Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

04.07.18

O Gasparzinho anda armado em atrevido, anda anda.

frito e escorrido por Peixe Frito

ghost-clipart-casper-7.jpg

Estar uma pessoa descansada na casa-de-banho e, por artes mágicas, o trinco desliza e a porta abre, precisamente quando se está sentado na poltrona. Depois é ginasticar a tentar fechar a porta, quase fazendo poses de yoga avançado, literalmente com as calças ou cuequinha na mão, não vá alguém passar naquele momento ou entrar e ver uma pessoa naqueles preparos, de rabo ao léu, apanhada de surpresa. É sempre agradável... not. 

Já nem na poltrona se pode estar descansado, entregue ao seu próprio mundo, meditando sobre a existência e propósito da vida, se quem nasceu primeiro foi a galinha ou foi o ovo, enquanto se faz o que se têm de fazer, na santa paz.

12.06.18

Eu devo ter adormecido no Inverno e voltei a acordar no Inverno seguinte, só pode.

frito e escorrido por Peixe Frito

Ouvir a chuva faz frio, dá arrepios, vontade de uma mantinha - menos nos trópicos... aí até pode estar a chover quando estamos dentro de água na praia, que continuamos com calor - e por vezes, uma extrema vontade de contribuir para o aumento do nível das águas. Por acaso, não sou daquelas pessoas que ao ouvir uma torneira e estando com a bexiga cheia, tenho de ir urgentemente à casa-de-banho ou somente por ouvir a chuva cair. É algo que não me aquece nem arrefece. É como a tal situação, quando levamos uma criança à casa-de-banho e ela diz: "Não consigo fazer xixiiiiiiiiii" ao fim de meia hora de seca extrema ao lado da criatura sentada no penico e alguém se lembra de imitar o som de uma torneira "shhhhhhhhhhhhh" a ver se a criança finalmente abre as comportas e faz um xixizinho.

E ultimamente, com o que têm chovido, ainda bem que não me dá vontade de fazer xixi, senão estava tramada, não saía da casa-de-banho.

Por outro lado, já ando meio aborrecida por ter de voltar a tirar o chapéu-de-chuva lá do seu buraco obscuro. Gosto de chuva, mas não me anda a apetecer continuar a levar com chuva no lombo, todos os dias tenho de aturar a choraminguice dos meus vestidos de verão, tops de alcinhas, que se agarram às minhas saias e eu tenho de os enxotar, que querem é sair do armário, já estão fartos de serem trocados por camisolinhas de meia estação e de vestidos de manga comprida. Mas então, todos os dias amavelmente lhes explico que a sua vez há-de-vir, para limparem as lágrimas e serem fortes, não perderem a esperança que o sol há-de brilhar lá fora e eles poderão andar a tirar a ómidade das costuras e dos tecidos. Até parece que adivinham que o Verão está aí à porta. Inconsoláveis, andam as roupas de Verão. Elas e eu... que já voltei a levar com uma catrefa de pingas nas fuças, para abrir a pestana. 

Posto isto, pela primeira vez na vida, não me importava de ser um mosquito.

Mosquitoes-can-fly-through-rain-1478.jpg

Que ao menos a chuva seja divertida para alguém. Dado que nem se vêm pocinhas no chão para a malta saltar lá para dentro, nem nada. Uma tristeza.

29.03.18

Aviso à navegação: este blog não é para meninos-de-coro.

frito e escorrido por Peixe Frito

Devo adverter que meia volta, serão aqui abordados temas com teor de tabu para muita gente, nomeadamente coisas de macaquinhos-do-nariz, gases expelidos pelas traseiras das criaturas vivas, casa-de-banho e associados. Pelo que, venho por este meio avisar os caros leitores que a fritadeira (cujo endereço é ohdaguardapeixefrito.blogs.sapo.pt daqui em diante mencionada como fritadeira) não se responsabiliza por náuseas, enjoos, caras de nojo, caretas de desdém, vontade de furarem os olhos, pensamentos gráficos a imaginarem as cenas, serem apanhados por terceiros a lerem coisas duvidosas, vontade de coçar o rabo nem qualquer outra coisa que eventualmente possam ter, por lerem os posts aqui da fritadeira. Andam aqui a cuscar por vossa conta e risco.

Dito isto, não se espantem das coisas que por aqui narro: tirando uma coisa ou outra, são mesmo histórias vividas e partilhadas com a minha pessoa - ou vividas por mim - por muito mirabolosas que possam ser.

