Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Deus me fez e partiu o molde e aqui está a prova da razão de tal atitude.

25.06.19, Peixe Frito

Eu a exemplificar a uma alminha batida no ginásio há anos, em como a dificuldade do meu treino não se comparava à desse ser (*leiam com voz com sotaque à tiá):

- Porque você domina. Você levanta pesos e eu latas de atum. Você exercita com pneus de camião e eu com rodinhas de apoio da bicicleta. Você treina com monster truck e eu com gatinhos às costas... percebe? Não se compara.

Utilizando uma expressão do meu pai Adamastor, no píncaro da sua sabedoria: se eu não existisse, tinha de ser inventada.

Efectivamente, não deve ser fácil me aturar e mais à minha capacidade de ir buscar coisas absurdas, do nada.