Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

São todos uns tretas...

07.01.10, Peixe Frito

   ...ou então houve alguém que chegou primeiro!

  

   Hoje de manhã, testemunhei um acontecimento maravilhoso da natureza, logo mas logo pela matina, a caminho do trabalho (também, acontece-me tudo a caminho do trabalho ou na vinda deste): Vi um arco-íris. "Pfff... Viste um arco-íris", dizem vocês "Grande coisa!!" Pois é... já vi milhentos, mas este teve o seu quê de original: Pela primeiríssima vez, vi o fim do arco-íris. Inclusivamente, passei pelo meio da ponta do arco-íris (parece mau português mas vou explicar: a ponta do arco-íris ocupava uma faixa na estrada, e era precisamente nessa que eu ia a circular) e vi, de um modo gradual, o arco-íris a ficar mais forte e a esvanecer conforme eu o atravessava. Achei fantástico. Uma experiência interessante. O que eu não achei fantástico, foi finalmente encontrar o fim do arco-íris, e caldeirão cheio de moedas de ouro com um duende a guardá-lo... népias!! Gostava de saber, quem foi o engraçadinho que me palmou o caldeirão!! Não há direito... E não me venham cá dizer, que o caldeirão estava na outra ponta... pois pois... abotoaram-se foi à guita, foi o que foi!

 

    Nota: Se for preciso, passo tempos infinitos sem ver um único arco-íris. Neste fim-de-semana vim um duplo, da janela do meu quarto; Hoje de manhã, atravesso um. Há coisas do caraças.

      Nota 2: Arco-íris palmado da net.

10 comentários

largar posta na fritura