a pé.

   Que me perdoem os fãs e o Peter Parker - é por estas e por outras que as aranhas me andam sempre a aprontar alguma... Desde a andarem a fazer teias pelo peixmóbil fora, como se fosse a pura da loucura, a tecerem teias a uma altura mais baixa do que o aconselhado no manual aracnídeo de caça à paparoca, resultando em alguém passar por lá à noite e com a visão nocturna desligada, levando assim com a teia nas fuças, para abrir a pestana.

   O Spider Nhanha nunca mais será o mesmo. É como aquelas alcunhas da escola, que ninguém gosta que lhe chamem, mas que duram até à eternidade e mais além:

    - Lembras-te do Peter, aquele rapaz que andava sempre a tirar fotos e selfies com a malta?

    - Peter? Qual Peter?

    - O Peter Parker pá! Aquele que andava sempre no namora e desnamora com a ruiva Mary Jane...

    - Nop... Não se faz luz...

    - O Spider Nhanha pá!

    - Ahhhh porque não disseste logo?!

 

    É da praxe.

frito e escorrido por Peixe Frito às 20:53

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Quinta-feira, 28 de Janeiro de 2016

Como se não bastasse...

...além do maravilhoso dia de sol - not! - aqui a fritadeira perdeu a cabeça e o novo post nem aparece. Realmente... Fiquei enrezignada! Também, que faço eu acordada a esta hora, em altura de não fazer um rabo nem de peixe nem de cavalo? Vou voltar para a cama. Não há direito!

gpdmo3.jpg

 

frito e escorrido por Peixe Frito às 07:40

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|

Coisas de Gaja.

ng1294792.jpg

    Observar que está um dia lindo. Sol quente. Céu limpo. Passarinhos a cantarem. Pessoal a conduzir excessivamente rápido por o piso estar seco. Enfim, um belo dia de inverno para se ir passear. Que faz a gaja? Decide dedicar-se às lides da casa, aproveitando para tratar da roupa (lavar, secar e apanhar). Pensamento nr.°2: <Amanhã ponho mais roupa a secar, aproveitar se estiver um dia como hoje, aspirar e lavar o chão à casa e depois ir dar uma volta, para apanhar solinho nas escamas>. 

    Ora então, conhecendo a peça como conhecem, que aconteceu? Chove para caraças na rua, roupa a secar só na máquina de secar roupa, sol nem vê-lo, calor nem cheirá-lo e pássaros? Nem se ouve um raio de um piar.

    Ena... Que belo dia de inverno. É que com esta húmidade, até o chão se revolta e não quer secar.

   Resumindo: Quem me manda armar em fada-do-lar quando podia perfeitamente não ter feito nenhum e ter ido para o laréu? Deixava de haver roupa lavada? Who cares...? A loiça já está a chegar ao tecto? Aqui tens uma oportunidade de fazer dieta e poupas água a lavar a loiça. O aquário precisa de ser limpo? Tirando uns rolos de cotão esporádicos aqui e ali (cuidado para não tropeçarem), o pó em cima das conchas, o aparecimento de uma nova espécie de bicho e as teias de aranha que te fazem sentir como o Indiana Jones à procura da arca perdida... Não vejo porque não ir laurear a pevide! 

   Antigamente, chovia sempre que decidia lavar ou depois de lavar o peixmóbil. S. Pedro não contente com as minhas raras lavagens automobilísticas no inverno (culpa dele... Se chove não vou lavar a viatura... Né?!) teve de aproveitar e me infernizar toda a santa semana, quando decido fazer as lides da casa ou passear. Está visto que alguém me quer manter prisioneira em casa e não me permitir espalhar o terror pelas ruas.

frito e escorrido por Peixe Frito às 07:31

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Quinta-feira, 7 de Janeiro de 2016

Eles andem aí! E pelo mal.

