Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Dah! Não se sente à distância? ^.^

15.10.09, Peixe Frito

   Que mania que uma pessoa têm, de desconfiar que determinada coisa cheira mal - será porque sai de lá um cheiro nauseabundo ou porque na zona circundante do objecto / coisa está um fedor daqueles mesmo mas mesmo bravos, assim um tufo maravilhosamente intoxicante, que quase até dá para ver a aura verde a pairar em redor - e mesmo assim vai lá enfiar o nariz, faz uma careta feiosa, seguida de um soluço quase-vómito, para confirmar aquilo que já sabia, com a frase: "Cheira mesmo mal". Ainda estou para perceber. Sabem o que ganham com isso? A morte imediata do Tico ou do Teco, ou uma moca daquelas ainda pior que o snif das tintas com cheiro a maçã! Mas nem tudo são más notícias,  lá no fundo ainda há algo positivo: com o aroma agradável que inalaram, snifaram conjuntamente com o ar putrefacto umas bactérias e etc, e assim ficam com uma colheita de cogumelos no nariz. Para os ávidos consumidores deste fungo, são sempre uns cobres que poupam; Para quem não aprecia, com alguma sorte, ainda conseguem fazer negócio em terreno nacional, e extendem-se pelo mundo, através da exportação dos vossos cogumelos, criados num ambiente biologicamente favorável, e sem aditivos nem outras coisas más.

largar posta:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.