Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Pareço um disco riscado...

04.08.18, Peixe Frito

Todo mas todo o santo ano falo do mesmo e ao que parece, este não será diferente.

Ora alguém me explique como se eu fosse loira por dentro, porquê - mas porquê?! - que há alminhas que quando chegam à praia, que até se encontra meio vazia digamos de passagem, e decidem largar toda a tranqueira praticamente em cima de outras pessoas, acabando por fazer as mesmas se desviarem do sítio onde estavam, só pelo quanto se sentem incomodadas.

Uma coisa é certa, não seria eu que iria mudar os meus tarecos de sítio, mas compreendo que as pessoas não se queiram chatear e queiram apenas desfrutar de um descanso na praia.

É como eu digo. Falam falam, que as praias estão cheias e mai' não sei que mas quando se apanham numa praia semi vazia, vão sempre para cima de outras pessoas, tal traças atraídas pela luz negra. É o síndrome da sardinha em lata... Não conseguem estar sem estarem quase a fundirem-se com outras pessoas.

Devem ser pessoas habituadas a andarem em transportes públicos, cheira-me.

6 comentários

largar posta na fritura