Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Dúvidas Existênciais (21)

16.11.09, Peixe Frito

   

 

 

    Pois bem, eu adoro comer marisco. Delicio-me a comer uns belos camarões, uns berbigões, mexilhões, ameijoas, perceves... lapas! Tudo o que vem, morre. Eis que, um dia qualquer em que estava na praia, neste verão, me dei conta da quantidade de pulgas-do-mar que existem! Desconfio que até trouxe umas de boleia para casa, as sacanas, que saltaram para a minha trufa e eu nem notei. Mas adiante! A dúvida latente que permanece na minha cabeça desde então, é porque é que não se comem as pulgas-do-mar? Não podem ser consideradas um tipo de marisco? Não me venham dizer que é pelo aspecto, porque o mexilhão deve muito à beleza, nem sequer falando no aspecto das ostras! É por andarem na areia? Então e os canivetes? E o berbigão? Cá para mim, já houve alguma alminha que morfou umas pulguitas à socapa, mas que têm vergonha de admitir que o fez.

    Continuo a achar que é um petisco por descobrir. Um verdadeiro tesouro. A única coisa que têm de mais chato, é o facto de serem muito piriris e caberem mesmo na cova do dente, ou serem precisas muitas para saciar a nossa gula. O factor de as apanhar também dá cabo da pachorra a qualquer um. Andar a catar pulgas é coisa que  não acho muita piada, e é mesmo trabalhinho de ourives. Mas se souberem bem, se forem um petisco divino, tudo vale a pena.

 

    P.S.: Não acham que até é semelhante a uma lagosta em ponto pequeno?

    P.S.: 2 Pulga palmada da net.

Sexta-feira 13...

13.11.09, Peixe Frito

   ... búúúúúúúúú!!!!!!

   Malta, cuidado com os gatos pretos. Só para vos dizer. Sabem que mais? Acabei de abrir a agenda, e descobri que dia de azar foi ontem.... mas para o bicho que ficou esmagado entre as folhas da minha agenda, exactamente no dia de ontem.

    Quem disse que quintas-feiras 12 também não eram de azar?

Que porra de mania mais nojenta!!

13.11.09, Peixe Frito

   Que porcaria de hábito que tenho, de me assoar, e olhar para a ranhoca no lenço...!

   Rai's parta, que badalhoquice. Que hei-de fazer? É mais forte que eu...!

Este têm três metros de comprido!!

12.11.09, Peixe Frito

    Antes de tudo, só vos quero pedir que me perdoem pelos atrasos da postagem destes miminhos, e que me perdoem igualmente se entretanto começar a parvejar algures por aí abaixo... É que ter de esmifrar alguma coisa para agradecer três miminhos é obra. Mas não vale a pena ligarem muito, porque por muito que se esprema, sumito que é bom... nada que se aproveite! eheheh Só para encher choirooo!! :D

    Então, vamos lá saldar a quantidade de miminhos que tenho por oferecer à malta:

 

 

 

    A querida amiga C., afirma que este blog cultiva amizade... Ai amiga, é preciso mesmo que tenhas um coração tão bom, para achares mesmo isso!! eheheheh Obrigado pelo miminho... por ao fim deste tempo todo que nos conhecemos (embora virtualmente) a nossa amizade continuar a brotar, sobrevivendo a novas e retorno a velhas casinhas, sempre com a mesma boa disposição e amizade.

    Apesar de cultivar amizade, roam lá com as regras:

 

 - Publicar o selinho no seu blog, dizendo quem o indicou;
 - Responder a pergunta: O que é uma verdadeira amizade para você?
 -  Repassar para os blogues que você considera como amigos.

 

    Para mim, a verdadeira amizade é aquela que me aquece o coração nos momentos tristes, é aquela que se reforça nos momentos de felicidade genuína, é aquela que vejo quando olho nos olhos dos meus amigos e sinto que a minha dor é a dor deles, a minha felicidade a deles, sem me exigirem nada em troca. É a verdadeira amizade que nutrimos que faz com que aceitem todos os meus defeitos, sem me julgarem e quando me mostram o caminho certo, mesmo que me doa. É sentir a vossa falta quando não estão a meu lado, mas que sei que sempre estão lá... no meu coração para o que der e vier. É fazer-se silêncio... e vocês estarem a meu lado. É o facto de eu chorar, e vocês enxugarem as minhas lágrimas. Resumindo... a verdadeira amizade para mim, é a incondicional, aquela que me faz ralar pelo bem estar de alguém, e amá-los do coração, sem restrições, sem ser preciso expressá-lo por palavras, e que seja sentida apenas numa troca de olhares.

