Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Às vezes mais valia estarem sossegadinhos.

19.04.18, Peixe Frito
Desfazerem o bigode a cera, a mesma estar exageradamente quente e ficarem com a zona da bigodaça vermelha... a parecerem pontas de bigode. Não sei o que era realmente pior: a gaja ter bigodinho, pequeno e discreto ou ficar com o escaldão da cera na zona do buço e ter de sair assim à rua. Depois andava a dizer que era alergia. Está bem, está. Nem camadas de base lhe valeram nesse dia.

O síndrome da bigodaça.

12.06.12, Peixe Frito
      Após uma desgastante e persuasiva pesquisa de mercado, onde algumas pessoas tiveram de fugir como se não houvesse amanhã e outras viram que não tinham outro remédio senão contribuir, na vã esperança que eu desaparecesse, cheguei à conclusão do impacto que uma bigodaça, farfalhuda a parecer um piaçaba ou enroladinho que nem um caracol de pastelaria, pode ter numa (...)

Mas porque será?

22.06.09, Peixe Frito
    Eu não resisto, em utilizar os meus dotes de desenhadora-de-bigodes, cada vez que tenho uma revista na mão, e para azar de quem está na capa desta, uma caneta na outra. É completamente irresistível. Depois há aqueles que fazem corninhos e barba de diabo, outros que fazem argolas com cruzes, outros ainda fazem aquelas barbas tipo "Capitão Iglo". Uns mais artistas, fazem um género de pensos rápidos, olhos negros, costuras e cicatrizes!     É inevitável. Uma (...)