Este é um blog baseado em factos verídicos. Naturalmente não divulgarei nomes, não vá alguém reconhecer-se ou à pessoa que está exactamente ao seu lado.

Se acontecer... a fritadeira nada têm a ver com eventuais traumas ou provocações de arrepios-de-vergonha-alheia a terceiros, como mencionado parágrafos acima.

Diria que era pura coincidência, mas se calhar até não é.

Todos nós temos uma zona mais obscura da nossa alma, a nossa cromice intrínseca, que muitas vezes temos vergonha de partilhar com alguém ou até pensar nisso.

Por aqui, isso não existe.

Ora então, agradecida a gerência pelo vosso tempo e bem hajam a todos.

27.03.18

É quase como perder o grande amor da nossa vida.

frito e escorrido por Peixe Frito

As crianças e o seu hábito de andar sempre atrás das pessoas. Esta em específico, persegue-nos mesmo quando estamos na casa-de-banho. E não importa o que é que estejamos a fazer, ela amavelmente se senta no tapete no chão, a fazer-nos companhia - por muito que a enxotemos, tal melga, não "deslarga", por isso mais vale a pena a deixar estar.

Há dias, estava ela na sua demanda casa-de-banhoral, a levar todas as suas traquitanas da praxe para a casa-de-banho, a fim de fazer companhia a quem estava a tomar banho: braços cheios de nenucos, pequenos póneis e mais sei lá o quê. Eis que, numa manobra mal calculada, se deu a combinação fatal: tampa da sanita aberta e... caiu lá dentro a chucha.

Conta quem presenciou a situação, que a criatura estava inconsolável. Era choro de lágrima grossa, soluços, choro desenfreado. Estado de choque, por o seu amor ter caído dentro da sanita. Panicou de tal modo que só sossegou momentos mais tarde, após ver e assitir em primeira mão, a sua chucha a ser resgatada da sanita.

Um autêntico filme de terror para a rabinho pequeno. Criança sofre, não há dúvida.

14.03.18

Homem que é homem não come o mel, morde a abelha.

frito e escorrido por Peixe Frito

Conversa entre homens:

 

Uma pessoa faltou por ter passado uns dias cheia de dores de barriga e a confraternizar com a poltrona na casa-de-banho.

- Então pá? Estás melhor?? Ias cagando o esqueleto, não??

 

Gajo que é gajo e têm rabinho com fibra, não expele excrementos! Nem intestinos! - Isso é para meninos de coro - Expele o esqueleto!

 

- Uuuuppsss... acho que expeli a falange do meu dedo mindinho da mão direita. Chatice. Agora como vou enfiar o dedo com a unhaca a coçar o ouvido?

12.03.18

Sou uma rebelde, com certeza cheia de germes na barriga, mas uma rebelde.

frito e escorrido por Peixe Frito

Ralhava-me a mãe Peixa, eu era mais moçoila, quando me apanhava a beber água da torneira do lavatório, na casa-de-banho. Honestamente, não entendia o porquê e argumentava que a água vinha toda do mesmo sítio, quer saísse da torneira da cozinha quer saísse da do lavatório - na verdade, até a que sai do autoclismo. Porém, essa não me atrevo eu a provar ou beber. Já alguns canitos, discordam de mim - ao que me respondia que ali se lavavam as mãos, não era para beber água.

Estão mesmo a imaginar o quanto eu lhe passava cartão. Tinha sede e a casa-de-banho era o sítio mais à mão do meu quarto - eita lanzeira era só dar mais quatro passos e estava na cozinha, mas a magia não era a mesma. - Penso eu que seria pior, se bebesse dos pratos dos vasos das flores, ou não é? Embora essas águas é que estavam riquinhas em coisas boas: restos de terra, mosquinhas a nadarem de costas, folhas putrefactas. Para ganhar anti corpos e uma valente dor de barriga, quase fazendo os intestinos virem apanhar ar e tornar o trono na minha melhor amiga, é na muche!

Mal sabe a mãe Peixa, que há coisas que não se perdem. E esta é uma delas. Todo o santo dia à noite, antes de deitar, lá vou eu de chinelo no pé, passar o copo de água nocturno por água, o meu compincha de mesa de cabeceira, substituindo a água por uma nova... acabadinha de sair da torneira do lavatório da casa-de-banho.

Isto é que é viver a vida no limite! Se for de outro lado, não sabe ao mesmo.

Como uma traquinice se torna num hábito.

