Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Eu revejo-me tanto nestas coisas e só me dá para rir (2)

07.12.18, Peixe Frito

Medo sim, alguma vez, na minha altura, se um boneco falasse era mágico? Deus ma livre! Deve ter havido poucos que à noite mal ouviam um barulho no quarto, olhavam de soslaio para a bonecada que estava nas prateleiras ou pendurada na parede. Noites de terror, era o que era. Tinha cá uma magia...

Se há coisa da qual sinto "saudades", é das K7. Não necessariamente no que tocava à sua qualidade de áudio, mas era tão fixe! Ter walkman, uns headphones que eram grandes e pirosos, ainda mais após terem aparecido uns que só ficavam no buraquito do abanico, porém mas que agora voltaram em força e ainda maiores do que os daquela altura. Não sinto falta de não poder escolher a música, ter de andar quer para a frente para a apanhar na k7 ou para trás para a ouvir de novo, nem quando a fita enrolava, mas era mágico poder gravar todo um lado com aquela música que nós não nos fartávamos de ouvir, literalmente até a fita se quilhar toda e trilhar ou podermos ouvir as nossas próprias colectâneas, que gravávamos da rádio - muitas das vezes com o botão de gravação preparado, k7 a postos, para quando desse novamente aquela música, a conseguissemos gravar. Isso sim, é que era.

Noutras andanças, de facto se havia coisa boa além de passarmos a vida a ouvir rádio, termos a nossa rádio pirata e de facto brincarmos, era mesmo a "barraqueira" em casa, a arrepanharmos todos os cobertores e mantas que estavam guardados nos armários, molas e afins, para construirmos o nosso casinhoto de sonho. Com direito a divisões, porta de entrada e, em alguns casos que o cobertor já estava tão esticado na junção com outro, que surgiam "clarabóias". Nossa que finéss que era. Gabo a pachorra da minha mãe, que permitiu ao criancedo ser criança, sempre com o aviso: "Podem fazer o que quiserem, mas depois, têm de arrumar tudo!!". E assim era... e não precisava de gritar nem ameaçar ninguém de porradinha no lombo, coisa que aliás, vos vou contar, não sei o que é. Os meus pais nunca me bateram. Parece mentira, não é? Mas é verdade  - já explica muita coisa sobre ti Peixa... Muita mesmo.

FB_IMG_15440027794245503.jpg

FB_IMG_15440027449640947.jpg

FB_IMG_15440028383384679.jpg

(e continua...)

 

4 comentários

largar posta na fritura