Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Ooops... É para apanhar ar!!

17.08.09, Peixe Frito

   Quantas vezes já não aconteceu, uma pessoa andar com a braguilha das calças abertas, e não reparar? Ocasiões desde estar no trabalho, sentados, e termos de ir a algum lado, levantamo-nos, e lá está a janela escancarada; a irmos à casa-de-banho e a dita estragar-se, e logo por azar, estarmos numa reunião com um cliente importante, ou até irmos no comboio e termos alguém à nossa frente a fazer-nos sinais muito subtilmente, de modo que até começamos a achar estranho tantos sinais que chegamos a pensar que a pessoa tem tiques muitos graves, ou têm espasmos, ou que se está a fazer ao piso. Finalmente apercebemo-nos que o raio da braguilha está aberta, e que essa pessoa apenas nos está a poupar de continuarmos a fazer figuras de tótós, frente a toda a gente. Ainda bem que ainda existem almas caridosas!

   Mas o mais interessante, é a ilusão das pessoas que têm a braguilha aberta, de acharem que ninguém deu conta! Porque elas apercebem-se que a porta da frente está destrancada, e que efectivamente, ninguém lhes disse nada, logo, ninguém reparou! Acreditem em mim: toda a gente reparou. Ninguém disse mas foi por vergonha, por pensarem que se disserem a alguém que tem a braguilha aberta, que há a probabilidade dessa pessoa pensar: "Para onde estás a olhar, pá?!" - É bem pior se esta situação se der entre homens, que são muito machos...!

    É por estas e por outras, que graças a deus cara, eu uso calças com botões!

28 comentários

largar posta na fritura