Ser designer gráfica e fazer má interpretação dos pictogramas das casas-de-banho. Com má interpretação, quero dizer que olhei duas vezes, voltei a olhar e achei que tinha entrado na casa-de-banho das senhoras. Má intrepretação significa estar descansada na casa-de-banho e entrar um homem. Como se não bastasse, o homem ficou embaraçado e gentilmente, esperou fora das casas-de-banho que eu saísse. Ou isso ou medo que nos vissem a sair juntos da casa-de-banho. Ou tinha medo que eu mordesse... quem sabe. Ironia da vida, é que se eu não fosse uma pessoa mega à vontade e habituada com sinalética, tinha desculpa de tal tótózisse de má leitura, por parte do Teco... agora é precisamente o contrário. No final de contas, ainda bem que a casa-de-banho estava vazia. Suspeito que a sinalética foi trocada por alguma entidade do mal, quando eu - literalme te - me encontrava de calças na mão. E já perdi a conta das vezes que escrevi "casa-de-banho". Quase parece que ganho à comissão cada vez que a palavra casa-de-banho é casa-de-banho mencionada ou casa-de-banho, escrita.

frito e escorrido por Peixe Frito às 18:39

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Segunda-feira, 23 de Novembro de 2015

Parece um quebra cabeças.

   - Que horas são?

   - Ahhh não vejas por esse relógio porque, embora esteja adiantado, está atrasado.

     Já não bastava o relógio estar adiantado uma hora - coisa que faz que quando estamos distraídos e olhamos para o dito relógio, nos dê um mini ataque cardíaco ou em raras excepções, o sentimento de 《ahhh ainda é cedo》- como ainda nos faz fazer (que lindo... faz fazer) ginástica mental para calcularmos que horas são.

     Basicamente a resposta à pergunta: "Que horas são?" devia de ser algo do género: "São x=367-60(-5)" Acho que acabei de inventar um problema digno de aparecer nos exames nacionais. 

   Sou um génio. Da batata... mas sou.

frito e escorrido por Peixe Frito às 12:28

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Segunda-feira, 9 de Novembro de 2015

Uma frase profunda para reflexão

   - "Estava de luz acesa, no escuro".

   

frito e escorrido por Peixe Frito às 13:31

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Quarta-feira, 4 de Novembro de 2015

ahhhh maravilhaaaa <3 (not!)

 Não há nada como começar o dia, a sentir o cheirinho no prédio, de salsichas fritas à salsicheiro.

frito e escorrido por Peixe Frito às 17:42

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Domingo, 1 de Novembro de 2015

Ás tantas viu o pára choques e achou que era bom poiso para uns snacks nocturnos.

     Hoje tive direito a decoração de Halloween na minha viatura - não, não me refiro aos bichos mortos ex-alados que não sei como (cofcof) se encontram no pára choques do peixmóbil - ao vivo, a cores e... com muitas patas. Raios partam, não sei que se passa que a minha viatura têm a aptidão de atrair bicheza... mesmo durante a noite. Então não é que me estava a aproximar do peixmóbil e observei algo grande, em cima do vidro da frente. Conforme me ia aproximando, lá percebi que era aquilo.... um aranhão mas um senhor aranhão. Atrevo-me a dizer que até os pássaros mais pequenos se devem intimidar com uma coisa daquele tamanho! Pensei em por o limpa pára brisas a funcionar, mas receei que a bicha ficasse na mesma alojada algures na viatura ou no meio de tanta imponência, me desse umas dentadas nas escovas... Aí era o fim da macacada. Pelo que optei por enxotar aquele bichão com um papel (figurinhas... e ainda nem tinha bebido nada) que a muito custo - e a encolher-se pelo meio, que sim... esta devia ser tão maquiavélica e segura de si que nem se fazia de morta, como as comuns das aranhas - lá se mandou para fora do carro.

      Olha agora... eu sei que a malta anda numa de poupanças e que o combustível anda caro, mas andar assim á boleia á descarada... é preciso ter lata.

frito e escorrido por Peixe Frito às 02:09

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Quinta-feira, 29 de Outubro de 2015

Eu até corto as unhas! Não uso propriamente o estilo de águia!!

  Devo ter algum rato, na gaveta das peúgas - ou traça... ou é a minha pontaria mesmo. Então não é que raras são as meias ou collants - principalmente collants... que detesto... diga-se de passagem e ao de leve - que não têm algum problema? Ou têm malha... ou estão rotas... ou têm malha... ou estão rotas! Chiça caneco, que quando uma gaja têm pressa para se vestir ou meteu na cabeça que vai vestir determinada vestimenta e o peuguedo sabota a coisa... -.-' Melhor melhor, é a ginástica que alguns collants requerem para serem vestidos - quando os estamos a vestir parece que estamos a praticar posições de yoga peuguês - e depois de estar ali tudo bem assente no sítio e nos sentimos como se tivessemos acabado a maratona tal a estafa... e vemos uma batatinha num dos pés.

