Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Só contribui para as neuroses de uma pessoa.

15.11.18, Peixe Frito

Uma pessoa amiga telefona. Não conseguimos atender. Retribuímos chamada quando podemos. Não atende. Ela volta a ligar e nós, mais uma vez, não conseguimos atender, seja porque estamos ocupados ou às vezes pela simples situação de termos o telemóvel no silêncio e nos termos esquecido de activar o som. Ligamos nós... toca e toca. Nada. Não atende. E andamos nisto do toca e foge telefónico, neste verdadeiro ballet, bailado sem par e sem graciosidade nenhuma, em que não conseguimos simplesmente falar com a outra pessoa. E a coisa agrava quando a outra pessoa não é adepta de sms, o que até ajudava pelo menos para perceber que assunto se está a tentar abordar. Nem que seja: Era só para dizer um Alô, alô. 

Uma coisa tão simples como uma chamada e tentar falar com alguém, é que dá uma urticária, fico sempre sem saber se é algo importante ou não, se passa alguma coisa, com este renga renga.

Além do facto que sou sempre acusada de indisponível, de não atender ou de não retribuir a chamada logo no imediato.

Eita pá... Não tenho vida para isto.

Só acontece comigo ou há mais algum peixe no mar que sofre deste mal?

8 comentários

largar posta na fritura