Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Alcunhas à portuguesa (1)

22.09.08, Peixe Frito

    Nós tugas, temos o hábito de não chamarmos as coisas / alguém pelo respectivo nome, arranjando sempre uma alcunha (nada a ver com o nome original, diga-se de passagem), mais fácil para nós de distinguirmos as coisas:

 

     - Ei pessoal, onde vamos jantar hoje?

     - Vamos ao "Escondidinho"*?

     - Ah, não! Apetece-me uma ameijoazita. Vamos ao "Petisco"**.

     - O restaurante em baixo de minha casa é fixe.

     - Qual?

     - O "Minhocas"***.

     - Ok, vamos. Eu alinho!

 

    - Este fim-de-semana, fomos a "Miami"****.

    - Foram? Epá, e gostaram da viagem?

    - Dah... Não é essa Miami... É a outra.

    - Ah, ok...

 

    E no que toca a nomes de pessoas, é do mesmo género:

    - Sabes quem vi no outro dia? O Pedro.

    - Qual Pedro?

    - O que trabalhava comigo!

    - ... Qual deles? O Conguito ou o Bogas?   

 

    Na realidade, no que toca a nomes de restaurantes, por exemplo, muitas vezes nem sequer sabemos o real nome do restaurante, apenas a "alcunha". 

 

 

 

    *Este restaurante fica num recanto escondido. **É o restaurante, onde normalmente vamos petiscar uns caracóis e tal. ***Este restaurante fica num rés-do-chão. ****É uma zona de restauração, ao pé do mar, onde um dia houve alguém, inocentemente, que disse que parecia Miami.

largar posta:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.