Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Papa Reformas

26.08.08, Peixe Frito

    Esta é outra dúvida existencial que eu tenho:

    Como alguém foi capaz de inventar um veículo (se é que se pode chamar assim) como os "papa-reformas" (ou "mata-velhinhos")?

    Ok, compreendo o facto de que facilita a vida aos velhotes que não puderam tirar a carta, mas ainda assim, que mal fiz eu a deus para me cruzar com estas coisas na estrada?

    Digam-me:

    - Quem nunca esteve cheio de pressa, e apanhou uma fila enormérrima (esta foi à tiá), que o cabecilha é um "papa-reformas"?

    - Quem é que já demorou mais de meia hora a fazer um trajecto, que normalmente se fazia em dez minutos, por causa de um "papa-reformas"?

    - Quem é que os queria ultrapassar e não conseguia, pois eles nem sequer se desviam para a berma?

    - Quem é que nunca teve de aturar aquele horrível "b-é-é-é-é-m-m-m-m-m"*, que é tão mau que até teve de fechar as janelas?

    Uma coisa é certa: "admiro" as pessoas que andam naquilo: é preciso ter muita pachorra, dada a velocidade a que aquilo anda. E não sofrer de claustrofobia!

    Cada vez que me cruzo com um "papa-reformas" , em sentido contrário, adoro ver as expressões de desespero das pessoas que estão na fila, para ultrapassarem.

    Verdade seja dita: Quando me toca a mim, até "deito fumo pelas ventas".

 

 

    *Esta belíssima onomatopeia, representa o som que a "geringonça" (mais um apelido) faz enquanto anda.

   

largar posta:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.