 

 

   

 

   Só dez? Forretas pá, forretas...! eeheh Quem ofereceu este miminho aqui à fritadeira, foram as queridas amigas Daisy, Leucócito e Vuty! Obrigado minhas queridas, vocês são nota 10 elevadas ao infinito! eheh

    Já que estão tão inchados com o miminho, tomem lá com as regras:

 

    - Oferecer o miminho a dez blogs;

    - Dizer oito características minhas;

 

    As minhas oito características, são:

    1- Sou loira, com cabelinho dourado;

    2 - Tenho olhos verdes;

    3 - Sou alta; - Estou em alta até agora ahahaha

    4 - Adoro pastilhar;

    5 - Tenho a mania que tenho piada, e uma certa tendência para aparvejar;

    6 - Adoro peixes, plantas...! E gostava que um dia fosse possivel ter peixes e plantas no mesmo sítio, mas existe uma certa criatura que mas come todas, por isso vou sonhando;

    7 - Amo de coração os meus amigos e família;

    8 - Sou uma pessoa muito alegre... mas tenho um mau feitio desgraçado;

 

   Ora cá está outro prémio mimoso, mais uma vez alegando à amizade, às coisas belas e pózinhos de fadas, desta vez oferecido somente pela migas do coração Daisy! Obrigado amiga!!

   Para não variar, tomem lá as regras e mais umas palavras (daqui a bocado parece mas é o momento de reflexão da RFM ahahah), para abrirem a pestana (querem só miminhos é? ah pois éééé):

  

   O significado deste prémio é (Façam uma pausazita, este é o momento de reflexão :)) :

 

    Verde : Simboliza os novos Amigos;
  Amarelo : Representa a todos os Amigos sempre activos;
  Azul : Simboliza o nosso próprio status e o dos amigos com o orgulho em alta;
  Plataforma Vermelha : Simboliza que todos somos iguais, já sendo principiantes como os que levam um bom tempo no mundo do blog. Tudo isso se resume de um única maneira, que todos temos a mesma pele, sangue e que somos todos irmãos

 

    Mais um texto que fala sobre partilhar, e em como a vida é bela e amarela:

 

  Compartilhar o Prémio com todos os Amigos Blogueiros que estão activos e que participam deste Blog, sendo o objectivo principal unir todos os amigos. Este Prémio pode ser aceite por todos os amigos e não importa onde se encontrem.

 

    Já reflectiram tudo? Então levem lá com o resto das regras (pensavam que tinha acabado não era? muhahahahahah): 

 

    - Fazer um post similar a este para mostrar o prémio;

    - Incluir um link dos últimos blogs que compartilharam o prémio contigo;

    - Copiar o banner do blog amigo;

    - Copiar e postar a imagem do prémio; 

 

    Agora, vem a parte que toda a gente gosta. A parte de receber o miminho. Os blogs que eu destaquei para receberem todos os miminhos acima indicados (eu sei que alguns vão receber repetido, mas o que conta é a intenção, está bem picuinhas?), são os seguintes: 

 

  •  

     - Simplesmente a Daisy;

        - O Diário da ex-Cobradeira;

        - Diário da Margot;

        - Pseudópodes;

        - Vuty;

        - Learning from your mistakes;

        - Brisa-do-Mar;

        - Tangerina;

        - O Hemiciclo;

        - Peter of Pan;

        - Gato Pardo;

        - Simbioses;

        - O Universo Fantástico das Coisas sem Importância;

        - Ideias Amarrotadas;

        - A place like home;

        - O cú do mundo;

        - Intervalo para Café;

        - Enigma;

        - Libel;

        - Cumplice do Tempo;

        - Espaço da Raquel;

        and last, but not the least

        - Princesa;

     

        Desculpem-me por não colocar os vossos links, mas vocês são mais que as mães pá... ehehe

  •  

  • Pérolas (18)

    12.11.09, Peixe Frito

       - Por onde saem os pássaros que entram?

     

       São piores que os miúdos...!

    Onde anda ele que não o vejo?

