Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Será que não posso estar um momento sossegada sem nada estranho a acontecer?

24.05.19, Peixe Frito
Estar a falar com uma pessoa e vejo uma coisinha assiiiim piquirritichinha, a descer à frente dos meus olhos e a parar. "Possa, estou a ver mal? Que é isto? Que raio?!". Abano a cabeça e aquilo continua ali, bailando mesmo na minha fuça.  É uma romela? É uma pestana? É um animal de grande porte lá muito longe, tão longe que parece uma fomiga? Muitas questões ressoaram a minha alma, naquelas fracções de segundo. Passo a mão a enxotar o que é que era aquela coisa e lá consigo (...)

Nem sei se hei-de rir se chorar. Mas que me arrepia certas coisas, ah arrepia...!

03.05.19, Peixe Frito
Dei por mim a lembrar que a mãe Peixa, têm (ou tinha) uma trança de cabelo meu, das primeiras vezes que cortei o cabelo, era eu uma pequena sereia. Ora pois, fiquei a pensar na situação. Não é assim meio bizarro, guardar o cabelo de alguém? Mesmo que seja dos nossos filhos? Eh pá, já guardamos os dentes de leite... o cabelo do primeiro corte de cabelo... o cordão umbilical! Só falta alguém se lembrar de guardar as unhas e primeiro cócó. É que nem sei bem que dizer acerca disto. Conclu (...)

Se o torcesse, escorria óleo.

15.01.19, Peixe Frito
Há experiências que eu volto a repetir, mesmo por esquecimento meu. Há uns tempos comprei um tipo de óleo para aplicar no cabelo, a fim de o amaciar e que não o torne peganhento e oleoso. Hoje... tive um deslize. E tudo porque segui um conselho de moda da cú rabinho pequeno: Ao meu colo: - Tia Peixa... tu ficavas linda se pusesses o cabelo assim - diz ela, a puxar-me o cabelo para cima, destapando a testa toda. - Pensei que era sempre linda, afinal. Silêncio. - Tia Peixa, ficavas ai (...)

Bem que Deus me tenta benzer à força e tirar de mim a criatura das trevas que sou, mas então, ainda faz pior! Nem com cunhas à descarada.

08.11.18, Peixe Frito
Sair de manhã de casa e nada apontava chuvinha. Hoje e só hoje e por nenhum motivo em especial, saí saltarica do prédio, contornei, desci as escadas exteriores enquanto premia o botão da chave a abrir o peixmóbil e, para fugir à rotina, decidi pôr os tarecos - mala, saco da marmita - pelo lado do passageiro, coisa que normalmente faço pelo lado do condutor. Assim foi. Abro a porta do pendura e cai uma carga de água, Jesus Cristo Super Star. Resmunguei logo: "Fdssss - até me faz (...)

Coisas destas não tinha eu direito.

07.09.18, Peixe Frito
Se a minha mãe me fizesse penteados destes quando eu era miúda, de certeza que eu ia adorar! Agora nãooo, eram trancinhas aqui, trancinhas acolá, trancinhas à francesa, à indiana, à não-sei-quê, tótós nos dois lados da cabeça, tótó só de um lado da cabeça a arrepanhar-me a pelaria toda e fazendo-me lifting's em tão tenra idade, ganchinhos aos lacinhos e mais o caraças, fitinhas na cabeça tipo Rambo...! Tristeza. Criança sofre. Já explica a maioria dos meus traumas e o (...)

Sem dúvida que há coisas na vida, as quais, não têm resposta.

27.07.18, Peixe Frito
Acho bem que as pessoas comprem e tenham carros descapotáveis. Ainda não consegui foi perceber o como conseguem andar de descapotável, quando está uma ventaça do fundo do poço dos infernos demoníacos. Se já os macacos do sótão ficam arejados com a deslocação do vento - agarrando-se com unhas e dentes a tudo o que conseguem, tal a aflição de não serem expelidos - normal com o movimento do automóvel, quanto mais com ventos fortes, etiquetados com "Perigo, conduza com (...)

Eu e os meus atrofios de reflexões existênciais, provenientes de falta de sol e de férias.

26.07.18, Peixe Frito
Já percebi tudo! Nunca tinha parado para pensar que o meu cabelo pudesse sofrer de alguma intolerância alimentar. É de frisar que têm alguma tendência a ganhar imenso volume e a ficar um ninho de ratos, a estar lisinho e bem penteadinho e segundos mais tarde já está uma parte ondulada, outra esticada e caracol na ponta e a franja a apontar para norte e para sul tudo na mesma mecha de cabelo, fora outras pancadas que ele me têm abençoado ao longo destes anos. Fez-se luz de tal (...)

Isto de ser "random" pode dar asneira!

03.01.18, Peixe Frito
Estava eu descansada da vida, a navegar na net e eis que, me deparo com este anúncio (que normalmente até ignoro anúncios):  A sério? Se eu quero descobrir quem é o meu gémeo? Fica um conselho a quem se lembrou de fazer este teste: tenham em atenção à situação de a quem este anúncio pode aparecer. E porquê? Nunca se sabe quem está do outro lado do pc! Pode bem ser o Dr. Claw, o Gargamel ou até o Tweety! - sim, o Tweety. Não imagino como seria o mundo com duas fofuras (...)

Ai tão fofo...!

03.10.12, Peixe Frito
  O meu elogio matinal:   - Peixa, pareces mesmo a minha filhota mais nova...   - Ah éééé...? Então porquê??   - Porque também está sempre com o cabelo com ar de quem não se penteia.     É tão bom começar o dia assim... Enche-nos o coração de amor e faz-nos "vomitar" arco-íris de tanta fofura.

Que Deus me salve a alma, que o corpo já foi!

19.10.11, Peixe Frito
   Que raio de mania que tenho, de que cada vez que encontro um cabelo na roupa (meu convém frisar), o pego pela pontinha, e vai de o balançar, assim tipo mola?     Há quem tenha fetiches com cabelos, é certo, mas não, não é o meu caso. Puro e simplesmente, a humidade outonal que já se faz sentir no ar (e nos ninhos-de-ratos), começa a mostrar sinais do ar da sua graça nos efeitos colaterais que se evidenciam nesta cabecinha, nomeadamente, fazer da própria juba que deu (...)

Parecia um ninho-de-ratos...!

01.03.10, Peixe Frito
    Diz-me um amigo, no outro dia:     - Peixa!!! Que fizeste tu ao teu cabelo?? Está diferente!! - exclama, com ar espantado.     - Nada amigo... Na realidade, sabes o que foi? Tomei banho!!!       Obs.: A explicação para o espanto, é que normalmente ando de cabelo preso e penteadinho quando os vejo e naquele dia estava solto, com os caracóis numa autêntica juba, assim tresloucados.