Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Festivais pouco festivos

27.06.08, Peixe Frito

    Tenho pena dos festivais de música em Portugal, na grande maioria, serem feitos durante a semana laboral, os quais eu não posso ir vêr, pois trabalho!... Ora bem, eu não tenho culpa de não ser estudante e de não poder passar um dia inteiro a emborcar cervejola pela goela abaixo... Tenho de fazer pela minha vida... Mas o mais frustrante de tudo, é que os únicos festivais a que posso assistir, quando estou de férias (festivais como quem quer dizer... é apenas uma expressão floreada), são os das festas municipais da "xanta térrinha"...

    Pensando bem, não sei porque me queixo! Já tive oportunidade de ouvir e dançar um belo bailarico, ao som  do grande Clemente, do Tony Carreira, da Romana, da Mónia Sintra, da Claudisabel, sem esquecer o magnífico Quim Barreiros (mais conhecido pelo homem do acordeão) e do Emanuel.

    Também tenho oportunidade de beber umas cervejolas, como nos festivais, e além disso, existem umas coisas que não há nos festivais... Os carrinhos de choque, por exemplo! Mas o mais importante de tudo... é o tiro ao alvo, onde o prémio é um coxo com ginjinha!

    Isto é que é um verdadeiro espectáculo! De fazer roer as unhas até não haver mais!!

   

largar posta:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.