07.01.16

Eles andem aí! E pelo mal.

frito e escorrido por Peixe Frito

Ser designer gráfica e fazer má interpretação dos pictogramas das casas-de-banho. Com má interpretação, quero dizer que olhei duas vezes, voltei a olhar e achei que tinha entrado na casa-de-banho das senhoras. Má intrepretação significa estar descansada na casa-de-banho e entrar um homem. Como se não bastasse, o homem ficou embaraçado e gentilmente, esperou fora das casas-de-banho que eu saísse. Ou isso ou medo que nos vissem a sair juntos da casa-de-banho. Ou tinha medo que eu mordesse... quem sabe. Ironia da vida, é que se eu não fosse uma pessoa mega à vontade e habituada com sinalética, tinha desculpa de tal tótózisse de má leitura, por parte do Teco... agora é precisamente o contrário. No final de contas, ainda bem que a casa-de-banho estava vazia. Suspeito que a sinalética foi trocada por alguma entidade do mal, quando eu - literalme te - me encontrava de calças na mão. E já perdi a conta das vezes que escrevi "casa-de-banho". Quase parece que ganho à comissão cada vez que a palavra casa-de-banho é casa-de-banho mencionada ou casa-de-banho, escrita.

02.05.12

Post não aconselhável a "ferranhos"...!

frito e escorrido por Peixe Frito

   No meio de uma conversa futebolística em que um leão demonstrava o seu orgulho para com o seu clube, onde se discutia o factor do Sporting ter marcado dois golos - até então - um deles na própria baliza, demonstrando por si só que não é egoísta, que têm compaixão para com o adversário:

   - Pfff... Olha que entre ser do Sporting ou ser do Porto... (pausa) Hum... É que nem na situação "venha o diabo e escolha" é que nem Sporting nem Porto, fosga-se! E sabes bem que não sou do Benfica, por isso... pffff - diz aqui a Peixa.

   Com ar chocado com a comparação, riposta o leanito em tom provocador:

   - Ah! Mas tu até estás de camisola verde!

   - Sim... e de camisa branca também.

   - ... E tens olhos verdes! Como podes não ser do Sporting? - e vai de me gozar.

   - -.-

   - Até a tua casa-de-banho é verde! - grita a criatura, quando chega à casa-de-banho.

   Estava à espera de mais piadolas, mas de repente, faz-se silêncio. Volta ao pé de mim, calado. Digo eu:

   - Entãoooo... Com que então casa-de-banho verde...? Reparaste o que é verde?

   - Er... sim...

   - A tampa da sanita, não é...? O piaçaba... e o tapete no chão, que nós pisamos, não é? Tudo verde...

   - Porque achas que me calei???

   Ah pois é. É assim a vida. 

22.03.12

Gajos, pá! (esta têm bolinha)

frito e escorrido por Peixe Frito

  Porque será que raio de mania têm alguns gajos, de irem "pintar a poltrona" nas casas-de-banho interiores das suites dos quartos principais, deixando o valente tufo a impestar não só a casa-de-banho mas também o ninho-do-amor, invés de irem a outra casa-de-banho?

12.03.12

Quem mais chora menos mija...

frito e escorrido por Peixe Frito

 ... Sempre disse o meu paizinho Adamastor, com a sua infindável e consoladora sabedoria. Ainda neste fim-de-semana me lembrei solenemente deste ditado, principalmente depois de ter andado a substituir a água do aquário por cerveja. "Qual é a ligação?", pensam vocês. Pois bem meus caros, sabe bem quem bebe uma cerveja, o efeito diurético que aquela bebida produz nas alminhas que a consomem. "Continuo sem perceber que têm o rabo a ver com as calças...". À conclusão que esta mente brilhante chegou foi que, se quem consumir muita cerveja se meter a chorar desalmadamente, será que vai menos vezes à casa-de-banho? Dava jeito... Bem, ao gajedo nem por isso, começavam todas a parecerem o Eric Draven (meu rico Brandon Lee...) com o rímel todo esborratado. No caso dos gajos, eh pá, pode soar muito mal, chorarem como se não houvesse amanhã... mas no fim da noite ainda poderiam ir para casa acompanhados (não propriamente pela cadela) mas por uma gaja de coraçãozinho mole, que achou que vocês estavam a passar um mau bocado e resolveu consolar-vos... quando na realidade, apenas estavam a economizar as solas dos sapatos, nas idas à casa-de-banho.

