Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Há coisas que me transcendem, tal como o índice da minha nhónhice aguda.

02.10.12, Peixe Frito

  Cada um veste o que quer, pois está claro, é livre de andar de fato-de-treino às riscas com cores berrantes e supé fashion ou de calças de pijama aos bonequinhos, em plena aldeola na hora de "enchente" - num sítio discreto, assim só no centro da dita, onde gente é coisa que não falta.

   Agora... Andar vestido de branco, de cabeça aos pés mesmo a parecer um lençolito branco e imaculado, com este tempo manhoso, é algo que padece de coragem. Admiro essas criaturas. E se cai uma carga de água pá? E se ficar tudo cheio de poças enlameadas? E se amanhã fizer sol invés de tempo nublado? E se a galinha atravessar a estrada? Pois é, pois é. Eu também acho.

   Pronto, era isto.

   Bem hajam.

   Ah...! A senhora das calças de pijama, ao menos não estava com o cabelo preso com uma mola, senão aí é que era a fatiota completa, visto que também estava de pantufeles calçadas na rua.

10 comentários

largar posta na fritura