   Continuo sem perceber como guardo collants com furos ou malhas... provavelmente lavo e arrumo, esquecendo que tenho de os coser, agora estar a vestir uns novos e dar logo cabo deles ali á estreia... Então a fazer malhas é um ver se te avias. Decididamente, não fui talhada para vestir collants... quer seja pela minha graciosidade a vesti-los quer seja porque dou cabo deles sem sequer ainda ter saído de casa.

   Ver as coisas pelo lado positivo e verdade seja dita... com as batatinhas, ao menos os pés arejam, certo? 

frito e escorrido por Peixe Frito às 20:25

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|

Uns morrem e outros ficam assim.

Pesquisar "google" no google, com intuito de fazer uma pesquisa sobre outro tema... no próprio google. Faz sentido? Eu já nem faço perguntas... Limito-me a ver e a assobiar para o lado.

frito e escorrido por Peixe Frito às 00:59

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Outubro de 2015

Não é para quem quer, é para quem pode.

   Ah pois é. Estava eu na fila da portagem, atrás de um belo porsche. O tempo passava e nada... o carro da frente não andava. Comecei a observar a situação: o condutor mexia em coisas... dizia alguma coisa ao portajeiro, voltava a mexer... e mexia... até me apeteceu dizer-lhe: "ó senhor, saque de um cartão e esqueça lá a moeda pá!", até que, o senhor não saca de uma moeda, mas de uma nota. Não sou de andar a ver os dinheiros alheios, mas esta para mim teve especial piada... eram dez euros. A portagem é de um euro. Resumindo... que aprendi com esta experiência? Que quem têm porches os seus "1 euro" são equivalentes aos "10 euros" do restante povo 

 

frito e escorrido por Peixe Frito às 12:52

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Quinta-feira, 22 de Outubro de 2015

Devia de lhe estar a faltar oxigenação.

  Em pleno Oceanário, no meio daquele ambiente fantástico e envolvente, de água, peixinhos, e de muita gente a rezar para que aquelas paredes de vidro não rebentem, ouve-se o grunhir de uma criatura:

  - Olha, mas tu já vistes o que era um gajo cair em cima daquelas urtigas?

  - Urtigas meu?

  - Sim... urtigas. Sei lá... Aquelas coisas!

 

  Ainda hoje estou para perceber ao quê que aquela criatura se estava a referir... principalmente porque vinha da zona das anémonas... sim porque é do conhecimento geral que as anémonas são as urtigas do mar... not.

  É que nem havia ali um coral, por piedade para equivocar o senhor. Nada.

 

frito e escorrido por Peixe Frito às 22:48

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Quarta-feira, 21 de Outubro de 2015

Coisa de génio do dia de hoje.

wnd_6ae1866d4f549b7268c6e47537d182eb.jpg

   Não há nada como levantar cedo de manhã, para apanhar ar, aproveitar o sol e fazer uma ginástica... E depois para o almoço, passar pelo McDonald's.

frito e escorrido por Peixe Frito às 15:17

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | ver frituras (2) | favorito
|

Isso é que seria esbanjar charme.

   Dias atrás, encontrei a matrícula dos meus sonhos - e do sonho de qualquer outra criatura que habite este planeta... Seja ela homem ou mulher, cão ou gato. Até dá vontade aos pássaros destes comprarem um veículo só por causa da matrícula.

   UI-00-07

   Até a própria matrícula afirma a sua garbosidade... exclamando: "uiiiii... 00-07?" 

   Ah pois é. Nem o James Bond tinha uma matrícula tão catita.

 

frito e escorrido por Peixe Frito às 14:56

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Terça-feira, 20 de Outubro de 2015

A culpa deve ser do adubo que comia... Invés de dar ás plantas.

Estou eu na minha pacata vida - como vocês sabem é uma verdadeira pasmaceira, a minha vida - á espera que chegue a minha vez para pagar a minha conta, e eis que me sinto observada.