  Pensem comigo, só trás vantagens:

  - Além da óbvia situação de irem menos vezes à casa-de-banho, que por vezes estas idas e idas e idas e idas (ufff) até pode causar algum transtorno, principalmente se andarem de macacão vestido... como a je;

   - Ficam com os vossos olhinhos mais limpos e lubrificados, sem romelas nem nada do género, poupam tempo a lavar a cara;

   - Poupam no papel higiénico, na água que iriam gastar a descarregar o autocolismo, bem como no sabão que iriam usar a lavar as mãos (quem o faz, naturalmente, mas isso já é outro tema) eeeeee (sim ainda poupavam mais) sem frisar as árvores que iriam ser poupadas a uma ceifa brutal, só para o papel para limpar as vossas delicadas mãos após a sua lavagem, ou no caso do secador para as mesmas, menos consumo de electricidade;

   Ou seja, resumindo e baralhando, o planeta agradece e só beneficia com esta situação.

   E se estiverem a intrujar uma moça ou moço, num encontro, sempre vão beneficiar mais da companhia do outro, sim que as idas à casa-de-banho são uma seca, encontrar as casa-de-banho com fila, esperar com a bexiga "aos berros" e depois de tudo, voltar para ao pé da pessoa se essa ainda estiver no mesmo sítio onde a deixaram... já deve ter raízes e teias-de-aranha.

   Ai... o que não faz uma pessoa ser preguiçosa, e não lhe apetecer ir novamente à casa-de-banho...

02.03.12

Tão fofinhas...! <3

frito e escorrido por Peixe Frito

   Diz-me uma amiga do coração, assim que eu lhe devolvo uma chamada:

   - Oh pá, então catano! Está difícil falar contigo!!

   - Fosga-se, já é a segunda vez que me telefonas e me apanhas na casa-de-banho!! Que pontariaaaaa!!

   - E então?? Não podes atender??

   - Estava na casa-de-banho miiiigaaaaa...

   - ... Eu tambéééémm...

   

   O amor é tão lindo. Mesmo quando envolve telefonarmos a uma amiga do coração quando estamos na poltrona.

27.01.12

Já não se pode ter um minuto de sossego...

frito e escorrido por Peixe Frito

   Este frio têm dado cabo de mim. Sinceramente. Até fico com o cérebro dormente com este frio agreste. Chego a ter tantas camadas de roupa quanto uma cebola têm anéis ("oger's are like onions", lá diz o Shrek, mas eu prefiro o que diz o burro e que sejam antes camadas de mil folhas ou de algo igualmente guloso e pecaminoso) - já não me bastava na cama. O que vale é que não tenho comido as minhas amadas Pringles ou daqueles fantásticos aperitivos de alho senão era mesmo uma cebola com um hálito que até deixava as pessoas a desmaiarem de encanto. Ainda bem que não sou dada a strips, senão o desgraçado do moço que estaria ali a esfregar as mãos de contentamento para assistir um strip, caía para o lado de tanto esperar e contar peças de roupa invés dos fofinhos e mimosos mémés. Já pensei desoladamente "Peixa, amiga e palhaça, admite, estás a ficar cota..." -  sim que para mim, ter constantemente frio, mãos geladas, pés geladas e outros sítios do corpo gelados, como o nariz, por exemplo meus caros, é sinal que a P.D.I. já está a bater à porta. O porquê mais concretamente? Bem... porque sim.

     Eu adoro tomar banho, numa tentativa desesperada para me aquecer. Mas só mesmo por causa disso, porque tomar banho só acontece na altura do Natal eeeeeee mesmo assiiiiiim... é preciso ter sorte. Há que poupar, que o sabão azul e branco está caro. Ah, mas é muito bom. Só custa tirar a traparia toda antes de entrar na banheira e esperar que a água aqueça (há quem tome banho vestido, mas não vamos por aí). É fantástico estarmos debaixo do chuveiro, com água quentinha a correr, a cozermos ao vapor, a ficarmos vermelhos que nem lagostas sem ser necessário recorrer à exposição solar... Fantástico melga. Mas não há bela sem senão. Está ali uma pessoa a tomar uma explêndida banhoca, feliz da vida que nem um porquinho a chafurdar na lama, a rejubilar de alegria que nem um macaquinho a catar-se ou a grunhir de contentamente que nem um urso a esfregar as costas numa árvore, e não é que a porra do cortinado da banheira começa a colar-se em nós! Não há direito! Aquele momento que era suposto ser zen, quentinho e afável, torna-se num momento de batalha campal entre mim e o cortinado da banheira. Eu empurro, ele volta, dou-lhe um piparote e ele pimbas, vá de se colar. É arraçado de pega-monstro, só pode!! Invejoso, já não se pode tomar um banho sem que o tipo venha e se grude. Que inferno! Antes fosse, ao menos era quente, é que o pior é que está gelado que nem o caraças. Quando eu lá o consigo dominar, com uma das minhas técnicas infalíveis: ou ponho um frasco de champo a prendê-lo ou um de sabonete, ou certifico-me que ele fica beeeeeeeem colado com água ou então, quando tento estas técnicas já citadas como infalíveis que não são assim tão infalíveis, recorro ao meu trunfo na manga do pijama que está à espera que eu saia do banho, e faço uma "barriguinha" no cortinado e coloco lá um pouco de água, para fazer peso. Tomaaaaaaaa, incha. Chora meu menino, que eu sei que dói! Ahh... Volta a paz ao meu reino. Lá acabo de tomar banhoca, e saio da banheira, toda airosa.

