Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Ainda bem que não fazem natação sincronizada, senão medalha só a cheiravam ao longe.

09.04.19, Peixe Frito
Não venta nem um piriri de vento. Mas é que nem um piriri-ri-ri. Começa a chover... e é observar que no mesmo metro quadrado a chuva ora cai direita ora cai enviesada. Mas que raio se passa com estas nuvens? Mas é que até a chuva anda toda taralhouca e enfaralhada, ou quê? Deus nos ajude, que já nem a chuva chega a consenso de como cair.

Bem que Deus me tenta benzer à força e tirar de mim a criatura das trevas que sou, mas então, ainda faz pior! Nem com cunhas à descarada.

08.11.18, Peixe Frito
Sair de manhã de casa e nada apontava chuvinha. Hoje e só hoje e por nenhum motivo em especial, saí saltarica do prédio, contornei, desci as escadas exteriores enquanto premia o botão da chave a abrir o peixmóbil e, para fugir à rotina, decidi pôr os tarecos - mala, saco da marmita - pelo lado do passageiro, coisa que normalmente faço pelo lado do condutor. Assim foi. Abro a porta do pendura e cai uma carga de água, Jesus Cristo Super Star. Resmunguei logo: "Fdssss - até me faz (...)

Woo-hooo chegou o Verão!!

21.06.18, Peixe Frito
No calendário. No ca-len-dá-rio. Sol hoje, só na minha imaginação - quero crer que ele brilha intensamente por cima das nuvens cinzentas de chuva, que cobrem o céu. Com tantos dias de calor, logo o dia mais longo do ano, é benzido por chuva intensa. Como se não bastasse o que já choveu no resto do ano, precisamente hoje que anoitece mais tarde, vamos levar com chuvinha todo o santo dia. Abençoados sejamos. Ao menos não faz frio, porque se fizesse... era a cereja no topo do bolo.

Eu devo ter adormecido no Inverno e voltei a acordar no Inverno seguinte, só pode.

12.06.18, Peixe Frito
Ouvir a chuva faz frio, dá arrepios, vontade de uma mantinha - menos nos trópicos... aí até pode estar a chover quando estamos dentro de água na praia, que continuamos com calor - e por vezes, uma extrema vontade de contribuir para o aumento do nível das águas. Por acaso, não sou daquelas pessoas que ao ouvir uma torneira e estando com a bexiga cheia, tenho de ir urgentemente à casa-de-banho ou somente por ouvir a chuva cair. É algo que não me aquece nem arrefece. É como a tal (...)

E pronto, assim se mata o romantismo todo da cena!

24.05.18, Peixe Frito
Ora eu adoro sol. Tal como adoro a chuva. Nestes dias têm-me sabido a "pato" sem penas, o solinho que têm estado: tira a humidade das roupas, da casa e mais importante ainda, a humidade da minha alma e do meu cérebro - que facilmente entra em curto circuito após o período de recolha, que é o Inverno. Hoje chove. Não como se não houvesse amanhã mas está certinha, direitinha, sem vento (como a malta gosta) e constante. Assim como se chovesse pingos de chuva com pantufinhas (...)

A cereja no topo do bolo.

10.04.18, Peixe Frito
Ao fim do dia, na hora de ir finalmente para casa, cai um dilúvio. Chuva forte com direito a tudo: pinga grossa, chuva batida a vento forte, relâmpagos e trovões. Um verdadeiro fim do mundo em cuecas. Porra S. Pedro, tu e o teu sentido de oportunidade. E ainda mais sabendo que eu deixo sempre o chapéu-de-chuva no peixmóbil e que a bóia do pato e braçadeiras ficaram em casa e nem um mergulho posso dar. Que amigo do catano. Com amigos destes... deixa lá que te diga.   P.S.: Com o (...)

Mais um bocado e até havia cogumelos, de certeza.

10.04.18, Peixe Frito
É muito mas muito à frente!   Não imaginam o stress que é, dar de caras com uma poça dentro do vosso maquinão. Só faltavam os sapinhos, umas carpas koi e uns nenúfares para a cena ficar compostinha - Se fosse quentinha, ainda dava para lá meter os pés e relaxar, mas nem isso. Fora isso, valham os jornais e os trapos velhos a ensoparem a cenóide. Sempre posso ir lendo as notícias, embora atrasadas, do jornal quando estou parada no trânsito. Nada se perde. Ironia da vida, foi (...)

