Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Qualquer dia viro rolinho-de-peixe...!

03.02.10, Peixe Frito

    Como podem calcular, "Graciosa" é o meu nome do meio. É só graciosidade no meu modo de manejar e fazer as coisas, principalmente no que toca a mexer em película aderente. É fantástico e um espectáculo digno de se ver. Primeiro, é o encontrar a ponta do rolo, que vê-la é mesmo isso... nem vê-la, depois é o acto de esticar a película, só que como sou tão prendada, enrolo a película nela própria ou enrolo a película na minha própria mão, chegando até mesmo a enrolar no que estiver à volta...! Enrolo tudo, tuuudo... menos a minha sandocha. Não há direito. Eu sei que ela se chama "película aderente", mas também enrolar-se em tudo - a leviana, a destruidora de lares -  já é excessivo. É outro produto o qual eu sou a favor que tenha uma advertência e instruções de utilização. É que é perigoso...!! Uma pessoa fica toda enrolada naquilo e depois para se desenrolar é o ai Jesus! Nem puxando numa ponta... (A película aderente deve ser arraçada de liana-pseudo-comedora-de-seres-humanos-e-objectos-que-normalmente-se-vê-nos-filmes-de-terror-ou-naquele-filme-o-Jumanji...!!) Quem lhe disse que queria enrolar o meu telemóvel? Ou enrolar a carteira?? Magana. Anda a ver se limpa o pó às coisas lá de casa. Muito gosta o raio da película de se enrolar com objectos alheios...! Cheira-me a conspiração!! Deve haver aqui algum cambalachozito entre as películas aderentes e alguma seita...!!

   A piada no meio disto tudo, é que a película aderente não têm cola, porque se tivesse ui ui... eu já era um peixe-múmia...!

largar posta:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.