Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Por que mares ando eu a navegar | Blogs que sigo

frito e escorrido por Peixe Frito, 23.11.21

Sem-Título-1.jpg

E quem calhou hoje na rifa da fritadeira, para ser indicado como blog a seguir, quem foi? Pois é, foi o querido Marco com o seu cantinho "Merlo". Começo já por dizer que o meu cérebro faz sempre bug ou tilt, com o nome do blog, dado o automatismo do corrector automático da minha massa encefálica, que leio sempre dislexicamente Melro invés de Merlo. Lá faço o exercício mental de me lembrar da casta Merlot, não se escreve da mesma maneira mas quase e a fonética roça uma com a outra - não estou a dizer que o blog de surra, alguma coisa têm a ver com vinhaça, apenas são as minhas associações à moda da Peixa.

Dissertações aparte, adoro o blog do Marco. Seja pela escrita simples e pela humildade que ele nos transmite, que escrevendo do coração, dá para sentir a ternura de pessoa que é e que anda sempre como as tartarugas ninja - com a carapaça às costas, para se recolher ao mínimo sinal. 

Cada post normalmente têm uma ilustração a acompanhar, feita pelo próprio ninja Marco, que eu acho o máximo. As partilhas variam desde episódios da sua vida a manualidades. Vale a pena ler e visitar. 

Quem não conhece, dê lá uma perninha, de certeza que se vão sentir bem acolhidos no espacinho do Marco bem como, claro, façam follow!!

Hoje fui laurear a pevide.

frito e escorrido por Peixe Frito, 02.11.21

Está certo, o tempo está manhoso e farrusco mas Peixa como sou, irónico seria se me queixasse das chuvas e ómidades e poças e mái-não-sei-quê, ou não é verdade? Pois mas sim eu queixo-me na mesma, quero lá saber, é que uma pessoa toma banho mas prefere que seja de água quente além do cabelo - ai o cabelo! - ficar extra ninho de ratos, quando há ómidade no ar. Sem falar nas lamas - que muito bem fazem à pele, diga-se de passagem - ou ao raio da mudança da hora - sabe bem acordar à hora costumeira e ainda estar a dever uma hora à almofada, lá isso dou a mão à palmatória.

Intempéries aparte, hoje foi dia de dar um pé e largar umas postinhas na companhia do ilustre Milorde. Um cházinho quentinho faz milagres à alma - ainda bem que não me ofereceu de camomila, senão dava-me um fanico, precisamente o efeito oposto das propriedades da plantinha - bem como a companhia de quem estimamos.

Estejam à vontade para irem cuscar a minha resposta à pergunta para o grande prémio - que não há - quando o Milorde saca da cartola a célebre pergunta: "Qual o dia mais feliz da tua vida?". Bem podias ter sacado de uma tablete de chocolate ou de um kinder surpresa mas não, pronto. Pois é, agora anda armado em Daniel de Oliveira. Ainda bem que não me perguntou "O que é que dizem os teus olhos?" senão era um problema. "Alergia e romelas, muitas romelas, além de bichos microscópicos que faço de conta que não habitam e procriam nestes olhinhos cor de algas marítimas".

Ide cuscar. Agora nada de comer muitas bolachinhas ou se esticarem e encherem muito a chávena do chá, senão a Maria acerta-vos o passo.