   De início, não percebia bem de onde... Olhava em volta e nada. "Desprezo é com 'z' ou é com 's'", vindo das criaturas que me cercavam... Até que, decidi mudar o meu ângulo de visão, e olhei para baixo. Encontrei então, uma cachopa de três anitos, a olhar para mim. E olhava... Olhava... Observava... De cima a baixo, baixo a cima... Até se deu ao trabalho de se afastar mais para ver melhor. E eu ali... A olhar para ela para ver no que ia dar aquilo. Após uns minutos de tanto me tirar as medidas, diz-me a criatura mini, com a sua voz fofinha e esganiçada:

    - Ó Peixaaaaaaaaaaaaaaa!!

    - Sim, piolhita. Que passa?

    - Olha... Porque é que tu és tão grandeeeeeeeee?

    Felizmente a avó da pequena estava por perto e aproveitou a situação para dizer á pequenina que sou assim alta porque sempre como muitos legumes e etc.

    E eu pensei para mim <Bahhh Legumessssss...>, mas acho que se viram as legendas, que a pequena ficou a olhar para mim desconfiada.

    

frito e escorrido por Peixe Frito às 11:05

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | ver frituras (2) | favorito
|
Segunda-feira, 19 de Outubro de 2015

Com a crise... Não está nada mal esgalhado.

bird-in-rain-hd-wallpaper.jpg

    Estava eu na minha santa ingenuidade a observar o céu e o sol a por-se, e fui bafejada por um pensamento deveras... coiso. Pelo andar da carruagem e a julgar pelo belo céu estar bem enegrecido, acho que vou buscar ali a roupa ao cesto da roupa suja, enchê-la de detergente e estendê-la no estendal. Quem sabe, de manhã, o sol até aparece e a seca logo. O único senão desta ideia maravilhosa está mesmo em... como vou eu adicionar o amaciador? Aceitam-se ideias.

   Perfeito perfeito, era estar uma grande ventania.... Ficava logo torcidinha e esticadinha... Ou então com a minha sorte... Toda a roupa passava a ter um efeito amarrotado, como há uns tempos estava na moda.

frito e escorrido por Peixe Frito às 19:58

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Terça-feira, 16 de Junho de 2015

Podiam ter aproveitado e assavam uns marshmallows.

0166da6c0cc69690992f6ba961bba7e4.jpg

 

frito e escorrido por Peixe Frito às 14:02

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | ver frituras (2) | favorito
|

Muito bom.

Can-You-Breath-Under-Water_o_91363.jpg

 

frito e escorrido por Peixe Frito às 14:00

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | ver frituras (4) | favorito
|
Quarta-feira, 27 de Maio de 2015

Invés de ir para a praia aproveitar o calor, ponho-me nestes preparos.

Ainda no tema do post anterior, fez-me lembrar a minha mais recente lavagem do peixmóbil.

Além do típico ter ficado sem moedas com metade da viatura cheia de espuma (esqueço sempre que aquela porcaria de máquina só aceita 1 e 2 euros... fina a menina) e a imaginar a je a ir ao posto destrocar moedas com o carro naquela figurinha, o dia até estava agradável. Calor. Sem vento. Belo dia para lavar a viatura. Pois bem... estava eu a lavar a viatura e levanta vento. Com a sorte a bafejar-me com pó e insectos, para ajudar tal benesse, a protecção da box de lavagem não desceu... Foi um dois em um: lavei o peixmóbil, levantava o jacto para lavar o topo da viatura, e pimbas, lavava o carro, eu integralmente, a minha roupa, e quem estivesse ao meu redor. Com um bocadinho de jeito, até estava a ajudar os homens a lavar a estrada, lá mais adiante e a dar uma banhoca aos carros imundos que passavam ali perto.

Pensamento positivo: o banho foi um luxo. É que além de me passar por água e me lavar com o detergente para os carros, que são do melhor dado que até carcaças de bixos mortos removem das frentes das viaturas, ainda tive direito a ser banhada com o "acabamento". Saí dali um brinquinho.

No meu íntimo, ainda espero pelo dia, em que quando for lavar a viatura, tudo aconteça normalmente.

Não perdi a esperança.

frito e escorrido por Peixe Frito às 09:21

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito (1)
|

Há cada cromo...

Se for preciso, andam com o carro todo javardolas, com os vidros "fumados" à pobre (sim, que às vezes com tanta sujidade parecem fumados) e a verem nevoeiro todos os dias, mesmo que esteja um sol de cozer os peixes na água do mar, com o carro com um camadão de nhanha que até já parece uma carapaça em cima da coitada da viatura, mas quando finalmente lavam o carro e deixam de fazer poluição visual, andam sempre a apontar o dedo e a gozar com os carros que passam, que se encontram imundos e javardolas. Memória curta... e quem é peixe? Sou eu.

