Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Ninguém me atura.

31.07.19, Peixe Frito
Eu, no primeiro dia de férias, ao invés de descansar os ossos, esfrego as mãos e armo-me em fada-do-lar, vassoura em punho, limpa vidros, tintas e a pura da loucura. Uma amiga até me disse: - Possa Peixa, relaxa! Estás de férias! E eu disse todo o esquema de hoje, ir aqui, ali, acolá, fazer isto, limpar aquilo, o diabo a quatro.  - Miga... tu cansas-me! Pronto, é assim. Peixa de férias e meteu na cabeça que têm afazeres, têm afazeres! Venha de lá o mais pintado!! Não (...)

Quando falecer, vou doar o meu cérebro à ciência.

24.07.19, Peixe Frito
Mas não é por rasgos de genialidade e por ter uma carola do caraças! Desenganem-se. Eu enquadro-me nas pessoas que até a ouvir determinadas músicas, em dias de calor, fica ainda com mais calor (sem cenas perversas). Do mesmo modo, que refilo quando é pleno inverno, chove a cântaros, frio dos colchões e a rádio passa regaton e cenices assim. Está mal!! Uma pessoa a ouvir aquilo, a cheirar a verão e nós ali como as cebolas: cheios de camadas, já dizia o Shrek. Em outro prisma, (...)

Uma pessoa bem tenta, mas não se safa.

16.07.19, Peixe Frito
Partilho que hoje - sim hoje mesmo - de manhã, estive a fazer o almoço para levar para o emprego. Decidi fazer caril de feijão vermelho. Logo aqui, várias coisas a debater: Primeiro, que me esqueci da asafoétida e a parte de gaseficar dos feijões vai ser interessante. Esperemos que a bicheza das minhas miudezas não queira dar uma party (*dedos cruzados*). Segundo, decidi fazer (...)

Cabecinha pensadoooooora!

16.07.19, Peixe Frito
Ora, eu adoro beber água. Passo a vida a beber golinhos de água e a minha verdadeira desgraça, é ter uma garrafa de água ao pé de mim durante o dia, pois é certinho como o sol que quase de uma virada - a Peixa é amiga cá da maltaaaa e vai beber este copo até ao fim (até ao fim!) - derreto com o raio da água toda em três tempos, pelo que, já que enfardo água como se não a visse a vida inteira e fosse novidade exótica para mim, meto lá dentro especiarias ou frutos, de modo (...)

O amor é mesmo cego. Ou então é o medo de levar uma carga de porrada.

15.07.19, Peixe Frito
Aparece uma colega no trabalho, cheia mas cheia mas cheia de base e carregadíssima de blush rosa. De tal maneira que parecia que tinha levado umas bofetadinhas ao de leve nas bochechas! E ela têm cor de pele assim meio "caramelo", por isso se eu notei a base e o blush, imaginem como ela estava - se lhe desse com uma almofada, ficava lá a cara dela pintada ou até se juntasse um pouco de água, fazia uma máscara de gesso - Ao ficar a olhar para ela naquele estado e ela mega alegre a (...)

Pensamentos à beira do fim-de-semana.

12.07.19, Peixe Frito
Lembro de as revistas de adolescente, darem dicas fantásticas para as leitoras andarem sempre maravilhosas. Uma que nunca me esqueci, foi aconselharem a se ingerir baunilha, que ao fim de uns tempos, o corpo começaria a cheirar assim - a pudim de baunilha, só pode. E isto fez-me pensar: será que se eu ingerir citronella afasto mosquitos e se ingerir alfazema, afasto as traças? Abriu todo um novo leque de possibilidades na vida e aplicações práticas. Infelizmente, se ingerir (...)

Admirei a descontracção...

09.07.19, Peixe Frito
Para refrescar a memória, relembro que trabalho numa zona semi urbana. Semi porque estou perto de muita natureza e, felizmente muitos e muitos e muitos prédios não constam nesta zona, é mais moradias e empresas. Isto tudo para dizer, que tenho vista para vivendas, para a zona mais pacata, contrária ao trânsito que passa que nem formiguinhas. Ora, nada como de vez em quando olhar pela janela, para descomprimir os zóios de tanto olhar para o pc. Fixar as nuvens. Observar as copas das (...)