    11.11.09, Peixe Frito

       Falam e falam e falam e falam das castanhas, assadinhas, cozidas, quentes e boas! Então e... onde anda o homem que assa as castanhas? - Alto e pára o baile! Como se pode chamar a este homem? O senhor-das-castanhas? Assador-de-Castanhas-Ambulante? Senhor-que-assa-as-castanhas-no-largo-ao-frio-e-que-leva-um-balúrdio-os-olhos-da-cara-o-rabinho-e-mais-uns-tostões-por-meia-dúzia-de-castanhas-bichadas-cheias-de-carvão-enroladas-em-papel-de-jornal-que-ele-foi-buscar-não-sei-aonde?

        Ainda não vi um único senhor-que-assa-castanhas-careiras-como-o-catano no sítio habitual. Por acaso, é das únicas memórias da minha infância, que ainda hoje e durante todos estes anos, gosto de reviver, sempre que vejo um nevoeiro descomunal no largo lá da vila, por causa do assador.

        Este é o meu modo de vos desejar a todos um Feliz S. Martinho! Vejam lá, não ataquem na água-pé, e sempre, mas sempre antes de comer uma castanha, verifiquem que não têm carneiro, ou então mandem-na toda inteira de uma vez, sem piedade, que os carneiros só comem castanhas mesmo...! eheheh

    Grande balda...!

    11.11.09, Peixe Frito

        Aqui há dias, andavam uns tipos a fazerem de conta que arranjavam as telhas na empresa. Eis que, surpresa a nossa, que vemos um grande vulto a cair, mesmo rente à nossa janela - observação: O gabinete fica num primeiro piso. Escusado será dizer, que ficou tudo em pulgas, foi logo tudo mirar a janela aos tropelões, tal e qual velhas codrelheiras que vão logo cuscar à janela mal vêem uma ambulância ou ouvem um barulho mais invulgar, a ver se alguém se tinha baldado. "Ah, foi só o escadote", dizia quem estava no sítio mais ao pé da janela, e que controlava melhor a coisa, "ninguém se baldou". Bah...! Assim não têm piada. Que graça têm um escadote cair sem ninguém lá em cima? Nenhuma...

        Lá se foi o entretêm da tarde. Parece impossível pá...!

     

        Obs.: É incrível, como uma pessoa pensa logo no mal...

    Coisas de Gajo (5)

    11.11.09, Peixe Frito

        O champô, ou o gel de duche ou o sabonete líquido para as mãos estar a chegar ao fim, e para a coisa render mais um pouco, colocam água dentro do recipiente, mas tanta mas tanta água, que aquilo deixa mesmo de se chamar sabonete e é somente o "líquido" - Invés de esperarem que aquilo chegue ao fim, e substituir por um novo e cheio, não... preferem encher aquele de água.

         Ainda gostava de saber, se realmente ficam com as mãos lavadas, com tanta água! É que é exactamente isso: Apenas as passam por água. Sabonete que é bom e cheiroso... nicles!

    Olha eu a atrofiar...

    10.11.09, Peixe Frito

       

     

        Eu gosto bastante do Monstro das Bolachas, mas agora analisando bem as coisas, até o acho bastante medonho para a criançada. Não acham? Um bicho esquisito, azul, os dedos são tufos de pêlos, com um olho a apontar para norte e outro para o sul, que cada vez que corria ou mexia, aquela banhoca azul abanava toda de um modo sinistro, além do facto de que comia bolachas de um modo bárbaro. Pff "Comia bolachas"... Esfarelava bolachas! Devia de mudar de nome, de Monstro das Bolachas, para Monstro Esfarelador de Bolachas! Sabem que mais... eu na minha santa ingenuidade, sempre achei estranho o facto do Monstro das Bolachas comer as bolachas, e não se ver a garganta do mesmo... Estão a ver como é medonho?? eheheh

     

        Vou dar corda-aos-sapatos, que os fãs do Monstro das Bolachas devem estar afoitos para me apedrejar. Hum... desde que me apedrejem com Oreos, Chip's Ahoy, bolachinhas de manteiga, e etc limitada, até nem me importo!

    Que azar do catano!

    10.11.09, Peixe Frito

        Detesto comer pxinho, e no meio daquela azáfama toda, engolir uma espinha. Mas uma senhora espinha. Agora ando com o trauma da mesma ficar espetada algures, no meu corpinho de sereia. Quem me manda alambazar-me e armar-me em canibal?

