Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

E ele contra-ataca!!

frito e escorrido por Peixe Frito, 14.05.19

- (...) e disseram-me que eu não tenho cabidela(*) para a situação.

Desta vez, devia de estar com fome, o corrector automático. Mas também, com tanta coisinha boa para fincar o dente, logo foi mencionar uma cabidela...

 

(*)arcaboiço

É o que eu digo... continua a meter a colher, mas agora de modo mais disfarçado. Parece um adolescente a querer integrar num grupo!

frito e escorrido por Peixe Frito, 24.04.19

É dito e sabido as minhas vivências com o corrector automático do telemóvel ou do tablet, e das belas substituições que ele faz, enfaralhando as conversas.

Desta vez, não ficou muito fora da mãe, mas de facto me fez lembrar a minha mãe, quando eu era uma pequena sereia e ela me dizia: "Peixa, as meninas não falam assim". Just for the record, a situação não me comovia e eu fazia o meu ar de "who gives a shit". Adiante!

Ora então, uma conversa entre duas amigas, em que uma explica que gostava de adquirir um robot de cozinha, porém que estes são um pouco caros e não lhe apetece largar guita pela situação:

- Pois, tu por esse preço, compras uma bimba em segunda mão. Sei que não gostas, mas... Arranjas boas e fixes e ficas com um "robot de cozinha" mais versátil.

- Ah, não sei. Em segunda mão? Em segunda mão, dá o peido mestre em três temperos!

 

Mas que mestria. Assim de surrex, subtilmente, de pantufas, lá teve de dar o ar da sua graça!

Pelo prisma do corrector automático, quando a bimba fizesse "pum", largando uma pitada de pimenta... "pum", largando uma pitada de tomilho e por fim, o fatal "pum" el tercero, largando uma pitada de orégano, lá ia a máquina para a sucata.

O meu melhor conselho, não vá o diabo tecê-las: ao comprarem uma bimba em segunda mão, nunca mas nunca usem uma receita com mais de três temperos, senão já sabem... fatal como o destino o desfecho e lá vai a maquineta fazer uma visita ao jardim das tabuletas - esta piada era tão mas tão fácil, que até dói.

 

Ai corrector automático, corrector automático... Nesta, estiveste bem. Era de esperar que fosse a palavra "peido" que fosse alterada, mas afinal, foi mesmo a "tempos". Não penses que te safas assim com esse mel, de deixares passar a palavra menos própria e ao alterares a soft, para a malta dar uma risota e assim, te ires infiltrando em nós, tal virus.

Estou de olho em ti. De olho em ti.

6bd671415197b8f9f4095c743b938e42.gif

Anda tudo apanhado.

frito e escorrido por Peixe Frito, 23.01.19

Escrever "torcicolo" e o corrector dar erro. Okay, então vamos lá ver onde está mal escrivinhado.

Opções:

- torci colo

- torci-colo

- tricolor

- torácico

- ciclomotor

Isto quase que parece uma charada, para tentarmos adivinhar o que é que a descrição está a definir:

Um torax a motor? Não. Um colo torcido arraçado de torax? Não. Um torax dos anos 60, cheio de cores? Nop. Um ciclomotor em forma de colo - eita que esta dá para tantos devaneios... é melhor ficar por aqui.

Bem... Alguma vez alguém teve um torci colo? Até agora eu ainda não torci o colo. Deve ser horrível. Tricolor? Pode ser... se o torci colo for tão feio e forte, que temos de levar medicação da pesada... Aí a vida ganha novas cores e com certeza com um espectro cromático bem maior que apenas tricolor. Torácico? Sim, uma pessoa até lhe pode faltar o ar com as dores do movimento, quando se atreve a tentar alguma acrobacia marada e doida - levantar o braço, por exemplo - fora do âmbito requerido nos torcicolos, alínea b, artigo 124523556815, em que consta que, passo a citar "(...) torcicolo deve respeitar as normas da torcicolozice, com a postura pré-definida desde os tempos imemoriais, que consiste em se mover como o robocop" - tempos imemoriais e robocop, sim sim... antes sequer dos filmes terem estreado, já existia a tendência robocop para os torcicolos. Aliás, deve ter sido a inspiração principal para os filmes... o torcicolo.

