Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Há dias assim e hoje é um dia desses.

08.11.21, Peixe Frito

Há dias assim e hoje é um deles, assim se resume a minha segunda-feira que ainda vai a meio, tal como eu: meio gás, meio ensonada, meio nhónhó, meio pé aqui pé lá, meio a querer escrever sobre algo e meio a não me apetecer, pois a musa hoje está meio que ainda de fim-de-semana e meio que a fazer greve. Vejam bem, que até estou meio enrouquecida, o que por si só, faz logo que a comunicação hoje esteja parca. E meio a grunhir, que visto que não falo com a precisão ou timbre que me apraz, meio que fico meio bicho e meio que faço como os bichos: aprochega-te e enche-me a cabeça, que mordo. Fica o aviso dado.

O que vale, é ouvir a rádio do vizinho, que dá música ao bairro inteiro, e hoje parece que todas as músicas que passam estão meio coisas, como eu.

Meio a meio, meio dormente e meio desperta, meio que estava bem era aqui e não ali, meio que sem bateria. Sem bateria, com o raio do alternador meio que avariado ou afinal funciono a pilhas. Nada a ver com o possível local de inserção de pilhas, alguma vez contei que quando era pequena era extremamente gulosa então vi supositórios, nos seus invólucros de prata, e desatei a roer aquilo, a pensar que eram pratas com chocolate.

Totalmente errada não estava, só meio enganada no produto e meio enganada na porta, que o armário dos chocolates e das gomas era ao lado... Valeu a tentativa e o susto pregado à mãe Peixa, que também ela foi morder os supositórios na vã suspeita de que eu não tinha comido nada e só roído. Veredicto final, os supositórios só servem mesmo para as portas traseiras porque, segundo dados recolhidos e prospecção de terreno, sabem mal como a porra.

Posto isto, meio assim frito ou meio panado, é isso. Um post meio... olhem, meio. Não dá para muito, até a internet hoje está meio que meio chata.

Até que isto esteja mais para o meio cheio que meio a meio e não meio vazio, que isso é que não. Nos valha o dj do lado que hoje está mesmo a roçar o sentimentalismo. É nestas alturas que fico a pensar se prefiro ouvir dor de corno ou músicas de Natal. Venha o diabo e escolha... Vou mandar a moeda ao ar.

Voltem Jennifer Lopez e qualquer um outro, estão perdoados.

largar posta:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.