Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Ui que agradável!!

05.06.09, Peixe Frito

   Se existe som, que eu considero particularmente irritante, é precisamente o som dos alarmes dos carros. E logo por azar, tocam sempre, mas sempre quando não devem - não, não estou a ver no ponto de vista do ladrão, que não lhes dá muito jeito que toquem. Por exemplo, quando nós já estamos deitadinhos, afofados na nossa caminha, e o João Pestana já largou os seus pózinhos de perlim-pim-pim, e estamos ali, mesmo quase, quase a dormir e... Pimbas!! - FÓM-FÓM-FÓM-FÓM-FÓM!!! - onomatopeia que simboliza o som dos alarmes de  buzina que alguns carros têm. E logo por azar, toda a gente ouve... menos o dono do carro.

   Raios partam pá! Ponham um daqueles alarmes com comando à distância (que são avisados que o carro está, teoricamente, a ser assaltado), que tenha uma propriedade especial: o som do próprio alarme, em tempo real e em alto som, como se o carro estivesse a apitar na cabeceira! Iam ver como era remédio santo. Não havia alarme que tocasse mais de cinco segundos.

 

    P.S.: Sabem qual é a piada? Acabei de escrever o post, e está uma porra de um alarme a tocar. É um sinal dos céus. S. Pedro está-me a querer dizer que o tempo vai piorar este fim-de-semana. O que é que isto têm a ver com o alarme? Nada. Apenas queria partilhar convosco

largar posta:

CorretorMais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.