Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Pareço uma árvore de natal...

14.02.12, Peixe Frito

   ...ou para ser mais fofinho, um artigo para o dia dos namorados, que se há coisa que não lhe falta são cores berrantes.

  Pois é, eu que costumo gozar com o pessoal, quando estes não conseguem distinguir uma cor da outra (é muito válida esta minha "zombaria". Quem não consegue distinguir entre roxo e lilás? E entre encarnado e vermelho?), chamando-os carinhosamente de "daltónicos", "vesgos", proferindo lindas frases de incentivo à correcta identificação cromática, como por exemplo "Mas tu na escola não aprendeste as cores??", "Então e de que cor é uma ervilha?" e coisas do género, por vezes eu própria devo fazer essas figuras de desmiolada daltónica. Não voluntáriamente! Sim, tudo por culpa da indústria do vestuário. Ah pois é... Já alguma vez vos aconteceu, cair o botão de uma das vossas roupas e conseguirem encontrar uma cor de linha minimamente similar à cor da vossa roupa? (meus bandidos, não valem cores como preto, branco!) Existiria uma justificação se eu usasse roupas com cores estrambólicas, mas não é o caso. Ainda agora tive de pregar um botão, e não consegui arranjar o castanho ideal para a minha jaqueta. Solução: bordeaux! - têm tudo a ver, efectivamente. Vá lá, não ser amarelo nem rosa choque - Mas alguém nota alguma coisa? "Peixa pá, olha lá que a linha do teu botão n.º 497, situado no extremo direito, invés de ser da cor castanho é bordeaux. Horrendo, minha cara."

    Inadmissível... Como pode uma pessoa sair assim à rua?? Dá logo cabo da performance toda...! tsc tsc.

6 comentários

largar posta na fritura