Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Com a crise... Não está nada mal esgalhado.

frito e escorrido por Peixe Frito, 19.10.15

bird-in-rain-hd-wallpaper.jpg

    Estava eu na minha santa ingenuidade a observar o céu e o sol a por-se, e fui bafejada por um pensamento deveras... coiso. Pelo andar da carruagem e a julgar pelo belo céu estar bem enegrecido, acho que vou buscar ali a roupa ao cesto da roupa suja, enchê-la de detergente e estendê-la no estendal. Quem sabe, de manhã, o sol até aparece e a seca logo. O único senão desta ideia maravilhosa está mesmo em... como vou eu adicionar o amaciador? Aceitam-se ideias.

   Perfeito perfeito, era estar uma grande ventania.... Ficava logo torcidinha e esticadinha... Ou então com a minha sorte... Toda a roupa passava a ter um efeito amarrotado, como há uns tempos estava na moda.

Um sinal de como o tempo passa e em como estou a ficar velha.

frito e escorrido por Peixe Frito, 05.01.15

 Mandar uma piada acerca de "Onde está o Wally"? e a criatura pensar que estava a falar do Wall E. 

Peixa:Avião

frito e escorrido por Peixe Frito, 07.03.13

  O vento hoje faz-se sentir tão forte, que de manhã ao sair de casa, veio uma rajada tão potente mas tão potente, que eu me ia tornando literalmente numa peixa voadora.

  Fosga-se, que hoje ia mesmo sendo! M-E-D-O. Já não podia andar descansada na rua, devido aos fãs que não me largam por onde passo, agora é também por causa do vento. Rai's parta, pá...!

Gosto tanto de elogios!

frito e escorrido por Peixe Frito, 19.02.13

  Obviamente, de manhã aqui a criatura gosta de se aperaltar minimamente, de modo a não deixar a superfície terrestre e mais além, deserta. 

  Estava a dar uns jeitos no meu lindo e maravilhoso ninho de ratos, olho pela janela e observo uma das coisas mais simples da natureza e que eu adoro ver: chover e a fazer sol brilhante, por entre as nuves.

   Oiço um colega a murmurar: Peixinha, já viste? A chover e a fazer sol...

   E eu, a interromper o meu colega: Pois éééé, gosto tanto!

   ...e as bruxas a pentearem-se! - completa ele.

   - ...

 

   Decididamente, prefiro o ditado: "A chover e a fazer sol, e as bruxas a fazerem pão mole".

   E o que vale, é que hoje estou de bom humor.

Eu e a minha sorte macaca.

frito e escorrido por Peixe Frito, 04.10.12

  Estar um tempo fantástico, solinho ui ca bom, vestir cortinado vestido cai-cai até aos pés, andar de chinela de enfiar no dedo. Ahhhh que bueno - é kinder é bueno.

  Á noite, também agradável, goza-se com outra criatura que foi calçar botas e vestir camisola de manga comprida.

  - ahah De botas?? Está doido??

  - Dizem que vai chover.

   - Pfff, sim deve ser, com o tempo que está.

   Vai na volta e pimbas, carga de água poucas horas depois. Ah pois é bébé. Ao menos lavei os pés sem gastar água.

   É o que dá não acreditar nas previsões meteorológicas. Nem sei bem porquê, são sempre tão fidedignas.

   Vá-se lá saber.

É fatal como o destino.

frito e escorrido por Peixe Frito, 03.05.12

   Ah e tal, está a chover, mas como é habitual, aqui a je não levou chapéu-de-chuva quando saiu de casa. E porquê? Porque não gosto de chapéus de chuva, porque não faz pandam com a minha roupa, porque dá trabalho carregar aquela porcaria e fico a parecer o Charlie Chaplin, porque não estava a chover no preciso momento em que estava a por as barbatanas fora de casa e porque sou tótó, sem dúvidas, porque o céu têm estado mais negro que o caraças. Naturalmente, mais tarde esta situação ia dar frutos.

   A caminho do trabalho, começa a chover. «Bah, chuvinha mola tolos». Pois pois... Cai uma carga de água que eu não via um palmo à frente do nariz e não era por ter os meus óculos embaciados nem ter os vidros fumados. «Ui gaja, é hoje que vais ser baptizada até ao ossinho», pensei eu desoladamente. Lembrei-me de que na traseira do Peixmóbil tenho dois chapéus-de-sol. Eu farto-me de gozar que em caso de extrema necessidade, que ainda os utilizo e estava a ver que hoje era o dia - lá ia eu chegar à porta da empresa, com um baita chapéuzorro às cores tipo tenda de circo. Lindo não era? Esse sim é que fazia pandam com os meus calçanitos - esta é outra. De chuva e eu de calções. Oh pá, sinceramenteeeeee gaja...