Eu devo realmente ser um espectáculo de gaja.

06.04.18, Peixe Frito
Só pode. Porque é que as alminhas que passam por mim ficam a olhar para mim, especialmente nos dias de nevoeiro ou encobertos ou até de chuva? (*música angelical*) Será porque nunca viram uma criatura tão angelical e maravilhosa, de pele branca como os carneiros da fruta - que se me dá o sol no início do Verão provoco acidentes porque encandeio as pessoas - cabelo loiro encaracolado tipo ninho de ratos, romelas  -  pela manhã dado o speed mode que às vezes me despacho - nos (...)

Hoje fui abençoada com um dia maravilhoso.

09.03.18, Peixe Frito
Despertador toca. Lanzeira do catano. Para uma pessoa se levantar, nem com uma grua lá vai. Com tanta ronha, atrasa-se. Levanta-se e anda pela casa tipo Flash, levantar persianas, guardar marmita no saco da marmita, pegar roupa, abrir o gás, abrir a torneira da banheira para ir tomar banho, preparar para fazer xixi eeeee... não há água quentinha. Tal como a criatura, o espécime esquentador, não lhe apeteceu hoje. Resultado? Lavar as peles e trunfa com água fria. O que é muito (...)

Enche-me o coração <3

01.03.18, Peixe Frito
  Adoro meter os pés dentro de poças. Há quem ainda me diga: - Peixa!! Cuidado olha a p.. (e já tenho eu os pés enfiados dentro da poça, depois de um saltinho bem esquematizado e controlado, não me fosse eu encher de água límpida e tépida que só uma poça lamacenta / cheia de areia / óleo dos carros / coisas não identificadas sabe oferecer e nos deleitar)  - Hum..? - Esquece. Sou tão mete nojo a meter os pés nas poças, inclusive faço pirraça a algumas pessoas, que se (...)

Coisas de Gaja.

28.01.16, Peixe Frito
    Observar que está um dia lindo. Sol quente. Céu limpo. Passarinhos a cantarem. Pessoal a conduzir excessivamente rápido por o piso estar seco. Enfim, um belo dia de inverno para se ir passear. Que faz a gaja? Decide dedicar-se às lides da casa, aproveitando para tratar da roupa (lavar, secar e apanhar). Pensamento nr.°2: <Amanhã ponho mais roupa (...)

Mais uma dúvida existencial ou o índice de parvalheira a aumentar.

08.03.13, Peixe Frito
  Muitas pessoas ao ouvirem o som de água a correr, têm vontade de fazer xixi.   Pergunto-me: com a quantidade de água que se têm feito sentir e ouvir, quer seja a cair nos telhados, a pingarem dos algerozes ou a correrem nas ruas, como se conseguem aguentar estas pessoas de não escoarem as próprias águas constantemente? Privam-se de água todo o dia? Mudam-se de malas e bagagens para a casa-de-banho? Põe tampões nos ouvidos? Hum?   Ora aqui está mais uma questão (...)

Eu e a minha sorte macaca.

04.10.12, Peixe Frito
  Estar um tempo fantástico, solinho ui ca bom, vestir cortinado vestido cai-cai até aos pés, andar de chinela de enfiar no dedo. Ahhhh que bueno - é kinder é bueno.   Á noite, também agradável, goza-se com outra criatura que foi calçar botas e vestir camisola de manga comprida.   - ahah De botas?? Está doido??   - Dizem que vai chover.    - Pfff, sim deve ser, com o tempo que está.    Vai na volta e pimbas, carga de água poucas horas depois. Ah pois é bébé. (...)

É fatal como o destino.

03.05.12, Peixe Frito
   Ah e tal, está a chover, mas como é habitual, aqui a je não levou chapéu-de-chuva quando saiu de casa. E porquê? Porque não gosto de chapéus de chuva, porque não faz pandam com a minha roupa, porque dá trabalho carregar aquela porcaria e fico a parecer o Charlie Chaplin, porque não estava a chover no preciso momento em que estava a por as barbatanas fora de casa e porque sou tótó, sem dúvidas, porque o céu têm estado mais negro que o caraças. Naturalmente, mais tarde (...)