Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Que constrangedor...! Muito mau, no mínimo!

   É uma situação delicada, quando olhamos para um colega sentado, de perna aberta (mesmo à gajo estão a ver) e reparamos que... tem as calças descosidas no pior sítio onde uma pessoa lhe podia dizer que estão descosidas. Resultado: Deixamos o colega andar a fazer figuras tristes, com o cuecal à mostra, a passear pela empresa na maior das descontras, somente porque teve azar de ter a zona errada a ser arejada!

   E ninguém lhe diz nada!! Incrível...! Ora e se ele fosse daqueles que usa cuecas aos corações e coisas do género?...

Ehhhhh...! Não há direito...!!

   Este fim-de-semana, fui abanar as escamas ao White Sensation - Wicked Wonderland. Como é de conhecimento geral, o dressing code é irmos todos de branco (por algum motivo se chama White Sensation, mas mesmo assim, ainda há quem tenha dúvidas, acreditem!). Observei que houve muita gente que não o cumpria: Ora levavam t-shits cheias de padrões, chapéus ao xadrez, asas de borboletas cor-de-rosa...! Sim eu sei, é impossível seguir o branco integral à risca, mas havia lá uns que abusavam na situação: Então não passa um moço de cor por mim, onde apenas as calças eram brancas?? E não foi banido!! Está mal, é descriminação para com quem se esfalfou para comprar roupedo branco!! Mas também, eu até o compreendo... É que estava tanto calor lá dentro, que se eu estivesse no lugar dele, também tirava a t-shirt...!! 

Este é que está a garantir o lugar no céu...! ^.^

   Hoje de manhã, logo logo pela matina, assisti a uma boa acção: Vi um senhor a cortar a relva da entrada de um cemitério da zona. Ora digam lá que o senhor não é um tipo porreiro? Lá por as pessoas estarem mortas, a decomporem-se, cheias de bicheza e essas coisas ultra agradáveis, não quer dizer que não tenham direito a ter a relva cortada e o jardim arranjado, não?

Vou arder no Inferno..!

   José Saramago faleceu... Ao que parece, devido a problemas respiratórios. Pudera! Para uma pessoa conseguir ler uma frase escrita por ele, precisava de ter cá uns pulmões...!!

Na Suiça, davam-me cabo do canastro!

   Se há coisa que não falta lá pelo aquário, são precisamente relógios - não é por isso que nunca chego a horas, admito, não é por falta de relógio, padeço é de um mal comum à grande maioria do gajedo: sou gaja! - O mais caricato no meio disto tudo, é que todos dão uma hora diferente, por muito que eu tente que todos dêem mais ou menos a mesma hora - Ok é impossivel estarem acertados ao segundo, é aceitável um desfasamento de um a dois minutos, mas chegarema  ter cinco e dez? É a loucura.

    Aqui há uns tempos, acordei pela matina, pronta para mais um dia de trabalho - o catano, queria era dormir - descansada da vida, sim, que eu tenho o despertador adiantado dez minutos, já por causa das coisas. Vou à cozinha, e tal e coiso, e por acaso... olho para o relógio... Ia-me dando uma taquicardia! Ia esticando o pernil ali na hora! Ia fazendo uma visita ao jardim das tabuletas! Ia plantando couves!! - Pronto já parei! - Bem, nem para isso tinha tempo... estava atrasada!! E eu: «Não posso!!! Ainda estou a ver mal com o rameledo nos olhos, que mais parecem cataratas!!!» Mas afinal não... Estava mesmo mas mesmo atrasada. Pronto, lá tive de começar a jardar e por tomar opções drásticas, como racionalizar o tomar banho - pensei seriamente em não o fazer, mas os meus colegas agradecem que o faça, pois o gabinete não é lá muito dotado em termos de ser arejado - mas só lavar a cabeça e não usar gel de duche para não perder tempo! Ou mesmo nem me pentear, porque acho que ninguém ia notar a diferença! ahahah ;) É que logo por azar, o mais atrasado de todos os relógios, o único realmente e imperativamente atrasado... é precisamento o do despertador! Que até nem é o mais importante nem nada...

    Só comigo...! Incrível...!  Eu bem que estranhava nunca conseguir chegar a horas, mesmo adiantando o relógio do despertador! - sim sim, agora desculpa-te com o atraso do despertador! {#emotions_dlg.clown} 

E eu que pensava que o nosso amor seria eterno.

   Graças à insistência de uma alminha - chatarrão diga-se de passagem - aqui fica o meu contributo simplório para o desafio da "Fábrica de Letras" para este mês. Texto da minha autoria, pois está claro. História fictícia. Se alguém se rever na história, foi mera coincidência! - E que azar do catano que tiveram!!...

 