Uma coisa é certa. Como eu costumo dizer, na minha sabedoria eterna, quando alguém me pergunta qual é a cor do peixmóbil mesmo, dada a camada protectora de terras e areias que às vezes (cof cof) têm: "Ao menos assim ninguém se encosta, roça, toca ou risca o peixmóbil".

É que é certo como o destino. Até ao longe se afastam.

frito e escorrido por Peixe Frito às 09:05

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Segunda-feira, 25 de Maio de 2015

Dúvidas Existênciais

Há uns largos tempos atrás, estava eu pacificamente e ouvi um estrondo, a lâmpada fundiu e cheirou a queimado.

- Maaauuu Maria - refilei logo.

Sondei e verifiquei que foi nada mais nada menos... um bicharoco que fez curto circuito... dentro da lâmpada. Até olhei duas vezes, fui buscar uns óculos graduados e uma lupa com um conta fios por debaixo, só para ter a certeza que estes belos olhinhos de peixa estavam a observar um bicharoco grande (constatei isto sem a lupa, okay?) que andava a cheirar, dentro da lâmpada.

Ainda estou para perceber, como é que a bicheza consegue entrar dentro de uma lâmpada. A sério... Gostava de saber. Mas existe uma porta minúscula na lâmpada, que apenas os insectos vêem? Será que os bichos andam a teleportarem-se usando as lâmpadas como portal? Será que os bichos têm um poder de atravessar coisas comuns, com esperança de assarem uns marshmallows no interior da lâmpada, ao abrigo do vento? - Pára tudo... as moscas não têm. Que o diga o meu mata moscas.

Ás tantas têm um contracto com as empresas fabricantes de lâmpadas de nova geração, a fim de acabarem com as lâmpadas tradicionais, a fazerem de kamikazes.

Nada é o que parece. Tenho dito. Anda para aí uma conspiração.

 

Ah... e um conselho para os bicharocos que estiverem a ler este post:

Da próxima vez que andarem a passear dentro de uma lâmpada, lembrem-se que a água é condutora de electricidade, logo se levam sumos para dentro da lâmpada, o mais provável é fritarem. Usarem calçado de borracha é capaz de ajudar a isolarem-se de alguma electricidade que possa estar a minar a superfície da lâmpada.

Depois não digam que não sou amiga.

tags: , , ,
frito e escorrido por Peixe Frito às 09:40

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Quinta-feira, 21 de Maio de 2015

Adoro ensinar bichos a nadar.

   Acontece com frequência, estar na casa-de-banho e uma mosca pousar na sanita, assim fofinha, pomposa, mágica e airosa, e eu quase que automaticamente faço um gesto para as obrigar a entrar na sanita, só de surra e como quem não quer a coisa, fecho a tampa da sanita e uuups... puxo o autoclismo (porque me escorregou a mão).

     Realmente... há pessoas que não valem nada. Coitadas das moscas. Em minha defesa, apenas as estou a ensinar a desenvencilharem-se numa possível catástrofe natural... Que eu saiba, Noé não levou um casal de moscas na arca. Estou só a frisar evidências... Não faz mal nenhum uma mosquita saber nadar...

temperatura do óleo: bzz bzz.. glu glu!!
frito e escorrido por Peixe Frito às 13:00

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Quarta-feira, 20 de Maio de 2015

Não sei que mal fiz eu a Deus.

  Infelizmente, conheço uma personagem que têm uma voz extremamente irritante - er.. pensando bem, conheço mais do que uma, mas adiante. Infelizmente, tenho de roer com ela várias vezes na minha singela, pacata e serena vida. Infelizmente, passa a vida ao telefone. Infelizmente, têm uma voz extremamente irritante. Infelizmente, o volume de voz deveria de coincidir com o tamanho da pessoa, mas infelizmente é mesmo vezes uns quinze, no mínimo.

   Escusado será dizer, que me deixa a cabeça em água. Para ajudar à festa, não há música ambiente, nem rádios a dar, nada nada. Zero. Nicles batatóides. Pelo que podem imaginar, a melodia de fundo é aquela voz infelizmente extremamente irritante - não sei se já tinha referido este aspecto? - que está sempre a falar, sempre sempre a falar. E com o telefone a tocar.