        Toma que é para aprenderes...!

     

        P.S.: Se tivesse comido o Poupas, agora não estava nesta situação.

    Piadinha seca e a modos que para o rija

    10.11.09, Peixe Frito

      

     

        - A Rua Sésamo faz hoje 40 anos.

        Pela linha de pensamento e dado os factos apresentados, o Poupas já não é comestível (nada contra os quarentões hein!). Com esta idade, já se assemelha mais a uma galinha velha, rija que nem o caraças (parece que veio a pé da China até Portugal), que não serve nem para uma canjinha, que corremos o risco de partir um dente.

       Além disso... alguém sabe ao certo que espécie de pássaro é o Poupas?

    Só tenho uma coisa a declarar!

    10.11.09, Peixe Frito

       Quando crescer...

    Quero ser como a Leopoldina!!!

       

     

    Precisam-se de Encantadores-de-Cobras...!!!

    09.11.09, Peixe Frito

      

     

      De jibóias, para ser mais específica. É que hoje anda por aqui uma jibóia a enrolar, das grandes, que não me larga as calças!... - Estão a ver a da foto? A que anda por estes lados é maior ainda, mas em matéria de enrolanço... tal e qual com a minha perna - E o mal no meio disto tudo, é que ela já começa a "ferrar" o dente no resto da malta: A sinfonia por estes lados é a do bocejo, e anda tudo a fazer estiramentos, e a espreguiçarem-se que nem loucos.

       Maldita jibóia... Até parece que é segunda-feira, e que passou o fim-de-semana inteiro a chover. Parece impossível.

        Alguém gosta de comer cobra? Esta dispensa-se. Dizem que fritinha é boa. Dizem, eu cá não sei de nada.

    E ela continua a bater no ceguinho...!

    05.11.09, Peixe Frito

       Depois de uma boa noite de sono de beleza (na realidade duas, que já se passaram dois dias desde o mais recente post), cheguei à conclusão do porquê dos nomes dos medicamentos serem todos esquisitóides. Sabem porquê? É um código. Sim, um código. Consoante a gravidade da nossa doença, varia a esquisitice do nome do remédio. Se for um nome que ainda conseguem lembrar-se, boas notícias, vão-se safar. Quando começam a não conseguir proferir o nome e começam somente a identificar o medicamento pela embalagem... lamento informar-vos, mas estão mesmo quase a bater as botas, é bom que vão escrevendo o testamento, fazendo as partilhas pelo gato e pelo cão, não esquecendo do piriquito, que a coisa está preta e a ficar bera.

    Já não basta ser deprimente o suficiente...

    03.11.09, Peixe Frito

       ...estar doente, como por si só ter de tomar uma quantidade significativa de medicamentos de x em x horas (sem poder falhar o horário), e só por azar, os horários são sempre uma treta. Quando digo isto, é porque calha-me sempre a situação de ter de acordar de madrugada para tomar a medicação. Não é justo! Então uma pessoa está doente, e não têm uma noite de sono como deve de ser?... Não há condições. Ainda por cima, os medicamentos têm cada nome, que até metem medo ao susto - Já sei, já sei! Se o virus não morrer com a mediacação, ao menos morre com o susto ao ouvir o nome desta. Espertos os tipos da farmacêutica. 

        Serei eu a única que não me lembro de 1/3 do nome dos medicamentos, e dos que me lembro, pronuncio mal o nome? Não seria mais fácil darem nomes aos medicamentos que fossem mais fáceis de fixar e pronunciar? (do género: Remédios para a gripe: Estou com a jipose 1, Estou com a jipose 2, etc... Para as dores: Estou com o reumático 1, Estou com o remático 2, por ai adiante... Não era mais funcional?) É que quando uma pessoa está doente, a memória e a coordenação "lingual" (refiro-me ao acto de proferir as palavras) não está no seu maior esplendor, pelo que dizer coisas complicadas pode ser a diferença entre a vida e a morte nas filas da farmácia. Ainda bem que as receitas agora são computorizadas, o que fez diminuir consideravelmente a taxa de mortalidade nas filas das farmácias, porque antigamente, quando estas eram passadas à mão, alguém não percebia o que o médico prescreveu, e outro não sabia pronunciar o nome, e primeiro que chegassem a alguma conclusão, já alguém tinha batido a bota.

        Cá para mim... Havia era ali um consórcio entre as farmácias e as funerárias...! Digo eu...!