     A vingança é um prato que se serve frio, eu sei. Neste caso, é um chão todo molhado da batalha que se deu na banheira, e uma bela de uma poça fria e gelada no chão da casa-de-banho, proveniente da "barriguinha" do cortinado.

     Definitivamente, nada relaxante. Não querias aquecer Peixa? Agora aqueces, a limpar o chão. Pois é. 

    Mas isto não fica por aqui! Já ando a engedrar um esquema que vou tramar o cortinado. Quem ri por último, ri melhor... senhor cortinado branco às bolinhas verdes!

24.02.10

Ocorrência de última hora...!!

frito e escorrido por Peixe Frito

   Acabei de ter um encontro imediato de terceiro grau: fui à casa-de-banho das senhoras, pronto, contribuir para o aumento do nível das águas, e eis que... dou de caras com um homem a sair da casa-de-banho ao lado da minha...!

    Das duas três:

    - Ou o homem não sabe distinguir o pictograma da casa-de-banho de senhoras do dos homens;

     - Ou é um homossexual reprimido, que inconscientemente vai à casa-de-banho das senhoras, com a maior das descontracções;

     - Ou então... anda a espiar as gajas quando estas vão à casa-de-banho!!!!

 

     Ao menos segurou na porta para eu passar...!

05.01.10

O meu supé Reveillon...!

frito e escorrido por Peixe Frito

   Este ano, tive especial dificuldade em encontrar um canal na televisão, que passasse a contagem para o Ano Novo. Lá tivemos de andar a passar de canal em canal, visto que cada relógio lá no aquário-mor dita a sua sentença. Eis que, no meio da busca, deu-me vontade de ir à casa-de-banho. Pensei «Um xixizinho rápido, e volto a tempo de brindar a passagem de ano». Isso pensava eu. Estava eu na casa-de-banho, a contribuir para o aumento do nível das águas, e não é que oiço a sirene dos Bombeiros lá da zona... a assinalar a meia noite! E eu sentada na sanita!! Que sentido de oportunidade...! Só ouvia a minha mãe a chamar-me: "Peixa, onde andas tu?" e dizia o meu pai, em modo trocista: "Está na casa-de-banho!!!!"

   E assim foi, a minha passagem de ano. Passada na sanita, a fazer um xixizito. Fartei-me de ser gozada pelo pai Adamastor, que diz que foi um excelente modo de passar o ano. Mas nem tudo foi mau: Não me esqueci de vestir a cuequita azul...!

18.11.09

Momentos embaraçosos!!

frito e escorrido por Peixe Frito

   Ah pois é, já há muito tempo que não abordava o tema "casa-de-banho" aqui na fritadeira - e depois espanto-me das pesquisas que vêm cá parar!.

   Sabem que me aconteceu ontem? É assim meus caros... eu sei que estou numa casa-de-banho, por isso é natural ouvir sons habituais nas casas-de-banho, mas ainda assim...

   Estava eu, a pentear as escamas, a colocar os belos ganchos (sim Rui, os meus amigos ganchos), e entra uma colega na casa-de-banho, por acaso até uma que não morro de amores por ela. Mas vamos vivendo. Eis que, estava eu a acabar de me compor, e oiço um barulhão. Sim um barulhão. Um estrondo. Um barulho assim a  roçar o suspeito. Tenho um enorme defeito: penso sempre em besteiras nestas alturas. A coisa, é que às vezes são mesmo as besteiras que penso. Eu lá no fundo, queria acreditar que era dos canos dos esgotos, mas não... Eram canos eram... mas daqueles orgânicos! Por momentos até pensei que a casa-de-banho estava a ruir...!