   Eu, na minha santa simplicidade e amabilidade, resolvi armar-me em gaja do guetto, e por a música a tocar no meu telemóvel, por acaso até de um modo baixo (dois tracinhos em quinze) de modo a não incomodar - sim que o meu estilo de música não é muito apreciado pelas orelhas alheias -  mas que me fizesse distrair daquela voz infelizmente extremamente irritante.

   Nem dez minutos depois de por o meu telélé a bombar, oiço uma voz extremamente irritante a exclamar, lá das profundezas das cavernas: 

   - Ai Peixaaaa... Atenda lá o telemóvel que o homem não pára de gritar!! - fala a criatura com a voz nada irritante e cujo toque de telemóvel lhe assenta que nem uma luva. Basta ouvi-lo a dar dois toques e já apetece ensiná-lo a voar de pára-quedas SEM pára-quedas.

    - Hum...? Estou a ouvir música. Se incomoda diga.

    - Ai mulhér, é que o homem não pára para aí de berrar!!

    - Ahhh... Está-se a queixar disto? Deixe lá, da próxima trago Metallica e aí depois logo vê como é ouvir música um pouco mais pesada.

    - Ah deixe lá...

    Discretamente, a colega do lado levanta-se, e fecha a porta do gabinete.

    Fosga-se, se eu soubesse, tinha posto música mais cedo!

 

    Com criaturas destas, não há sentido de humor que resista. Como posso eu ter inspiração para escrever o que for?

    Ando aqui a pensar que posso eu fazer, além de ouvir música no telemóvel. Aceito sugestões. Que acham de:

   - Passar um rolo de fita biadesiva em torno da boca da criatura, quase ficando tipo múmia? - Biadesiva porque assim se tentar tirar a fita, fica também com as mãos coladas;

   - Escolher um ponto isolado, estratégicamente colocado numa coordenada geograficamente distante, ultra ultra distante, dos meus preciosos ouvidos e da minha preciosa vista, assim tipo uma ilha deserta no meio de um mar carregado de tubarões?

    - Enganá-la e dizer-lhe para ir verificar o material colocado nos contentores que vão seguir para África, que têm de se meter lá dentro para ver bem e, assim como quem não quer a coisa, empurrá-la, selar, agrafar, colar, pregar, seja o que for para me certificar que aquela tampa fica bem isolada, e expedir o contentor para destino indeterminado.

frito e escorrido por Peixe Frito às 13:06

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | ver frituras (5) | favorito
|
Segunda-feira, 5 de Janeiro de 2015

Um sinal de como o tempo passa e em como estou a ficar velha.

 Mandar uma piada acerca de "Onde está o Wally"? e a criatura pensar que estava a falar do Wall E. 

tags: , ,
frito e escorrido por Peixe Frito às 08:35

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Quarta-feira, 19 de Novembro de 2014

Perguntas geniais, que só me toca a mim para responder.

- Ó Peixaaa... Se estivermos ao pé de uma pessoa constipada num sítio fechado e ela espirrar... Se nós sustermos a respiração, também podemos ficar constipados na mesma?

frito e escorrido por Peixe Frito às 12:01

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|

Estamos mesmo queimadinhos.

- Ultimamente, não tenho dado lixívia ao peixe... ah disparate! Ervilhas.

 

Pois pois... bem me parecia que o bicho andava a nadar um bocado de lado nos últimos tempos 

frito e escorrido por Peixe Frito às 11:57

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014

Ai córrore.

- Isto mais parece o triângulo das bérmudas.

 

  É a versão das tias, com certeza. Invés dos aviões desaparecerem misteriosamente... são sequestrados por tias, os tripulantes obrigados a aprenderem equitação ou golfe, a usarem expressões como "caturreira", as mulheres mudam de nome para "Pureza" e os rapazinhos para "João Maria" ou "Pedro Maria".

frito e escorrido por Peixe Frito às 13:18

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Terça-feira, 21 de Outubro de 2014

Esta é que seria um belo pitéu...

Ui se o Bear Gryll se apanhasse com uma destas pelo caminho, quando ele anda para lá no meio de nenhures?

Aquilo é que era um banquete.

frito e escorrido por Peixe Frito às 09:03

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Terça-feira, 30 de Setembro de 2014

Pensamento matinal.

frito e escorrido por Peixe Frito às 09:01

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | ver frituras (1) | favorito
|
Segunda-feira, 29 de Setembro de 2014

É que eu não tenho a menor dúvida!