   "Por muito que tentasse não chorar, era uma luta que estava destinada a não ganhar. Uma lágrima quente percorria o meu rosto, deixando o rasto da amargura que residia no meu coração. A ferida aberta no meu peito latejava. Uma ferida feita por ti. As memórias assolavam-me em fortes revoadas, como ondas num mar enfurecido que tenta engolir um barco na sua tempestade. Senti-me vulnerável. Senti a falta do teu abraço que tanto conforta a minha alma, negado pela tua ausência. Percorri em pensamento, todos aqueles sítios em que as nossas almas se fundiram, onde não eram necessárias palavras, bastava um sorriso, um olhar... um beijo... para te amar exaustivamente, naquele desejo que me arde na pele, no meu ser, naquela loucura de te ter sem sentido aparente, mas com todas as razões para existir: és a essência da minha vida. Afastei as nuvens que sarapintavam o céu, somente para o sol brilhar, por ti. Revoltei mares tranquilos, enfrentei a fúria do vento que assola as dunas de areia, por ti. Arranquei a minha máscara a sangue frio, mostrei-te a minha alma nua, aninhei-me nas tuas mãos, sacrifiquei o meu coração naquele sentimento chamado amor, por ti. Sincero e singelo. Puro e verdadeiro. Um som estridente faz-se soar naquele silêncio ensurdecedor. As chaves escapam-se das minhas mãos, e embatem contra o chão frio de pedra. O meu olhar incrédulo percorre o lugar onde estavam tuas coisas. As nossas coisas. A nossa vida. O meu coração batia forte. A fraqueza percorreu-me o corpo. Não há sinal de ti. Um envelope em cima da mesa talhada. O meu nome escrito a azul, com a tua caligrafia cuidada. Vazio. Estava vazio. Partiste, e nem uma palavra me deixaste. E agora? Como vou viver sem ti a meu lado?... As lágrimas que teimam em aparecer...  a não secar. O meu coração partido, que jamais irá sarar."

 

   

É isto que acontece quando uma pessoa não aperta o casaco todo...!

   Situação familiar:

   - Vou mandar o lixo fora. Podes ir tirando um cafézinho?

   - Posso, mas olha lá, não leves ainda o lixo, que há estes restos do almoço para mandar fora.

   - Ah esses depois põe-se noutro saco do lixo novo. É que este está a chamar as moscas.

   - ...

 

   E o que aconteceu? Combustão espontânea nesta cabecinha. Aquela simples frase inspirou-me para a minha nada habitual parvoeira!

   Acendam os isqueiros e cantem comigo:

 

   - Esta noite, não quero a tv... Nem a folha do jornal, banal que ninguém lê... Vou chamar as moscas... Murmurar um madrigal, Inventar um ritual...!

     (Vá todos juntos que vêm aí o refrão)

   - Chamar as moscas, as moscas, Tê-las aqui tão perto, como o vento do deserto, a zunirem em mim! Chamar as moscas, as moscas, Que são chatas apenas, Estão a levar uma bordoada não tarda, que já estou a ficar passada, Vou mas é chamar o mata-moooooooooscaaaaaaasssss!!

     Tenho mesmo jeito para a coisa. Lindo eu sei. Profundo!... Já chega de baterem palmas, obrigado! eheheh

 

   Quem tem saudades da versão original, fica aí o videoclip. O som é péssimo, mas acho que a categoria do video vale a pena.

 

   

Querias que fosse o jackpot não??

   Vai aqui a personagem tirar um café na super-hiper-mega fantástica máquina de café da empresa (dizemos que é café... certezas ninguém têm, apesar de vermos os grões de café, que aquele sabor é altamente suspeito), e insere uma moedita de 1€ na máquina. Estava uma colega, que deciciu oferecer-me o café voluntáriamente - digo voluntariamente porque não ameacei ninguém de porradinha no lombo ok? Nem ameacei que lhe furava os pneus do carro nem que mesmo não sabendo onde ela mora, acabaria por descobrir para lhe fazer uma espera...! Resumindo: ainda há pessoas amáveis. Eu prefiro pensar assim a realizar-me que ela apenas o fez para ver se eu me calava e ia embora - e carrega no botão para retirar as moedas em crédito (preferia que fosse do eject, sempre era mais interessante, o pior era que alguém podia levar com uma cronhada da moeda na moleirinha e aí é que era), e eis que ouvimos um sonoro barulhito de várias moedas a cairem no sítio das moedas (oh porra não me lembro do nome... que querem?? Recipiente?? Zona-onde-caem-as-modedas?? Zona-dos-trocos?? Aceitam-se sugestões!). Digo logo eu:

   - Eh láááá será???? Temos mais moedinhas do que aquela que colocámos?? Hein hein??

   Pois é...! Querias nera amiga? Realmente eram mais moedas... o 1€ saiu destrocado em duas moedas de 0,50€!! Mas que grande galo, ias toda lampeira a pensar que a máquina tinha feito mal as contas...! Gananciosa...! :D Ranhosa da máquina... É que nem 0,10€ dá à malta! Mas para "comer" o dinheiro e não dar troco, afiambra-se logo! tsc tsc

    Se eu quisesse destrocar dinheiro ia ter com a malta da tesouraria ou das compras, não?? Olha agora...!

Ó pr'a mim, em destaque!!!

   Ah pois é!!!!

    Quem está novamente em destaque, quem é?? Aqui a bela da fritadeira!!!!!!!! :D

    Obrigado à equipa do sapo, por dar novamente uma oportunidade à fritadeira desta brilhar (sem ser por causa do sol estar a incidir no óleo), apesar de correrem sérios riscos de agressão por parte de pessoas com blogs bem mais cultos e interessantes, e que não são destacados!... :D  Obrigado a todos os meus leitores fiéis (coitados...), a todos aqueles que apenas vêm cuscar, a todos aqueles que lá têm de largar uma posta de pescada e a todos aqueles que aqui vêm ter por engano! E claro.... obrigado à amiga Leucócito que me avisou que eu estava em destaque, um xi-coração grande para ti amiga querida, e obrigado a todas as amigas e amigos que encontrei aqui pela blogosfera, cuja peculiaridade de amizade eu tanto aprecio e estimo :)

   Vou-me deixar de obrigados, que daqui anada pareço a Amália!!! Amáliaaaaaaaaaaaaaaaaa...!!!!!

   Esta semana é só buber nesta fritadeira pá, fosga-se!!! Vá pessoal.... sirvam-se!!!

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Douradinhos frios

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D