Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Televisão no quarto

     Há muitas pessoas contra terem uma televisão no quarto, ora porque não conseguem adormecer com a televisão ligada e perdem o sono (há quem embirre com a luzinha de presença da tv no escuro), ora porque se distraem a ver os programas e quando vêem as horas, já está na hora de pegarem ao trabalho, ou mesmo,  porque simplesmente não fica bem com a decoração do quarto.

     Mas já pensaram nas utilidades de ter uma no quarto? 

 

      - Quando há guerras de posse de comando da tv em casa, podemos recambiar o outro para o quarto (ou irmos nós mesmos... é mais agradável estarmos quentinhos nas mantas a ver tv), assim, podemos ver o programa que quisermos, ou o filme, sem ter ninguém a reclamar "Porque mudas-te de canal? Estava a ver aquilo! "

     - Podemos jogar playstation deitaditos; 

    - Para quem têm uma suite, pode colocá-la estratégicamente para poder ver o seu programita preferido, enquanto está na porcelana (só por esta, já vale mesmo a pena);

    

     Mas a verdadeira função da televisão no quarto, é juntar os casais. Se estiverem a ver tv na cama, agarradinhos com a vossa cara metade, esta já não pode queixar-se que não passam tempo nenhum juntos, e que só vêem tv.

    Como diz o outro: "É unir o útil ao agradável" ou "Matam-se dois coelhos com uma cajadada só".

Casa-de-banho intelectual

    Existe um hábito de casa-de-banho, muito típico dos tugas: lêr enquanto se está a fazer as ditas necessidades. Seja a revista "Maria", a "Mulher Moderna" (para os mais intelectuais, o "Sudoku" ou o jornaleco do dia), ou os panfletos que nos põem na caixa do correio , tudo é "retraçado" (até revistas atrasadas "marcham"), não há cá esquisitices!  Para poupar tempo, há quem tenha um suporte de revistas entre a sanita e o bidé, já com as revistinhas prontas a puxar.. ou então, em cima do bidé (ainda mais à mão). Há quem leve consolas portáteis (Game Boy por exemplo), e fique a jogar, sentadinho na porcelana... ou ficam a  ver televisão (há quem as tenha na casa-de-banho... em tempos de campeonato de futebol, dá jeito). Rara é a pessoa que demore menos de dez minutos na casa-de-banho (mesmo que tenham só ido fazer um xixizinho).

    E quando, depois de uma bela e vaporosa estadia na porcelana, temos os pés dormentes??  

 

   

Ponha, ponhaaaa!!! *.*

   Ora aí está uma complexidade da mente humana, no mínimo estranha: ter fobias. É claro que algumas são provocadas por situações, por exemplo, na infância e marcam-nos para o resto da vida (e outras são meramente, sei lá, adquiridas lol), como medo de palhaços (coulrofobia), ou da água (os culpados são aqueles que faziam amonas aos pequenos - lol).

    Depois de ter revisto um pouco daquele concurso do Jorge Gabriel (não me lembro bem do nome), em que havia um senhor que gritava "Ponha! Ponhaaaaaaaa!!!!!" (lol) para o Jorge Gabriel colocar uma iguana em cima da sua cabeça (uma imagem mítica), resolvi pesquisar quais são as fobias mais estranhas que existem... Mas vou começar com as mais vulgares:

 

    - Aracnofobia - medo de aranhas (acho que o culpado desta fobia é o filme com o mesmo nome); Apifobia - Medo de abelhas (idem aspas aspas com o filme do memo nome); Claustrofobia - medo de espaços fechados; Entomofobia - medo dos insectos; Enoclofobia - medo das multidões; Antropofobia - Medo de pessoas ou situações públicas / socias; Acrofobia - Medo de alturas; Fasmofobia - medo dos fantasmas; Agorofobia - Medo de sair de casa (qualquer dia, também começo a sofrer desta...);

 

    Agora, algumas das mais estranhas:

 

