Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Como a vida é simples aos olhos das crianças.

  A mesma criatura cachopa, me dizer que têm uma nova namorada.

  - Outra? Então mas não namoravas a não-sei-quantos?

  - Bah... Já não! Já namorava com ela há tanto tempo, que agora mudei. Já estava farto.

  - ...

Esta juventude...!

   Uma criatura com os seus tenros 11 anos, ter passado o seu estado no seu perfil de uma rede social, de "em Relacionamento Sério", para "Amizade Colorida".

   Oh pá... 

Ao menos foi "seguro" e "protegido"...!

   Há quem tenha a graça de encher preservativos como se fossem um balão, e mandá-los ao ar para o meio do pessoal. É só observar os ditos balões a passearem de mão em mão, pela multidão. Cúmulo dos cúmulos, é quando o balão vêm para as nossas redondezas, alguém lhe dá uma arrefinfadela para nos acertar com ele, e ele, como por artes mágicas, contorna-nos e vai-se espetar mesmo de frente, na cara do vizinho do lado.

    Há gente com muita sorte (eu, por exemplo), mas o meu vizinho não pode dizer a mesma coisa. Levar com um balão na cara já é mau, ainda mais sendo que esse balão era um preservativo cheio de ar. O que vale é que o moço tinha sentido de humor e, após segundos de um olhar mortífero em nossa direcção, lá soltou uma risada.

Hoje é dia de festaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!

   

   Como o tempo passa. Que passa rápido e bem a voar, sem sequer darmos conta já todos o sabemos e sentimos na pele. Apenas damos mais conta da sua rápida passagem, quando nos olhamos no espelho e onde antes a pele era lisinha que nem o rabo de um bébé, começam a aparecer as rugas de expressão, das experiências vividas, das alegrias e das tristezas, vemos no nosso olhar a maturidade que adquirimos da vida em geral. Parece sempre que ainda ontem fizemos anos, e "hoje" estamos novamente a soprar as velas com mais um ano em cima do lombedo. E isto tudo porquê? Porque hoje faz quatro anos. Quatro. Incrível. Há já quatro anos que eu escrevo - escrever até escrevo, o problema é mesmo o teor da escrita - aqui na fritadeira.

   Há quatro anos atrás, estava eu a perguntar-me que haveria de escrever neste espaço. Passado este tempo, hoje a pergunta é outra: Que porra de coisas escrevo eu aqui?! eheh Nada disso, adoro a minha fritadeira, que não é nada mais nem nada menos o espaço "internético" onde a espontaneidade, o sentido de humor sarcástico, a mente a roçar também o duvidoso da minha criatura, que tanto gosta de rir e partilhar com outros essa mesma parvoeira para não me rir sozinha, decidiram acampar e partilhar com o restante mundo os seus tão típicos e nada constantes, devaneios. Já não bastava torturar pessoas pessoalmente, e ainda tinha de me lembrar de  torturar via internet. Incrível.

    Agradeço profundamente a todos os leitores aqui do meu espaço, muitos de vocês já seguem a fritadeira desde o seu primeiro óleo, o que me deixa com um sentimento fofinho e quentinhooooo no coração. Além de achar que raio se passa nessas cabeças, mas pronto, prefiro não aprofundar muito a questão :)

    Obrigada a todos vocês, pelas visitas, comentários, por não terem vergonha de darem a cara por estas bandas, porque são vocês que me incentivam a continuar a partilhar e a escrever. Ao fim ao cabo, são vocês que fazem a fritadeira sobreviver. (grilos. Hey, também não era preciso fugirem em debandada, ok??).

     Que a minha vida continue a ser a animação usual, que me continue a inspirar no lado mais parvo das coisas e a ver as coisas deturpadas como é também habitual em mim, e que vocês estejam sempre aí desse lado, a pensarem que eu sou um troll das cavernas (como em tempos alguém me apelidou) com mente de homem das obras, presos no corpo de uma gaja com idade para ter juízo, e ar de quem não faz mal a uma mosca.