Ciclomotor? Deve ser o robocop a andar de lambreta, é a única coisa que me vêm à mente.

Não há dúvida, que quando até os correctores de gramática têm destas dúvidas existênciais, eu fico apreensiva em relação às correcções por eles propostas. Se corrigir tudo conforme propõe, ainda fica pior que os colchões ou a promo...! Resultaria num discurso ou texto mega eloquente e digno de ser ouvido num auditório no Júlio de Matos.

Quem me dera a mim, que o torcicolo existisse tanto na minha vida, como existe para os correctores automáticos: zero. Mas pelos vistos, a realidade de um pode não coincidir com a realidade de outro e uns são filhos da senhora e outros enteados.

Para umas arma-se em púdico, para outras em malandro!

frito e escorrido por Peixe Frito, 07.12.18

Quer-se dizer, quando alguém quis exprimir o que lhe ia na alma, esteve sempre a corrigir a moça para freira, quando eu - que nem sequer tenho tendência para asneiras e ordinarices, embora quando estou passadinha das escamas as diga como alguém come uma embalagem de bolachas - estou a tentar escrever "promo", pá... o raio do corrector automático de não sei da onde que surgiu - talvez dos quintos dos infernos para me moer a esta hora - só "traduz" para... porno!

Mas anda armado em quê, o autocorrect? Olha agora... quer "porno", vá-se orientar para outros lados, não é agora no meio de uma conversa. Bonito, né? Olha eu:

- Adoro essa porno dos Conguitos, 2 por 1€.

Soa magnificamente bem, não soa?

E eu é que fico com a fama... Granda Peixa... Sim senhora.

Não há direito. Santa pachorra mais ao corrector automático e às suas perversidades recalcadas.

Armado em púdico... Até parece que já não lhe deve ter passado pior pelas barbas! (com bolinha)

frito e escorrido por Peixe Frito, 16.11.18

autocorrect-has-not-yet-figured-out-how-often-i-sw

Que mania que o corrector automático dos telemóveis, têm de se meter nas conversas das pessoas! A embirração de hoje, é que só corrigia uma palavra para "colchões". A moça bem digitava a palavra e ele "colchões". "Colchões", "colchões". Das duas, três: ou anda armado em puritano ou anda com algumas falhas de informação no que toca ao corpo humano masculino ou está a armar-se em Paula Bobone dos correctores ortográficos - olhem lá o nível, purezas. Ao menos, que se é para meter a sua colherada, que fosse para contribuir, não para se armar em freira. Têm algum jeito uma pessoa dizer a outra:

- Já estou para te mandar um áudio à colchões.

ou

- Está um frio dos colchões.

Já não se pode escrever uma sms à vontade! Onde está a liberdade de expressão? Abaixo o maior causador de cabelos brancos, roer de unhas, mal entendidos e fazer as pessoas passarem por maluquinhos com palavras non sense pelo meio das conversas! Que se chegue à frente, a alminha que se lembrou de inventar essa porcaria.

44442055_1937034806383641_7849097496960112944_n.jp

E se uma pessoa quiser mandar uma sms sexy à sua cara metade? Estou para ver o corrector automático:

- Meu querido, logo espero-te em casa, com collants até ao pescoço, camisola de manga comprida, cachecol, gorro, luvas, casaco comprido e botas até ao joelho, de modo a que possamos ter um serão de amor tórrido, a ler a Bíblia ou a ver programas de história com o Dr. Hermano Saraiva. O sangue até te vai ferver nas veias, quando vires o serão que preparei, vais ficar insano de tanta doideira e maluquice desvairada.