Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Ando armada em gaja sensível, olha agora.

19.10.18, Peixe Frito
Então não é que a ver o filme de animação dos Trolls, me emocionei quando o Branch canta para a Poppy? Okay okay, não vou dizer que não me emociono com filmes mas com animações não costuma ser hábito, houve um que realmente me fez chorar - coitadinha da criança - data no ano de não sei quanto troca o passo, foi o "Em busca do vale encantado" e depois o "Fievel, um conto americano", nunca pensei que depois de adulta, ainda me emocionasse a ver filmes de animação.Não há (...)

É que é fatal como o destino.

27.09.18, Peixe Frito
Uma gaja andar a limpar e arrumar. Ufa! Tudo nos trinques e a brilhar. Vê-se um saquito pendurado, lá esquecido, com coisas dentro que podem ser arrumadas. Tira-se um saquinho e, tal como logo a primeira bola a sair do saco e à estreia, o escafandro do saco está roto e deixa cair pelo chão imaculado, bolachas e as respectivas migalhas, fazendo um autêntico campo de guerra e batalha campal. Ora porra...! Não podia ter sido logo no início quando ainda estavam as coisas por limpar? É (...)

Não é do cú, é das calças.

20.09.18, Peixe Frito
Decididamente, sempre achei que o mal era das malas serem grandes, que uma gaja custava a encontrar as coisas lá dentro. Passei a usar malas pequenas, tão pequenas que desgraço os fechos ao fechá-las, só com os meus items de preferência: carteira, telemóvel, chaves do peixmóbil e um pacote de ranhosos, pois está claro. Acreditem que nem assim, se ando à procura de alguma coisa na mala ou por poucas coisas que ela efectivamente tenha... eu custo a encontrá-las! Elas criam buracos (...)

Piolho eléctrico.

22.05.12, Peixe Frito
   Além dos saltos de hoje estarem a ajudar na minha delicada postura e charme a andar, isto de beber café não dá com nada. Além de curvas, agora também se sentem pequenos sismos. E um género de "descargas" eléctricas.     Um bom dia, sim senhora. Animado, pelo menos!

Tão graciosa e esbelta como só uma gazela de patins sabe ser.

22.05.12, Peixe Frito
  Ou um hipópotamo de saltos altos!  É assim que me sinto, com o raio dos sapatos que decidi calçar hoje. E nem sequer é preciso caminhar em calçada portuguesa, num simples piso plano e bem lisinho, soa-me que o chão me foge das barbatanas e que caminho desgovernadamente em curvas tão insinuosas como as do Pisão.   Tenho de ir alinhar os saltos.

Coisas de gaja...!

20.04.12, Peixe Frito
   Andar desalmadamenta à procura de uma peça de roupa - porque como gaja que sou, decidi que é aquilo que quero vestir e mais nada mas mais nada me assenta bem - revirar tudo do avesso, desarrumar gavetas, armários, ver debaixo da cama - não tenho bem o hábito de colocar coisas debaixo da cama mas nunca se sabe - ver aqui, ali, acolá, ali além, nos aquários dos pxinhos, debaixo da pedra da Pistáchio... e nada! Raios partam... Onde raio anda a camisa? Round two: volta a virar e (...)

Esta foi mesmo à "gaja"

13.02.12, Peixe Frito
  Parti uma unha. Só eu sei o quanto isso me irritou e olhem que não sou de "frescuras".   A sensação de andar a "arrepelar" a unha na roupa, logo pela manhã, é tão agradável quanto o barulho da esferovite a partir e as unhas a roçarem num quadro de lousa.

É sexy, sim senhora!

13.01.12, Peixe Frito
   Uma gaja têm a mania de andar a comer coisas que fazem bem à saúde. Ora são os produtos derivados de aloé vera (não sei se se pode incluir os papéis-higiénicos húmidos com loção de aloé vera, que embora não sejam comestíveis entram na secção de que fazem bem à saúde - que deixam a pele hidratada, suave, mesmo a daqueles sítios mais refundidos... :D - e na secção do "estar na moda usar") os sumos de não-sei-quê que depuram o organismo que devem ser bebidos em (...)

Coisas de Gaja (35)

04.07.11, Peixe Frito
   Como é do conhecimento geral, as gajas usam umas malas do tamanho do mundo (normalmente). Têm tudo e mais alguma coisa lá dentro. Muitas delas são equiparadas à mala do Sport Billy, inclusivé. Pois bem, embora as malas das gajas estejam divididas por secções, como a bolsinha do telemóvel, a bolsa para a carteira, a bolsa para o espelho, a argola para as chaves, a bolsa para o verniz, a bolsa para a lima, etc, é sempre difícil colocar lá a mão, e achar tudo à primeira. (...)

Na Suiça, davam-me cabo do canastro!

15.06.10, Peixe Frito
   Se há coisa que não falta lá pelo aquário, são precisamente relógios - não é por isso que nunca chego a horas, admito, não é por falta de relógio, padeço é de um mal comum à grande maioria do gajedo: sou gaja! - O mais caricato no meio disto tudo, é que todos dão uma hora diferente, por muito que eu tente que todos dêem mais ou menos a mesma hora - Ok é impossivel estarem acertados ao segundo, é aceitável um desfasamento de um a dois minutos, mas chegarema  ter (...)

Bichos malditos...!

24.05.10, Peixe Frito
- Ó Peixa, podes guardar isso num Tamparware, não? E eu que detesto tamparwares! É o armário mais infernal que tenho em casa. Sei perfeitamente que sempre que o abrir, vai cair-me em cima uma enxurrada de coisas. Ainda por cima, tenho uns rijos que nem cornos (desculpem a linguagem) que fico logo com um galo no alto do cuco que até mete dó! Mas uma coisa engraçada... raramente os uso, então para que os quero? Mais um caso para os ficheiros secretos...!! Coisas de gaja pá, que se (...)

Ai que cheiras tão béim...! (vómito!!) ^.^

14.05.10, Peixe Frito
É impressão minha, ou mal começa a ficar um tempo mais ameno, assim convidativo a irmos a uma esplanadazita roer uns caracóis e beber uns Iced-Teas (ahahah pronto umas jolas, possas, parem lá de me apedrejar, alcóolicos! :D), o gajedo recomeça a usar aqueles perfumes de essências naturais (dizem os vendedores) a morango, baunilha... e a côco? Os de morango fazem-me logo pensar que alguém se untou em xarope de morango... Os de baunilha, que alguém andou a dar nos ambientadores (...)

Coisas de Gaja (34)

10.12.09, Peixe Frito
   Abastecer o carro, e andar com ele até à última gota de gasolina. E ficar admirada quando este chega à reserva (depois de andar sempre a arrancar alcatrão e na jarda), quando só colocou combustível há meia dúzia de dias. Mas o mais incrível... é esquecer-se que têm o carro na reserva, ter de ir trabalhar, estar atrasada, e habilitar-se a ficar apeada pelo caminho!     Qualquer dia, é dia santo!!

Coisas de Gaja (33)

23.11.09, Peixe Frito
   Irem ao cabeleireiro, pagarem umas massas para esticar o cabelo. Até aqui tudo bem. O problema é lembrarem-se de fazer isto num dia de chuva, no qual sairam do cabeleireiro todas penteadinhas, e apanharam uma chuvada que o cabelo ficou logo num ninho-de-ratos!     Mais valia a pena atear o fogo na lareira com essas notinhas, porque mal por mal, assim sempre aqueciam, e com o frio que tem feito, até fazia jeito.