   Estacionei a minha garbosa viatura no parque da empresa, e a chuva continuava a cair com muita intensidade. Ainda olhei para os bancos de trás do Peixmóbil, na esperança de encontrar um chapéu-de-chuva perdido e a dar sopa «eu e a minha mania de andar a arrumar o carro e depois preciso das coisas» resmunguei entre dentes. Bem... lá vai ter de ser o belo chapéu à Batatinha. Para quem não me conhece pessoalmente, fica aqui a anotação que eu de baixa não tenho nada e sou razoávelmente mais alta que a maioria do gajedo. Agora imaginem, uma personagem canocha como eu, de calções, bota de cano alto e salto alto alto, a passar para a parte de trás do carro a parecer que estou a jogar ao Twister, rebater os bancos do peixmóbil e começar a enfiar-me para dentro da mala para chegar ao chapéu-de-sol. Belas, mas belas figuras... rabo empinado, em poses que parecia que estava a fazer yoga dentro do Peixmóbil, graças a deus - cara! - que ninguém estava a assistir. Pelo menos, é a esperança que eu tenho. Sorte das sortes, encontrei um chapéu-de-chuva. Iéééééééééé, boa! Não tenho de levar um chapéu-de-sol. Aquando fecho os bancos, outra vez em poses mirabolantes - tenho de ter uma costela de malabarista - lá me consigo sentar no banco do condutor, observo que a chuva abrandou substancialmente. «Fosga-se. Só a mim». Bem, vesti o meu casulo, abro a porta do Peixmóbil com o chapéu-de-chuva e lá vai ela. Chovia pouco mas já que tinha de acartar o chapéu-de-chuva - sim depois daquele esforço, nem que fizesse sol! - ao menos que fosse para o usar.

   Ah... Safei-me! Nem uma pinguinha de chuva em cima do meu lombo. Com um torcicolo ali, um entorse acolá mas sequinha sequinha. Maravilha...

   Depois da ginástica matinal por causa de uma porra de um chapéu-de-chuva, sabem que mais? Agora faz sol. Estão a ver porque não ando de chapéu-de-chuva??

Ouvi dizer...

frito e escorrido por Peixe Frito, 30.03.12

  ... que hoje ia haver um churrasco a comemorar o aniversário de uma pessoa da família. Acho que vai ser bestial...!

  Os churrascos, são muitas vezes similares aos piqueniques. Uma pessoa combina uma grande churrascada, com o pessoal todo, tudo empolgadíssimo e raramente está um esplendoroso dia de sol - ou quando está até estala... Os piqueniques é a praxe do costume, ou são falados e falados e falados e nunca vão em frente ou quando estão ultra combinados... chuva torrencial.

   Cheira-me que a comida vai estar meio aguada...

Vento, ventaniaaaaaa....

frito e escorrido por Peixe Frito, 07.02.12

   É habitual  verem-se animais a pastar no campo. Assim, á solta, á sua vontade. Umas ovelhas ou vacas ou cabras... até bois e cavalos. Nada de anormal. A questão, é que invés de eu ver os mémés a pastar, vejo galinhas a "pastar" no monte. Ao inicio pensei que estava a ver mal, que era uma ilusão. Um aviso de Deus a dizer-me "Peixaaaaaaaa (voz tenebrosa) andas a dar muito no frangoooooo... vê lá se te atinaaaaaaaaaaas e come antes uma peça de frutaaaaa que te faz melhooooor....". Mas não. São mesmo galinhas a pastar.

  Pergunto-me: Será que é hoje que as galinhas aprendem a voar?

Constatação do dia

frito e escorrido por Peixe Frito, 18.01.12

   

   Com este frio, a minha cama mais parece um mil folhas que outra coisa, tal é a camada de cobertores, edredons e capas que têm em cima - qualquer dia viro sandocha de peixe. Faz-me lembrar os velhos cheios de cobertores, e cobertores, e cobertores, não satisfeitos e ainda com frio, têm até daqueles eléctricos! Sem descurar, que também andam com a bela da botija a dar um reforço. Tenho de me render à evidência... não, não estou a ficar velha! S. Pedro deve ser sócio ou receber alguma comissão de alguma empresa de cobertores, mantas e afins, só pode!

    

    Obs.: Mil folhas com um aspecto fantástico, "palmado" da net.

Procura-se!!! (mas não se oferece recompensa)

frito e escorrido por Peixe Frito, 31.08.11

  Ui estava a ver que nunca mais chegava a altura de apanhar uma bela molha, de tirar a manta do armário e de usar a comadre para aquecer as barbatanas..! Por momentos, pensei que tinha passado por um portal do tempo, algures, e que me tinha transportado para Novembro.

  Se alguém por acaso, assim só por acaso, se cruzar com o Agosto aí pelas ruas, digam-lhe para ele voltar, que eu prometo que não o ponho de castigo.