    Sinceramente, não sou púdica nem nada, mas tive de fugir da casa-de-banho, porque me deu a vontade de dar uma gargalhada brutal, perante tal situação. Se os nossos encontros já eram de terceiro grau, então agora nem se fala!

13.10.09

'Ca nojoooo!!

frito e escorrido por Peixe Frito

   Se há coisa que acho deveras melindrosa, é faltar a água na empresa. E porquê, ora bem, passando logo pelo aspecto de que ir à casa-de-banho não é a mesma coisa (sorte têm quem vai a primeira vez depois de cortarem a água, e o autoclismo ainda têm água, porque quem vai a seguir pode ficar agarrado numa situação constrangedora, porque não reparou no balde cheio de água à porta ou os colegas não tiveram a amabilidade de avisar que não há água). O factor que quero mesmo frisar, é alguém ir à dita casa-de-banho e não poder lavar as mãos. (pausa) Nada higiénico. (pausa com a imaginação fértil a funcionar e a imaginar coisas assim nojentas e bizarras, como germes de oitenta olhos, peludos, que se babam tipo ranhoca e afins) Isto numa empresa com não-sei-quantas pessoas (uma quantidade considerável como podem calcular), germes é coisa que não está em extinção, e é algo que há para dar e vender - Oficialmente, escusam de me vir cumprimentar, que não aperto a mão a ninguém. Só para vos avisar.

    Agora anda tudo a controlar quem vai à casa-de-banho, para não mexer em nada que aquela pessoa tocou, incluindo papéis, o telefone que essa pessoa atende e nos passa porque é para nós, muito menos quando nos oferecem aquelas bolachinhas super apetitosas, mas que trás uns extra nada aliciantes, nem crocantes.

02.10.09

Eureka!!!! Eu sei!!!

frito e escorrido por Peixe Frito

   Referentemente ao post anterior, essa tinta deve ter como target as casas-de-banho, não acham? Com o dinheiro que algumas pessoas gastam em ambientadores, de certezinha que sai mais em conta. Pensem bem: casa-de-banho pintada com tinta aroma maçã + papel higiénico perfumado = casa-de-banho airosa com tufo a maçã!

    Estão a ver quem é amiga? Ah pois é! Sempre a pensar como poupar umas guitas ahah

15.09.09

Isto é uma trafulhice para "engatar" o pessoal!

frito e escorrido por Peixe Frito

   Que altura mais própria e ideal de se desentupir as fossas das casas-de-banho, que aquela em que o pessoal faz a sua pausa, para beber um cafézinho, comer uma sandocha, ou simplesmente apanhar ar? - Ar putrefacto, só pode!! Quero uma máscara!!!!

   Das duas uma: Ou arranjaram uma maneira nova de o pessoal não fazer uma pausazita, ou então acham que os colaboradores estão assim para o badochas, porque com o cheiro que está, ninguém consegue sequer retraçar uma migalha de uma bolacha!!

21.07.09

Concorrência directa

frito e escorrido por Peixe Frito

   Cá para mim, inventaram o papel-higiénico com aroma, para boicotarem os ambientadores de casa-de-banho. Deve haver alguém que não gosta do cheiro a mar, ou a pinho. Digo eu. Sei lá, estou a divagar, não tenho propriamente a mania da teoria da conspiração, mas que é plausível, é! Ponham-se a pau, fabricantes de ambientadores de casa-de-banho. Quem vos avisa, vosso amigo é.

21.07.09

Para ser mais emocionante?

frito e escorrido por Peixe Frito

   Ainda gostava de saber, qual é a utilidade dos desenhos nos rolos de papel-higiénico: Uns têm rosas, outros fantasmas, outros umas-coisas-estranhas-que-eu-não-consigo-decifrar-o-que-é. Servem para quê? Para tornarem o papel-higiénico mais bonito? Mais apetecível? Sim, eu só compro papel-higiénico aos bonecos (se não tiverem bonecos não compro!) mas eu preferia era que fossem feitas umas edições limitadas, com a cara de algumas pessoas que eu pessoalmente detesto, só para ter o prazer de... vocês sabem, não fica bem a uma senhora ter este tipo de linguagem. Pronto pronto... puxar a descarga com eles lá dentro!!

sobre a Peixe Frito

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

douradinhos frios

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D