    - Botanofobia - medo de plantas; Ablutofobia - medo de tomar banho (acho que conheço alguns com esta fobia); Afobia - medo da falta de fobias (esta é boa); Androfobia e Genofobia - medo de homens e de mulheres, repectivamente (lol); Automisofobia - medo de ficar sujo; Crometofobia - medo de dinheiro (quem tem esta fobia, pode-mo dar a mim lol); Ereutrofobia - medo de corar;  Dextrofobia e Sinistrofobia - medo de objectos do lado direito e do esquerdo, respectivamente (eu tenho esta, referentemente às pilhas de trabalho por fazer); Grafofobia - medo de escrever à mão (esta deve ser relativamente recente); Fronemofobia - medo de pensar (... também conheço muitos assim); Epistemofobia - medo do conhecimento; Ripofobia - medo de defecar (mas porquê? o que andam a comer? lol); Fagofobia - medo de engolir ou de comer ou de ser comido; Sexofobia - medo do sexo oposto (os homossexuais sofrem desta fobia); Eurotofobia - medo dos genitais masculinos (as lésbicas, por exemplo); Itifalofobia - medo de ver, pensar ou ter um pénis erecto (...); Genufobia - medo dos joelhos (?); Geliofobia - medo das gargalhadas (??);  Gamofobia - medo do casamento (esta compreendo lol); Hipnofobia - medo de dormir ou de adormecer; Hedonofobia - medo de sentir prazer; Ligirofobia - medo do barulho; Homilofobia - medo dos sermões (já deve ter ouvido poucos deve!);  Mnemofobia - medo das memórias; Lacanofobia - medo dos vegetais; Venutrafobia: medo de mulheres bonitas (...); ... e já chega, senão não saímos daqui hoje, ok? lol

 

    Eu sofro de ergofobia*... e tu?

 

 

    * medo do trabalho

Corpinho de faneca

   Agora no Verão (se é que podemos chamar a este clima Verão), começam as manias das dietas, e dos produtos adelgaçantes (as nossas carteiras é que ficam com cinturinha de vespa); Tudo para ter uma silhoeta perfeita, sem celulites e banhocas penduradas. E é também nesta altura, que as pessoas se lembram que existem uns recintos fechados com máquinas (que se chamam ginásios), os quais negam, literalmente, a existência durante o resto do ano.

   Mesmo com milhentos ginásios ao dispôr, optam sempre pela maneira mais fácil de emagrecer (relativamente mais rápida), que é a dieta. Existem umas dietas estranhas, como a que só ingerimos carne em todas as refeições e mais nada (deve haver muita gente que já a faz, não?)... E a das seivas?... Se só beberes seiva durante umas duas semanas, e não comeres mais nada, depois não queres emagrecer... assim também eu, e não preciso de tomar a seiva, basta ficar a pão e água... e sai mais barato. Ah pois é!  E a das maçãs? Pode-se juntar com aquela dos caroços, oh desculpem, sementes na orelha, assim, une-se o útil ao agradável, e usa-se sementes de maçã, depois da dieta das maçãs não ter resultado... Cuidado com as sementes, não vá alguma entrar na orelha, e nascer de lá um pé de macieira 

    É respeitável, uma pessoa se inibir de comer qualquer coisa que adora (como marisco, gelados, brigadeiros, por exemplo), tudo em prol de ter um corpinho danone na praia.

    Há prioridades na vida!

 

 

Télélés séc XXI

    O acto de escolher um telemóvel, é sempre muito bem pensado. Comparamos todos os modelos, para vermos qual o mais fashion e com mais performance (se são Prada ou D&G, por ex.), qual têm mais funções, qual têm as cores que combinem mais com a roupa (esta é mais à gaija), e até se são 3G ou não (sim, para muita gente esta é uma decisão de vida ou de morte).

    Já estão excluidos os telemóveis que não têm toques reais (polifónicos, ainda se "comem", mas os outros toques que parecem as músicas dos jogos do Spectrum...), que não têm ecrã a cores, que não têm bluetooth, nem internet, nem leitor de mp3, nem mms, e o mais vital de tudo, nem câmara fotográfica! Já nem têm categoria para serem chamados telemóveis...

