Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Eita homem valeeeeente...! Quase rasga as calças...?

- Hey Peixa, porque é que tens umas olheiras que mais pareces um panda?

A resposta a esta e a muitas outras perguntas, no texto abaixo. (ou não)

 

Os meus vizinhos, devem ser arraçados de ratos: adoram furar as paredes. Passam a vida naquilo. Azar o meu, que têm alguma preferência por tornar a casa num queijo suiço ao fim-de-semana, não me deixando relaxar e desfrutar do meu sono de beleza convenientemente. Porém, há uns tempos, a situação até deixou de me incomodar - bem... incomodar até incomoda, mas já não irrita como antes. E porquê? Questionam vocês. Pois é meus queridos, ou o meu vizinho arranjou uma nova maneira de furar as paredes ou forrou as mesmas com as almofadas fofinhas que simulam peidos desalmados (invés de anti som) ou anda a sofrer de um transtorno intestinal grave, que cada vez que começa a furar a parede com o berbequim, mais parece que está a ter uma crise de flatulência capaz de expelir ar e os intestinos na íntegra com o cérebro agarrado na pontinha, de fazer com que as calças virem velas esfarrapadas ao vento feroz tal um barco semi afundado e encalhado num cemitério de barcos, peidos vindos do sexto dos infernos (nem é quinto... o quinto é para meninos) que envergonham até Santanás (já sabem porque é que ele é de pele vermelha. Do calor, achavam vocês, nera? Chama-lhe calor. Se bem que às vezes também aquecem os pés. Bem, isto é devaneio para debater noutro post) de tal modo que a casa até abana e acorda os mortos do cemitério a quilómetros de distância. Desconfio que às vezes há quem pense que é o fim dos tempos, que estamos a ser invadidos por naves extraterrestres como no filme "A Guerra dos Mundos".

O que vale é que me dá para ter ataques de riso, invés de arrancar cabelos.

Ora imaginem, o que é estarem deitados no aconchego das mantinhas quentinhas e começarem a ouvir suavemente e depois muito forte, um som extensivo que mais parece uma orquesta de rabos, a soprarem no trombone - esta soou estranho, by the way. Hilariante.

Lição de moral do dia, da história, que se aplica na vida no geral e assim assim:

Há que tirar sempre o lado positivo de qualquer situação. O meu é imaginar que o vizinho está a tocar vuvuzela com o rabo, cada vez que se lembra de pendurar um tareco.

6a00d8341c5cc953ef00e54f0cb0a48833-800wi.jpg

- Olha querida, que achas desta moldura com o nosso cãozinho, pendurada aqui neste sítio?

- Acho que fica di-vi-nal.

"Foooooooooooommmmmmmmmmmmm fom fom fommmmmmmmmm" - E pimbas. Assim nasceu mais um buraco na parede. E com capacidade de fazer nascer muitos mais.

Com aquela alma toda, diga-se de passagem, deve ser mais cratera.

 

Mais sobre mim

imagem de perfil

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Mensagens

Douradinhos frios

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D