Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Morreu alguém...??

01.08.11, Peixe Frito

  

   Como já referi por aí algures na fritadeira, tenho um especial fetiche por aperitivos com sabor a cebola / natas azedas, e de alho. Não é preciso ter dois palmos de testa, para concluir que este meu vício me confere um hálito fantástico, capaz de chacinar bicheza alada sem sequer lhes tocar (e alguma terrestre) num raio de uns 5 kms à vontadinha, cada vez que bocejo (sim meus caros, bocejoooo, não outras coisas que incluem algo a apanhar o elevador), e de afastar de mim todos os seres vivos das redondezas (uns até agradeço) incluindo eu própria, embora dê em esforços infrutíferos, sem grande sucesso - Dizem que o alho faz bem aos dentes, nunca ouviram dizer? E ao sangue... Ah pois é... Pena é que não faz bem ao hálito. Agora já percebi porque os vampiros não gostam de alho: alguém gosta de ter mau-hálito? Ninguém... 

    Na mais recente vez que fui torrar dinheiro ao supermercado, bem que me contive, mas lá cedi ao pecado... comprei mirtilos. No corredor ao lado eram os aperitivos, e pronto claro está, lá fui ver as paisagens e babar-me a olhar para as prateleiras, tal e qual algumas moças nas montras a verem roupas e os moços que trabalham nas lojas (uma senhora passou por mim e ia caindo, tal era a poça no chão).  Já farta de pecar naquele dia e com a filosofia de "perdido por cem, perdido por mil", lá levei uma embalagem de aperitivos tostados no forno, com sabor a cebola, natas azedas e alho, debaixo da barbatana! Escusado será dizer, que me empaturrei daquilo até dizer não - que só aconteceu quando vi o fundo ao tacho.

    Antes de me ir deitar, escovei os meu dentitos e tal e coiso, e fui-me deitar. Nem queiram saber... no outro dia de manhã... ui mãezinha... salvem as crianças, socorram as mulheres, CORRAM PARA AS MONTANHAS! Que bafo horríveeeeeeeeeeeeeel... e escovei os dentes, o que me deixou admirada. Parecia que alguém tinha morrido, e que eu, de facto, tinha ingerido algo que já tinha passado do prazo há anos - os meus vizinhos até devem ter ponderado chamar os bombeiros, com medo de algo degradado lá em casa. De repente: ROOOOOONC! Ui... além de mau-hálito, estava com uma fooooome desgraçada. E eu, que no dia anterior até tinha comido que nem um porco ("Mas Pumbaa... Tu és um porco!"), não tinha grande explicação para o estômago vazio. E esta situação, faz-me lembrar este tema, pelo que concluí rapidamente, o porquê do estômago colado às costas: não havia vida no meu quarto, além de mim. Eficazmente, consegui afugentar a bicheza toda, daí eu, ironicamente, acordar com o estômago cheio de traças.

   Aprendi a lição: Não comer mais aperitivos de cebola, natas azedas e alho antes de ir deitar. Faz mal aos bichos e nós acordamos com o estômago vazio.

    E convenhamos: os bichos sempre têm menos calorias do que os aperitivos, ou não é verdade?? E não causam mau hálito. Dizem...! {#emotions_dlg.clown}