   Não sei para quê tanta nhonhice, dado que maioria das funções ninguém usa, por exemplo (falo por mim) nunca usei a tarefa "Agenda", nem a calculadora, ou o rádio... para falar a verdade, raramente uso o telemóvel para tirar fotos (tenho máquina fotográfica), ou para ouvir mp3 (tenho leitores)... Só mesmo para telefonar ou receber chamadas...

 

    Admiro o pessoal que gasta rios de dinheiro com um telemóvel como o IPhone, e depois não sabem sequer as funções do aparelho, nem para que serve... ah... mas dá Performance!!

 

Provérbios para todos os gostos

    Há pessoas, nomeadamente as mais "antigas", que falam por intermédio de provérbios. O mais engraçado de tudo, é que têm sempre um para todas as situações...

 

    Em alturas de desabafo:

    - "Ah avó, estou cansada! Todos os dias me levanto cedo, para ir trabalhar..."

    - "Filha, Deus ajuda quem cedo madruga"

    -  "Chiça! Tou sempre a bater com o dedo ferido em todo o lado..."

    - "Quando temos uma mazela, tudo bate nela!"

    No lazer:

    - "Vou andar de bicicleta!"

    - "Não te esqueças do capacete... O seguro morreu de velho"

    Na cusquice:

    - "Aquele casal passa a vida a brigar"

    - "Entre marido e mulher, ninguém mete a colher!"   

 

    E nos mais variados temas:

    Percebem de Ornitologia:

    - "Olha, gaivotas!"

    - "Gaivotas em terra, tempestade no mar"

    De dietas:

    - "Tou a ficar roliça"

    - "Ah, tolice! Gordura é formosura"

    De psicologia:

    - "Cada cabeça, sua sentença!"

    De pastelaria:

    - "Com papas e bolos, se engasgam os tolos"

   Vida animal:

   - "Macaco velho, não trepa galho seco"

   - "Gato escaldado, de água fria têm medo"

   - "A cavalo dado, não se olha o dente"

   De saúde:

    - "Para grandes males, grandes remédios"

    De política:

    - "Este mundo é uma bola; quem anda nela é que se amola"

    De Economia:

    - "No poupar é que está o ganho"

 

   Deixo-vos com um que não conhecia (mas que também não percebo a ligação), que é:

 

   - "Mulher que assobia, ou é cabra ou é vadia"        

   

 

Manuais de Instrucções

    Os fabricantes são obrigados a ter instrucções de utilização e montagem, conjuntamente com os artigos que vendem, como é natural... Convém que se saiba como ligar e desligar uma motosserra, ou como se monta adequadamente uma estante... Porém, 99,9% das pessoas, não o utiliza para nada (a não ser para a lareira no inverno), e é logo das primeiras coisas a ir para o lixo, conjuntamente com as caixas de cartão. Mesmo que se vejam aflitos na montagem ou para pôr o artigo em funcionamento, ninguém se lembra de ir buscar ao lixo, o dito manual de instrucções. Mas existem alguns manuais verdadeiramente estranhos e desnecessários (mesmo úteis para o lume), como um que vi: Ao comprarmos um wok, vêm instrucções a ensinar como lavar o wok, e que se deve secar antes de utilizar (dá jeito, para quem só sabe funcionar com as máquinas de lavar a loiça lol). Eu estou mesmo a ver alguém a comprar o wok, e utilizar sem lavar , mas ok...  E depois, existem outros que deviam simplificar, invés de complicar...

    Eu gosto dos manuais do Ikea. As ilustrações são muito específicas e fáceis de entender, mas porém, de vez em quando, lá há uma peçazita que não conseguimos montar a cem por cento, e noutras, as célebres piéce de résistance, que sobram sempre, e nunca chegamos a descobrir de onde eram.

    Deviam de produzir os manuais de instrucções e montagem, noutro material... Assim poupávamos as desgraçadas das árvores.

    - E depois, com o quê que ateava o lume??

