Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Hoje é dia de festaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa!!

27.05.12, Peixe Frito

   

   Como o tempo passa. Que passa rápido e bem a voar, sem sequer darmos conta já todos o sabemos e sentimos na pele. Apenas damos mais conta da sua rápida passagem, quando nos olhamos no espelho e onde antes a pele era lisinha que nem o rabo de um bébé, começam a aparecer as rugas de expressão, das experiências vividas, das alegrias e das tristezas, vemos no nosso olhar a maturidade que adquirimos da vida em geral. Parece sempre que ainda ontem fizemos anos, e "hoje" estamos novamente a soprar as velas com mais um ano em cima do lombedo. E isto tudo porquê? Porque hoje faz quatro anos. Quatro. Incrível. Há já quatro anos que eu escrevo - escrever até escrevo, o problema é mesmo o teor da escrita - aqui na fritadeira.

   Há quatro anos atrás, estava eu a perguntar-me que haveria de escrever neste espaço. Passado este tempo, hoje a pergunta é outra: Que porra de coisas escrevo eu aqui?! eheh Nada disso, adoro a minha fritadeira, que não é nada mais nem nada menos o espaço "internético" onde a espontaneidade, o sentido de humor sarcástico, a mente a roçar também o duvidoso da minha criatura, que tanto gosta de rir e partilhar com outros essa mesma parvoeira para não me rir sozinha, decidiram acampar e partilhar com o restante mundo os seus tão típicos e nada constantes, devaneios. Já não bastava torturar pessoas pessoalmente, e ainda tinha de me lembrar de  torturar via internet. Incrível.

    Agradeço profundamente a todos os leitores aqui do meu espaço, muitos de vocês já seguem a fritadeira desde o seu primeiro óleo, o que me deixa com um sentimento fofinho e quentinhooooo no coração. Além de achar que raio se passa nessas cabeças, mas pronto, prefiro não aprofundar muito a questão :)

    Obrigada a todos vocês, pelas visitas, comentários, por não terem vergonha de darem a cara por estas bandas, porque são vocês que me incentivam a continuar a partilhar e a escrever. Ao fim ao cabo, são vocês que fazem a fritadeira sobreviver. (grilos. Hey, também não era preciso fugirem em debandada, ok??).

     Que a minha vida continue a ser a animação usual, que me continue a inspirar no lado mais parvo das coisas e a ver as coisas deturpadas como é também habitual em mim, e que vocês estejam sempre aí desse lado, a pensarem que eu sou um troll das cavernas (como em tempos alguém me apelidou) com mente de homem das obras, presos no corpo de uma gaja com idade para ter juízo, e ar de quem não faz mal a uma mosca.

     Obrigada a todos!! {#emotions_dlg.beer}

 

   E como hoje é dia de festa, deixo-vos aqui um fantástico som (não tão bom como os meus Linkin Park maaaaaas olhem queeeeeee anda lá perto {#emotions_dlg.clown}), para que possamos todos cantar juntos e fazer um karaoke! :)

  

 
E aqui fica a letra:
 

Amor, quero sentir o teu perfume
Amor, quero curtir felicidade
Amor, quero sentir se tem ciúme
Amor, quero viver na amizade

A vida é festa, é alegria
Deixa a tristeza de lado e vem me abraçar
O que nos resta é fantasia
Dengo, sossego, chamego, delícia e luar

 

Quê, quê, quê, ô, estrela do amor
Ê, ah, vem me iluminar
A felicidade da gente é uma semente
Plantada no olhar

Quê, quê, quê, ô, estrela do amor
Ê, ah, é sol de verão
É o som de mil tambores batendo gostoso
No seu coração

 

6 comentários

largar posta na fritura