Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Até me esgatanhei toda.

03.10.18, Peixe Frito
Chega uma colega ao pé de mim, numa linda manhã de sol: - Peixa, Peixa, anda cá que preciso de um favor teu! - Então, dime. - Chega aqui para esta zona com sol! Olha... pá ando-me aqui a coçar. Recebi uma sms da escola do meu filho que há piolhos na turma. Podes ver, se faz favor, se me vês alguma coisa na cabeça? É que desde que recebi a sms só me tenho estado a coçar!! Olha eu né... quando ouvi aquilo tudo, com a palavra "piolhos... piolhos... piolhos..." a ressoar na minha (...)

Devem achar que têm os olhos rasgados até ao rabo, como diz o outro.

05.09.18, Peixe Frito
Há uns distraídos - está certo - outros cromos e outros que esperam que alguém mande imprimir para resolver a questão. Refiro-me à malta que acha que as impressoras têm "depósito" de folhas eterno, citando o Buzz Lightyear "Até ao infinito e mais além", mandando imprimir mais documentos do que os aconselháveis para a saúde. E depois queixam-se de que a impressora deu "erro", o pc emitiu o alerta e não processa a lista de espera dos print's, já mais longa do que as filas da (...)

A vida é tramada e toca a todos!

14.06.18, Peixe Frito
  Um rapaz detestar arroz, gramar com ele várias vezes ao almoço que é aquilo que a esposa lhe manda e (não bufa), num dos poucos dias em que teve a benesse de ser abençoado com massinha ao almocinho, têm de sair à última da hora, perto da hora da bucha, para ir auxiliar um colega. O Universo e o seu sentido de humor retorcido. A sorte foi que, no meio daquela "urgência", lhe pagaram o almocinho. E à noite, adivinhem o que foi acompanhamento ao jantar? Arroz, pois está claro - (...)

Fandangos da minha vida.

30.05.18, Peixe Frito
- Estou? Olá, então você ligou-me? - Sim, liguei porque tinha uma chamada sua. - Ah mas eu liguei porque você me tinha "chamado" e eu não atendi. - Pois, mas eu liguei porque tinha uma chamada sua. - Exacto! Porque a menina me ligou! - Siiiim... - risos - Vou explicar: Tinha uma chamada sua! Liguei... o senhor não atendeu. Entretanto ligou-me e eu não atendi. Agora estou a responder às suas duas chamadas. E agora diz que me ligou porque eu liguei? - Ah pronto... foi engano (...)

Velem pela minha alma.

08.01.18, Peixe Frito
  Numa conversa animada entre colegas, uma refere que gosta de comprar produtos numa loja que não faz testes em animais. Até aqui, tudo bem, apoio. Adivinhem que produto a colega estava a falar em específico? Cera para velas. Pois, bem, leram correctamente. Cera para velas.   Eis que, fiquei imediatamente a pensar, na minha santa ignorância e extrema rapidez de fazer graçolas com  tudo o que seja, que raio de testes poderia uma empresa fazer num animal, com um produto como a cera (...)

Hei-de ter muitos amigos assim.

28.12.17, Peixe Frito
Numa conversa, entre colegas: - Isto de não se conseguir falar com ninguém...! - desabafa um colega frustrado pelas férias natalícias de clientes com quem é preciso contactar com urgência - Amanhã vou "acampar" para lá! A ver se alguém me atende ou direcciona. Alguém me há-de dizer alguma coisa ou direccionar para alguém! - Nem que seja o segurança, que o direcciona dali para fora - diz suavemente aqui a criatura. Vais arder no inferno... ah vais, vais!

Quando se têm uma mente a roçar o duvidosa, tudo soa mal.

08.03.13, Peixe Frito
  Diz uma criatura super irada, vermelha de exaltação e a roçar o raivoso, praticamente a espumar, as bolhinhas a escorrerem pelo queixo e os olhos a faiscarem:   - E o material pá?? Que não está curvo?? Esta malta anda a dormir, ou quê?! Se fizessem assim desta maneira, que acontecia, hein??   - (silêncio)   - O que acontecia era que o material me fazia um bico, era o que acontecia!

O quanto não vale ser gaja.

06.06.12, Peixe Frito
   Uma gaja anda a telefonar, a pedir pastilhas aos colegas. Telefonou para um colega homem, que era quem lhe parecia que era capaz de ter umas para fornecer. Não... Não tinha pastilhas. O mesmo colega perguntou ao resto dos colegas do gabinete, também homens, que lhe responderam que não tinham. Pronto... a gaja não vai pastilhar. Minutos mais tarde, a gaja recebe um telefonema de volta, do colega, a dizer que já tinha pastilhas para ela. Lá foi ela lampeira buscar uma pastilhita.  (...)

Eu e a minha vasta - e estranha - cultura musical.

01.06.12, Peixe Frito
   Uma discussão entre colegas, sobre uns mega hits musicais, do tempo dos ninossáuros:      - Havia um tipo que eu já não me lembro como se chama, que cantava o "Tcham!" "Segure o tcham, amarre o tcham, segure o tcham tacham tcham tacham tcham!!" Incrível como eu ainda me lembro dessas parolices. Se for preciso, daquilo que tenho de me lembrar, esquece lá isso eheh - diz aqui a Peixa.    - Hum... Eu desse gajo não me lembro, embora a música não me seja estranha.    - (...)

Aaaaaaarggggggghhh...!!!!

23.05.12, Peixe Frito
  Eh pá, isto hoje está bravo...    Sinto-me que a modos que assim meio.. coiso!      Recorda-me de uma colega, que uma vez estava sozinha no gabinete, e estava com uma pedrada de sono daquelas. Do meu lugar, eu conseguia vê-la. A perceber que ela precisava de uns toros de madeira para segurar os olhos (com palitos já não ia lá) e invés de lhe ir oferecer um café a ver (...)

Que sentido de oportunidade...!

18.11.10, Peixe Frito
   Estão umas colegas a falar sobre os seus animais de estimação, a gabá-los até ao seu expoente máximo:    - Eu a-d-o-r-o o meu porquinho-da-índia. É tão meiguinho, fofinho, asseadinho, assim um mimoso. Até adormece ao nosso colo! - diz uma toda orgulhosa.    Diz uma outra colega:    - Eu já comi porquinho-da-índia.    Silêncio de cortar à faca. Grilos...    - Er... e é bom? - pergunta a dona do porquinho-da-índia.    - Ah... Come-se! - responde a outra. (...)

Que constrangedor...! Muito mau, no mínimo!

22.06.10, Peixe Frito
   É uma situação delicada, quando olhamos para um colega sentado, de perna aberta (mesmo à gajo estão a ver) e reparamos que... tem as calças descosidas no pior sítio onde uma pessoa lhe podia dizer que estão descosidas. Resultado: Deixamos o colega andar a fazer figuras tristes, com o cuecal à mostra, a passear pela empresa na maior das descontras, somente porque teve azar de ter a zona errada a ser arejada!    E ninguém lhe diz nada!! Incrível...! Ora e se ele fosse (...)

Pessoal altamente genial...!

21.04.10, Peixe Frito
   É dada a função a uma determinada criatura, assim muito especial de corrida, que é a de elaborar uma memória descritiva e juntar a dita ao orçamento (feito por outro colega) de um trabalho requisitado. Obviamente, depois de concluída a tarefa, terá de enviar os ditos documentos ao cliente, como resposta ao seu pedido. Dois dias depois, pergunta-lhe o seu superior hierárquico:    - Então rapariga, chegaste a enviar os documentos que te pedi para fazeres? É que o (...)