Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Um post de "vomitar" arco-íris e borboletas e outras coisas fofas que tais.

16.01.13, Peixe Frito

  Estou eu, calmamente - cof cof - a vestir-me e noto numa luz a incidir no meu peito. Não liguei. Enquanto me ia mexendo, a luz continuava no mesmo sítio, a incidir no peito. Parei e olhei. Tinha uma auréola redonda, sob o meu peito esquerdo, na zona do coração. Sabem o que era? Um arco-íris.

  Que têm isto de especial? Nada... Tirando que este "arco-íris" ou dispersão da luz branca, se deu a partir de um objecto, que me foi oferecido por uma pessoa que faleceu há pouco tempo... Foi a última coisa que me ofereceu.

   São estas pequenas coisinhas do nada, sem sentido ou significado aparente, mas que são o suficiente para me aquecerem o coração e me fazerem sonhar, que alguém do outro lado está a olhar por mim.

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Peixe Frito

    17.01.13

    Olá Flávio, bom dia :) Obrigada pelo comment ;) Não me trate por "você", se de facto segue o blog há algum tempo (pura da loucura) já deve ter percebido que sou descontraída e não é preciso cerimónias aqui na fritadeira :)
    Deve ter sido o título que o seduziu eheheh :D Foi um post um pouco diferente. Embora todos sejam pessoais e demonstrem um pouco de mim, este foi extremamente fora da fritadeira e bastante pessoal. E isso que refere é verdade... Dar valor às pequenas coisas do dia-a-dia, essas sim são as mais valiosas. Há que saber olhar a vida com olhos de ver, faz toda a diferença :)
    Beijinhos e comente mais vezes, ok? eheh :)
  • largar posta:

    CorretorMais

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.