   Então não é? Ao perto os elefantes são maiores que a lua... 

   É assim. Com estas opções quem não ficava na dúvida? {#emotions_dlg.emplastro} Eu hesitei com a opção do amendoim...
frito e escorrido por Peixe Frito às 14:05

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|

Antes tarde do que nunca!

  Bem, este já têm barbas... Mas é como costumo dizer: "Antes tarde do que nunca"! :)

 

  A J.B. desafiou-me (há uma eternidade e três quintos) para responder a estas questões, e assim sendo, cá vai disto:

 

1- O que você não sai de casa sem?

Os óculos de sol. Chamem-me pirosa, o que quiserem, mas isto de ter olhos claros e andar sem óculos de sol, para mim, é uma treta.

 

2- Qual seu animal favorito?

Peixes, naturalmente. Os meus cinco "bisontes" e não descurando, as minhas duas "porcas" (leia-se tartarugas).

 

3- Qual seu sapato favorito?

Havaianas.

 

4- Produto de maquilhagem indispensável?

Não ligo muito a isso mas acho que um rímel cai sempre bem.

 

5- Qual seu maior sonho?

Ser uma boa terapeuta.

 

6- Qual o seu maior defeito?

Demasiado sincera por vezes.

 

7- O que te irrita nas pessoas?

Várias coisas, mas principalmente a caracteristica de se vitimizarem, sem fazerem nada para mudar. E claro... a falta de respeito. Dá-me logo vontade de dar com a barbatana nas fuças de alguém.

 

8- Qual sua comida favorita?

É difícil... mas no meu coração mora uma xixa fantástica que a mãe peixa faz, com bacon e cogumelos em vinho tinto, e a bela da sopa de pão :)

 

9- Doce ou salgado?

Os dois :)

 

10- O que te deixa feliz?

Basta-me sentir o calor do sol na cara, num dia de chuva, para ficar feliz :)

 

11- Escolha 5 blogs para fazer essa Tag.

Quem quiser, be my guest. Nem todos os bloggers gostam de responder a coisas pessoais, por isso, quem quiser, pode pegar eheheh

 

tags: , ,
frito e escorrido por Peixe Frito às 13:54

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | ver frituras (2) | favorito
|
Sexta-feira, 26 de Setembro de 2014

Memória de Peixe...!

  - Que é o jantar hoje? - pergunto eu à mãe Peixa.

  - Olha, são rissóis, croquetes e pastéis de bacalhau.

  - Possas mãe, a sério? Esqueceste que tenho o colesterol elevado e não posso comer essas coisas.

  Minutos depois, volta da cozinha e diz:

  - Mas tenho ali pizza, se quiseres!

  

  Acho que mais uma tentativa, e ainda comia uns ovos estrelados com batatinhas fritas.

temperatura do óleo: eheh
frito e escorrido por Peixe Frito às 16:01

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | ver frituras (2) | favorito
|
Quarta-feira, 28 de Maio de 2014

Coisas que não gosto.

   Calças de bombazina. Uma pessoa começa a ficar com as calças marcadas na zona do rabo, e começamos a ficar a parecer um macaco pelado. 

   Decididamente, nada sexy.

frito e escorrido por Peixe Frito às 12:19

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|
Terça-feira, 27 de Maio de 2014

Eh lá, que estamos a ficar cotas...!

 

 

  Ah pois é... Estive a fazer as contas pelas escamas, e não é que aqui a fritadeira hoje comemora 6 anos? Uiii... Já têm idade para ir para a primeira classe, aprender a ler e escrever! (medooooo)

  Sei que não tenho dado a devida atenção a esta meu espaço, por vários motivos, mas nem alguma vez me passou pela cabeça de faneca, fechar a fritadeira. Espero que durante este novo ano, com o óleo do costume (mais queimado, na realidade, porque quanto mais velha eu estou, pior), aqui a fritadeira vai continuar no activo e a mandar umas postas para a malta.

  Lamento apenas por aqueles que por aí andavam e já não andam mais, mas agradeço a todos os leitores e amigos do blog que se mantêm, que comentando muito ou pouco ou somente a virem bisbilhotar, me vão dando assim uma chama para partilhar a minha monótona vida e os meus simplórios pensamentos e deduções de bradar aos céus, por esta imensidão de universo, quase tão grande como o oceano, que é a blogosfera.

