Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

A tua cara não me é estranha...

06.08.08, Peixe Frito

    Detesto não me lembrar do nome de alguém, quando encontro as pessoas na rua, e as reconheço, mas não sei de onde.  E depois dão-se aqueles diálogos sem jeito:

    - "Oiii! Tudo bem contigo?"

    Olho e tal, e depois apercebo-me que é comigo:

    - "Er... Olá... Tudo obrigado. E contigo?" - eu conheço esta cara mas não sei de onde...

    - "Há quanto tempo... Como os anos passam a correr não é?"

    - "Pois..." - epá... de onde...

    - "E a família? O cão, o gato, o piriquito...?"

    - "Tudo ok, obrigado..."

    - "Não me estás a reconhecer pois não?"

    -"Er... Nem por isso"

    - "Sou eu... Lembras-te? A Maria, prima do João, cunhada do Manel..."

    - "Nãooo..." *.*

 

    Pior disso tudo, é depois da converseta toda, ainda quererem combinar um cafézito, e a pessoa continuar sem se descoser que não se lembra com quem está a falar.

 

        E quando é mesmo engano, e confundiram-te com outra pessoa? ^.^ Belas figurinhas...

 

largar posta:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.