Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

É sempre uma festa e uma risota, nada paga as reacções de uma criança a abrir as prendas no Natal.

03.01.19, Peixe Frito

A abrir as prendas na consoada natalícia, mega em pulgas, rasgando o papel de embrulho freneticamente e vendo o que recebeu, exclama a criatura pequena:

- Ohhh era mesmo isto que eu queria!! - e agarra o brinquedo, feliz da vida.

Segunda prenda. Novo pulguedo, excitação a ver que é que o Pai Natal lhe trouxe. Rasga o papel, com ajuda dos pais e... eis que mandando um grito de surpresa, se ouve:

- Heyyy, eu não pedi isto ao Pai Natal! Na carta que eu mandei ao Pai Natal, não pedi isto!!

Não há nada como a honestidade, tenho dito.

Diz a mãe:

- Então filhota, o Pai Natal deve ter visto que o teu brinquedo se estragou e mandou outro novo, sem ser preciso pedires.

No meio do fandango de prendas por todo o lado, mar de papel rasgado e caixas de brinquedos, a cereja no topo do bolo, foram os agradecimentos ao Pai Natal, quando recebeu finalmente a prenda que tanto almejava:

- Muito obrigada Pai Natal!! Era mesmo isto que eu queriaaaaa!! Obrigada Pai Natal, beijinhos, és um fofinho!!

Nos valha a tenra idade e a genuína felicidade e gratidão, por ter recebido aquele brinquedo que tanto queria.