  A todos.... agradecida :)

  Como é dia de festa, vou-me armar em dj e colocar aqui um sonzáço brutal, que todos vão adorar. É recente... Vão ver. Preparem-se para abanar a piruca e o capacete... ou para fugir. Apenas vos aconselho a não por a música muito alta ou certificarem-se que onde estão, não está mesmo mais alminha nenhuma, senão ficam com um rótulo fabuloso :D

  Bring it on, babe

  

    E refastelem-se com uma fatia de bolinho, enquanto apreciam a magnífica banda sonora.
  
P.S.: Bolinho gamado da net.
temperatura do óleo: onde estão as pipocas pá?
som da fritadeira: Popcorn original song
frito e escorrido por Peixe Frito às 13:59

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | ver frituras (2) | favorito
|
Segunda-feira, 26 de Maio de 2014

Take II: Porque a criatura estava inspirada.

  A mesma criatura adolescente, ainda no tema da diferença horária:

  - Então isso quer dizer que o sol lá nasce mais cedo, não é?

  - ...

  - ... visto que lá as horas são diferentes...

  - Só nasce mais cedo em termos das nossas horas, porque o sol nascerá mais ou menos lá ao mesmo tempo que cá, independentemente de cá serem cinco da manhã e lá seis da manhã, porque o sol não segue horas, certo?

 

  Comecei eu a imaginar... o sol olha para as horas e diz: eh pá cum catano, estou atrasado! Tenho de ir nascer na Conchinchina e daqui a bocado - tenho de me despachar - tenho de ir nascer a Quinxaça. 

temperatura do óleo: ...
frito e escorrido por Peixe Frito às 09:14

link da posta | comenta! larga a posta no óleo | favorito
|

º o O º características de um peixe frito


º o O º tipo de peixe

º o O º adicionar ao cardume

º o O º Fevereiro 2016

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29

º o O º já fritos

contadores
Contador
Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

º o O º douradinhos já frios

º o O º Fevereiro 2016

º o O º Janeiro 2016

º o O º Novembro 2015

º o O º Outubro 2015

º o O º Junho 2015

º o O º Maio 2015

º o O º Janeiro 2015

º o O º Novembro 2014

º o O º Outubro 2014

º o O º Setembro 2014

º o O º Maio 2014

º o O º Fevereiro 2014

º o O º Julho 2013

º o O º Junho 2013

º o O º Maio 2013

º o O º Abril 2013

º o O º Março 2013

º o O º Fevereiro 2013

º o O º Janeiro 2013

º o O º Dezembro 2012

º o O º Novembro 2012

º o O º Outubro 2012

º o O º Setembro 2012

º o O º Agosto 2012

º o O º Julho 2012

º o O º Junho 2012

º o O º Maio 2012

º o O º Abril 2012

º o O º Março 2012

º o O º Fevereiro 2012

º o O º Janeiro 2012

º o O º Novembro 2011

º o O º Outubro 2011

º o O º Setembro 2011

º o O º Agosto 2011

º o O º Julho 2011

º o O º Junho 2011

º o O º Abril 2011

º o O º Março 2011

º o O º Janeiro 2011

º o O º Novembro 2010

º o O º Outubro 2010

º o O º Agosto 2010

º o O º Julho 2010

º o O º Junho 2010

º o O º Maio 2010

º o O º Abril 2010

º o O º Março 2010

º o O º Fevereiro 2010

º o O º Janeiro 2010

º o O º Dezembro 2009

º o O º Novembro 2009

º o O º Outubro 2009

º o O º Setembro 2009

º o O º Agosto 2009

º o O º Julho 2009

º o O º Junho 2009

º o O º Maio 2009

º o O º Abril 2009

º o O º Março 2009

º o O º Fevereiro 2009

º o O º Janeiro 2009

º o O º Dezembro 2008

º o O º Novembro 2008

º o O º Outubro 2008

º o O º Setembro 2008

º o O º Agosto 2008

º o O º Julho 2008

º o O º Junho 2008

º o O º Maio 2008

º o O º Likes

º o O º Twitter


follow Peixef at http://twitter.com

º o O º tags

º o O º todas as tags

º o O º Qualidade das frituras