Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Se alguém tiver tendências suicidas, não leia isto.

08.03.18, Peixe Frito

Começo já por dizer, que adoro piadas secas. Secas. Sequérrimas. Secas que até racham. Mais secas que o ar e a areia do Sahara. Mais secas ainda do que as fatias de entremeada que às vezes asso no forno e passam de tenrinhas e fofas a primas de pedaços de madeira e quebra dentes. O mal é que eu adoro partilhar as piadas secas com toda a gente - amiga como sou, naturalmente. Como se costuma dizer, para que servem os amigos? - espalhando a sequice pelo mundo e arredores! E como vêm aí mais dias de chuva, não corro o risco de alguém morrer de garganta seca, ao partilhar convosco as sequices seguintes: 

 

Qual a cor preferida das tomadas?
O rosa choque.

 

O que diz uma banana suicida?
Macacos me mordam.

 

Porque é que os peixes comem muito?
Porque andam sempre com água na boca.

 

Qual é o cumulo do esquecimento?
Dormir de olhos abertos.

 

O que é um piolho num careca?
Um sem abrigo.

 

Qual é o cumulo da rebeldia?
Morar sozinho e fugir de casa.

 

O que a mulher do Einstein falou pra ele quando ela o viu nu pela primeira vez?
– Nossa! Que físico!

 

Qual é o título de uma notícia em que uma baleia mata outra a tiro?
– Baleia baleia baleia.

 

Porque é que o peixe congelado é mais caro que o peixe fresco?

– Porque o peixe congelado inclui a sobremesa.

 

O que diz a árvore para o lenhador?
– Vou-te fazer a folha.

 

Pronto vá, Deus tenha piedade das vossas alminhas, só mais uma:

 

Era uma vez um cão de borracha, um dia coçou a orelha e apagou-se.

largar posta:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.