     Obrigada a todos!! {#emotions_dlg.beer}

 

   E como hoje é dia de festa, deixo-vos aqui um fantástico som (não tão bom como os meus Linkin Park maaaaaas olhem queeeeeee anda lá perto {#emotions_dlg.clown}), para que possamos todos cantar juntos e fazer um karaoke! :)

  

 
E aqui fica a letra:
 

Amor, quero sentir o teu perfume
Amor, quero curtir felicidade
Amor, quero sentir se tem ciúme
Amor, quero viver na amizade

A vida é festa, é alegria
Deixa a tristeza de lado e vem me abraçar
O que nos resta é fantasia
Dengo, sossego, chamego, delícia e luar

 

Quê, quê, quê, ô, estrela do amor
Ê, ah, vem me iluminar
A felicidade da gente é uma semente
Plantada no olhar

Quê, quê, quê, ô, estrela do amor
Ê, ah, é sol de verão
É o som de mil tambores batendo gostoso
No seu coração

 

É que é mesmo isso.

  - E ainda comi daquele chouriço amarelo... e do..

  - Farinheira, queres tu dizer.

  - er sim, chouriço amarelo.

 

   Ora aí está. Sem tirar nem por. Ainda não percebi porque não simplificam os nomes das coisas, invés de os andarem a florear com nomes p#nascas como "farinheira".

Piadinha...

   - Peixa... As tuas meias são boas para eu ir apanhar camarão.

O meu primeiro pensamento matinal...

  ... quando me vi hoje ao espelho, depois de me arranjar para ir trabalhar:

  - OMG... (e começo a ouvir de fundo a música da Família Adams).

 

  Estou um género de Morticia Adams, mas versão cabelo loiro encaracolado e olhos verdes - e sem batom de cores berrantes.

Que belo elogio!

  - Ó Peixa, tu nem és do tempo do escudo!

 

  Eh lá... Eu sabia que usar cremes de baba-de-caracol algum dia iria compensar.

Aaaaaaarggggggghhh...!!!!

  Eh pá, isto hoje está bravo... 

  Sinto-me que a modos que assim meio.. coiso!

  

  Recorda-me de uma colega, que uma vez estava sozinha no gabinete, e estava com uma pedrada de sono daquelas. Do meu lugar, eu conseguia vê-la. A perceber que ela precisava de uns toros de madeira para segurar os olhos (com palitos já não ia lá) e invés de lhe ir oferecer um café a ver se a mulher acordava, fiquei a observá-la naquela luta constante em se manter acordada perante o computador. Eis que, de um momento para o outro, a cabeça lhe escapa da mão onde estava apoiada...  

   

     Não aterrou no teclado, mas esteve perto.

     Naturalmente eu não me aguentei... lá soltei uma risada sonora. Ups... Busted, Peixa!

     O que vale é que ela têm sentido de humor e retribuiu-me um sorriso e um olhar de "estavas à cocaaaaaaa", senão ia ser bonito! :D

Agora, um post sério.

  Sim, que os outros posts até agora publicados nesta fritadeira são meras ilusões de óptica e alguns deles, hologramas ou mirageees - Sim, a fritadeira é muit'á frente, pá!

   Sinceramente, esta situação do "novo" acordo ortográfico continua a fazer-me espécime, passado este tempo todo. Quando estou a ler algum texto, reparo sempre sempre nas diferenças das palavras e acabo por me desligar do que estava de facto a ler, fico "empanada" na palavra e a resmungar coisas fofinhas para dentro (algumas vezes para fora). Quando estou a ver o telejornal, é o descalabro. Estou mais interessada em ver como escrevem as palavras do que propriamente nas notícias - também convenhamos, com as notícias que os jornais têm dado, prefiro ver o Panda ou o Disney Channel.

   Por vezes, sinto-me uma verdadeira velhota, daquelas que ainda escrevem "Pharmácia" nos tempos de hoje.

   Há que evoluir e aceitar as mudanças. Ou não.

   Não gosto. Não quero. Se bem que um pires de caracóis mai logo ao fim do dia até me parece boa ideia.

   E prontos... era isto.

Pág. 1/4

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Douradinhos frios

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2008
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D