Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Quando o telefone toca a aquela hora... é sinal. Não do Batman, mas quase.

07.06.19, Peixe Frito

Existem centrais de lavagens e automóveis. Eu, tornei-me não numa central, mas numa criatura freelancer de lavar cús a crianças. Passo a explicar. Não há dia em que ao fim do dia não receba uma chamada da mãe Peixa, a solicitar os meus préstimos, para ir dar banho ao animal pequeno, que é a Rabinho Pequeno. Então, porque aquele ser vêm da escola e quando não toma banho nos avós, toma em casa, porém, se a fera já for de banhinho tomado para casa, poupa o cabelo dos pais ficar grisalho, o estandarte que é que parece que estão a dar uma carga de porrada à criança, o ela andar a fugir da mãezinha a correr nua pela casa, e coisas do género. Conseguem entender a situação. Ela adora tomar banho - têm dias na verdade - na casa dos avós. Mas, há dias que nem a avó a consegue convencer a tomar banho, pois ela argumenta com toda a veracidade:

- Avó, hoje não posso tomar banho aqui na tua casa, porque a mãe não deixa.

Frente a argumentos destes, a avó fica desarmada, como podem calcular. De modo que, por vezes têm de chamar o armamento da pesada, a malta underground, que ouve metal e adora tatuagens... Quem? Eu. Yep. Aquela criatura todos os dias pergunta à avó se eu lá vou a casa, para lhe dar banhinho. Se for eu, toma sempre. Se for outra pessoa, dá volta à situação e raramente toma banho nos avós.

Graça achei, ao eu lá ter ido um dia e ela estar a dormir. Levei reprimenda no dia a seguir!

- Tia Peixa, ontem não vieste cá!

- Vim, sim. Tu é que estavas a dormir.

- Estava a dormir? Não me lembro de cá vires.

- Pois, se estás a dormir... Não te lembras de me ver.

- Não me deste banhinho.

- Não... estavas a dormir.

- Mas porque não me deste banhinho?

- Porque estavas a dormir.

- Mas podes dar-me banho comigo a dormir!

E a razão dela gostar tanto que eu lhe dê banho? Não faço a mínima ideia. Mas que gosta muito, gosta. De tal maneira que, como comecei acima, todos os dias tenho uma chamada ao fim do dia, a saber se lá vou passar, para lhe dar banho.

Se é esse o modo de se conseguir que ela tome banho sem o mundo acabar, a malta vai esfregar-lhe a piolheira e o rabo com todo o gosto.

Para o que haveria eu de estar guardada.

largar posta:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.