Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Nem eu diria melhor!

15.03.19, Peixe Frito

A verdadeira carta de super poder, digna de vestirmos uma capa cada vez que a temos no nosso role de cartas a jogar.

Draw4-5c862cc7048b6__700.jpg

É de notar, o brilho que se faz nos olhos de qualquer alminha, quando esta carta lhe sai nas cartas iniciais do jogo ou a "pesca" do baralho. Até se vê a alma a crescer, o peito a inchar, olhos resplandecentes, até se ajeitam na cadeira, com pose de boss. Porém, quando é usada contra eles, é ver o balão do ego a estourar com um alfinete ou ver o cair do poleiro, tal galo que vai para o tacho.

Quantas vezes houve situações de azianço, quando alguém sacava de uma carta destas, em pleno jogo do Uno? Assisti a muitas dignas de filmar e pôr no youtube, pois uns argumentam que não pode pôr porque não é a sua vez ou porque ronhónhó ou rénhénhé, que como eles jogam não é assim ou porque como eles jogam é assado, e que as regras coiso, tudo a ver se se livram da bendita carta negra, destruidora de jogatanas de Uno. A sala ficava cheia de negrume, tal era o fumo que a malta exalava das narinas e das orelhas.

Adoro usá-la. Mesmo. Naturalmente que engulo em seco quando me calha a mim na rifa, mas então, faz parte. Não calha só aos outros. De vez em quando, também me vêm morder o rabo.

Mas que dá especial prazer jogar, dá. Assim uma satisfação estranha, principalmente quando é lançada para alguém que nos têm enchido o bucho de cartinhas +2 ou que está só com um par de cartinhas na mão, a salivar porque vai gritar "UNOOOOOO", not.

12 comentários

largar posta na fritura