    Nem os peixes escapam...!

    03.11.09, Peixe Frito

        Pois é pessoal... aqui a miss está em vinha d'alhos. Não se preocupem, que o óleo da fritadeira não está contaminado, por isso escusam de chamar a ASAE! Não há risco de intoxicações alimentares...! :D

    A tradição já não é o que era!

    01.11.09, Peixe Frito

       Estava eu à espera de acordar logo pelas 8:00 da matina, com berros de petizes na rua aos grupinhos, a tocarem às campainhas, a pedirem o mítico "Pão-por-Deus", quando dou por mim a acordar às tantas, e sem ninguém me ter tocado à campainha (não, a minha campainha não dá para desligar... infelizmente que às vezes dava jeito). O mais irónico disto tudo, após anos e anos e anos de me andar a esquivar a abrir a porta aos miúdos (alguns lá me fintavam grrr), após obrigar o meu falecido avô a ficar tipo estátua e sem falar nem fazer barulho, para não ter de abrir a porta à criançada, de não levantar persianas nem cortinas, para não pensarem que há gente em casa, etc etc,  este ano, (após rever e engedrar os esquemas do costume) lá decididi oferecer rebuçados aos miúdos. «Ah Peixa», pensei eu «Tu lembras-te como era fixe andar a pedir Pão-por-Deus, chegar a casa e ver tudo o que tinhamos recolhido - e ver as coisas que a mãe nos obrigava a mandar fora, porque achava que não podiamos comer humpf», e... puf!! Fez-se Chocapic! Mas na realidade... após quase ter sido visitada pelo meu fantasma do passado, do presente e do futuro... não aparece ninguém! Bem... apareceu uma criança lá para o meio dia... UMA CRIANÇA! Estou em choque.... Onde estão aqueles enormes grupos de miúdos? Aonde?... Nem rasto. Ainda bem que não investi muito em rebuçados que tinha ali uns no pote (tencionava oferecer aqueles melosos que já ninguém pega, e agora como me livro deles? ahahah 'tou a brincar :D) e gamei mais outros à mãe Peixa para juntar aos da casa - essa sim compra sacos de rebuçados de propósito para a criançada. Ainda existem pessoas com bom coração. Ainda bem que a mãe não é igual à filha, senão coitados dos putos! :) - porque seria prejuízo na certa.

        Mas há coisas engraçadas. Existem truques no "Pão-por-Deus"!! Ah pois é. Eu quando andava ao "Pão-por-Deus", na minha tenra idade de alevim, já sabia que não podia fazer muito barulho, nem a falar, nem com o saquinho, porque havia a probabilidade de não me abrirem a porta, e não receber "Pão-por-Deus." (isto faz-me lembrar alguém eheheheheh)

         Uma das coisas que me fazem rir, é quando oiço a campainha tocar e um silêncio de cortar à faca. Obviamente, eu já sei que são miúdos para o "Pão-por-Deus", mas é engraçado o silêncio que fica de repente, onde até se ouvem as moscas. Quando digo: "Quem é?", oiço uma carrada de vozinhas a atropelarem-se: "Pão-por-Deus, Pão-por-Deus!!!" eheh São todos iguais. Só deixo de lhes achar piada, quando se levantam com as galinhas, e já andam a tocar à campainha nessa altura, quando uma pessoa ainda está a "cozer arroz", ou a "serrar lenha" como preferirem, e lá tem de se levantar que os miúdos são arraçados de chato, e  tocam à campainha que se fartam. Até parece que nascem com cola na ponta dos dedos, que quando apanha uma campainha... nunca mais larga!!!

        Qual é a conclusão a que eu chego? Não fui talhada para oferecer rebuçados, nem chocolatinhos no "Pão-por-Deus" aos petizes. É um sinal divino. Tenho de me limitar a esquivar ao abrir a porta, e a não dar os meus preciosos rebuçadinhos "Toffee", os meus fantásticos "Flocos-de-Neve", os meus ricos rebuçados de mentol, e os meus excelêntissimos... "Sugus". Olha, temos pena... Fico eu com eles! eheh

     

       P.S.: Devo de entrar no Guiness com este post, dada a quantidade excessiva que escrevi e fiz referência ao "Pão-por-Deus"! - Toma, mais uma. iiiiincha!!! eheheheh

    Pág. 2/2