Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Contadores de estórias - Aconteceu a um amigo de um amigo meu

20.06.08, Peixe Frito

   Quase não há pessoa que não tenha uma história que aconteceu "a um amigo" ou a "alguém-conhecido-mas-que-não-se-lembra-quem", que por coicidência, na maioria delas, são sempre histórias embaraçosas...

    - "Ih pá, uma vez aconteceu a um amigo meu, estar a comer uma maçã, e só depois de a ter comido quase toda, é que viu que ela estava bichada";

    - "Ah, eu sei de uma situação mais embaraçosa... Um conhecido meu, que-agora-não-me-lembro-quem, uma vez agachou-se, para apanhar uma coisa do chão ou que foi, e as calças rasgaram-se no rabo, de cima a baixo! Ficou com o rabo de fora, mesmo no meio da rua";

    - "Isso não é nada! Eu tenho um amigo, que uma vez estava aflitinho, aflitinho para ir à casa-de-banho (estava cheio de dores de barriga), mas tão aflito, que foi à casa-de-banho, fez o que tinha a fazer, e só depois notou que não havia papel higiénico!"

    - "Bah, amadores. Eu tenho um amigo meu, que uma vez ia no comboio, e toda a gente olhava para ele. Ele ficou todo lampeiro, claro, pois toda a gente olhava à medida que ele passava. Foi quando se consegiu ver num reflexo dos vidros: Tinha um macacão no bigode";

 

    Figuras tristes, ninguém está livre de as fazer!   E o pior, é que há sempre alguém a vê-las!

4 comentários

largar posta na fritura