Palavras mal dizidas

     Existem pessoas que gostam de falar à sua maneira (houve quem me admitisse que falava assim porque queria  ), e algumas, têm mesmo é dificuldade em pronunciar as palavras, dando origem a umas esquisitas:

 

    - "Estou farta de espilrrar (espirrar) hoje. Tenho de ir tomar os comprimidios (comprimidos).";

    - "Tou cheia de equizema (eczema);

    - "Não sei o que se passa,  estou cheio de caímbras (cãimbras)";

    - "Já venho. Só vou ali vestir o frá-treino (fato de treino)";

    - "Tens algum plobrema (problema)?"

    - "Tenho de pintar a casa. Está cheia de ómidade (humidade)!";

    - "Vou às compras ao Lider (Lidl)";

    - "Tenho de ir ao Lerói Mérlim (Leroy Merlin)";

    - "Tens a cara cheia de ramélas (ou romelas) - (remelas)";

    - "Eu não gosto de comer cordorniz (codorniz);

 

    Eu gosto mesmo é dos americanismos:

 

    - "Pessoal, estamos em cima do deadline! Temos de fazer um outsourcing e um pressing para cumprir o timing!"

Anúncios que deviam ser radioafónicos

 

    Eu gosto de ouvir rádio, (apesar de ter de gramar com alguns lucotores sem gracita nenhuma, e ouvir as mesmas músicas vezes sem fim...), mas,  pior que às vezes ter de ouvir James Blunt e a missa (depende da rádio ), é mesmo a parte dos anúncios... Aqueles da "Qualidade têm dois "q"'s: Qualidade Quercar" (ou como se escreve lol), ou uns que haviam do "Bacalhau Pascoal" : "Hoje é dia de Pascoal, Bacalhau com natas, bacalhau com natas!" - que todos os dias da semana era uma confecção diferente -, o do Millennium - "Gostava de crescer como tu, mas na conta e outros maus, muito maus, como os das revistas das fofocas, onde anunciam as manchetes: "Fátima Lopes está a fazer um tratamento de infertilidade"... (poupem-me destas coisas - por causa disso é que só compro a National Geographic e a Blitz).

     Mas o melhor que há no ar ultimamente, é mesmo o da Depuralina: O modo quéque e anasalado que a senhora fala, é de partir o côco a rir:   

    - "Eu tômu Depúraliná. (...) Há em diêtéticás, farmáciás e êrvanáriás";

    Será que, quem contratou esta senhora para dar a voz ao anúncio, não se apercebeu que as pessoas ficam com receio de tomar a Depuralina, e ficarem a falar assim também?

     Das duas uma: ou o produto é muito caro e só as tiás é que o podem comprar, ou com uma voz daquelas, deve ser  filha do dono da estação da rádio

 

 

   

Dinossauros dos fatos de treino da moda

    Há dias, entrei em contacto com algo que já não via há anos (até pensei que tinham sido todos queimadinhos e que a lei proibia que fossem usados)... Os esplêndidos, os maravilhosos, os magníficos (não, não são os quatro)... tcham tcham tcham tcham (tambores)  Fatos-de-treino-com-riscas-largas-fluorescentes!

    Ah pois é! Essas maravilhosas pérolas do mundo da moda, ainda não estão completamente extintas!  Existem uns exemplares ainda a circular por aí!

    Ainda me lembro, quando estavam na moda, de toda a gente ter um... uns cor-de-rosa com riscas brancas e roxas (ou que era aquilo)... outros verdes com riscas brancas e azuis... outros azuis escuros com riscas brancas e verdes... Ainda bem que eram riscas e apenas duas, senão, não haviam óculos de sol que nos valessem, (se fossem às pintinhas, ficavam tipo os vultos do videoclipe dos Da Weasel - Dialectos da Ternura), e porque senão,  ainda eram confundidos com os bombeiros ou com um polícia sinaleiro.

     A toilet era um must... combinadinhos com a meinha pé-de-gesso-com-raquetes, sapatinho preto, com t-shirt interior à vista, juntamente com os pelitos do peito à mostra (versão macho latino) e um fiozito com a cruz... ui ui

   

    Como as modas vão e vêm, qualquer dia voltam a estar na berra...  Com um padrão às caveiras, correntes nos bolsos e tal.

     E depois, quem não vai querer ter um também? (eu, eu!!!)

 

 

Pág. 1/2

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Douradinhos frios

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D