Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

É nestas alturas que compreendo e valorizo a infância que tive.

10.10.19, Peixe Frito

- Que tens nas mãos?

- Apanhei uma borboleta, vou soltar na rua.

- Uh, que nojo!!

 

E assim ficamos a saber, o quanto algumas criaturas jovens não sabem o que é ter contacto com animais. Se fosse tipo eu, que apanhava até gafanhotos, musaranhos, andava atrás das lagartixas, apanhava pirilampos, virava bichos-de-conta que estavam a pensar que estavam a caminhar no céu de patinhas para o ar (coisa que ainda hoje faço), meia volta andava à cóca nas poças a ver se haviam girinos para levar para casa, metia os dedos nas teias de aranha só para as ver a vir rápido na esperança de terem jantar, mexia em lagartas, em casulos, brincava na lama e andava descalça na horta, iam ver que apanhar uma traça... que é isso. Mas é lá agora algum motivo de nojo? Meh. 

10 comentários

largar posta na fritura