Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Cada um têm a sua maneira de se explicar... ou não é verdade?

13.03.20, Peixe Frito
Devo de ir ser apedrejada virtualmente por gajedos, mas who cares. Já sei que vou arder nos infernos mesmo. Em comunhão com amigos do coração e respectivas crias, alguém se atrasa. - A Maria Manuela está atrasada. Mas olha, veio de umas terapias e diz que está meio sensível, para termos paciência com ela. Diz um rapazote: - Mãe, mãe, que quer dizer que ela está sensível? - Olha filho - diz má frénd - quer dizer que ela está assim... olha... como hei-de explicar... E eis que (...)

Isto é que era vontade.

17.02.20, Peixe Frito
Ligar logo ao início do dia de trabalho a uma colega, dar dois dedos de alinhavar de situação de trabalho e ela se despedir com: - Então, bom fim-de-semana Peixa! Bom fim-de-semana às 9:20 da manhã? Isto é que é speedar. E não, ela não ia sair mais cedo nem nada dessas tretas, nem eu. Isto sou só eu a sugar coating a situação, que ela estava mesmo era de lume no cú para ir festejar o dia dos namorados com a carcaça dela e não a planear não falar mais comigo durante (...)

Ao menos não contaram como itens extra.

12.02.20, Peixe Frito
Raramente faço lista de compras. Mas raramente mesmo! Tenho-me fiado na minha memória de peixe e, salvo raras excepções, não é habitual chegar a casa e ver que me esqueci de algo ou comprei algo a mais que não precisava - falo em termos de consumismo, porque já me aconteceu meter na cabeça que não havia detergente para a loiça e quando fui para arrumar na dispensa... estava lá um novo em folha, que até brilhava e reluzia para mim. Nestes mais recentes tempos, até tenho feito (...)

O que vale é que eu não sou cagufas, senão guinchava logo e raspava-me dali para fora em três tempos.

12.02.20, Peixe Frito
Não há nada como chegar ao posto de trabalho, ligar as luzes, pousar os tarecos e, aquando vamos ligar o pc, ouvimos a porta da casa-de-banho a abrir sozinha, tal e qual o som de uma porta em um filme de terror a abrir. Das duas três... ou é alguma aranha a passear ou algum bicho lira que decidiu ir fazer um chichi logo de manhã ou até, uma visita de algum defunto largado na sanita. A (...)

De vez em quando, também me toca a mim.

10.02.20, Peixe Frito
Imaginem, que voltei a pôr um casaco a lavar com um lenço de papel no bolso... roupa escura... e a secar na máquina! Felizmente, desta vez a vida deu abébia. Não havia nada estraçalhado pela máquina e o raio do papel estava quase intacto, dentro do bolso. Era de esperar que tivesse tido mais atenção ao meter a roupa na máquina, mas verdade seja dita, até tive. De modo que imaginem a minha cor, quando meti a mão no bolso do casaco e senti um lenço mais espalmado do que um (...)

Mais um espasmo. Desta vez... ligeiro.

05.02.20, Peixe Frito
Sou só eu - provavelmente, nem preciso escrever mais - que quando estou a ver uma série ou um filme e uma das personagem têm o meu nome, eu fico a escrutiná-la que nem um falcão observá-la para ver se temos algo em comum? Não encontrei muitas, mas as que encontrei... Vai lá vai. Nossa senhora da agrela que apareceu e... não é a ovelhinha, mas é amarela. E como se pode observar, nenhuma têm a ver com a outra mas, curiosidade das curiosidades, seja pontaria do nome ou não, (...)

*Nerd ALERT* *Nerd ALERT*

05.02.20, Peixe Frito
Quando alguém nos diz que uma alminha, acha que somos uma criatura mística e nós, cromas como só nós sabemos ser, a primeira coisa que nos ocorre na mente é: (*imagem da Mística dos X-Men*) seguido de um "whaaaaaat?", até que me cai a ficha, óbvio. Viver nesta cabeça de Peixa, têm muito que se lhe diga. Estes coelhos saltam da cartola cá com uma facilidade e quando menos se espera. Não que se calhar no fundo eu e a Mística (...)

Esta gente, a meter palavras na boca dos outros...!!

04.02.20, Peixe Frito
A je a assistir a uma conversa telefónica entre duas criaturas: - Então não-sei-quantas, era só para saber como estavas. Vá... Beijinhos. Olha a Peixa está aqui ao pé de mim e manda-te beijinhos também. - Eu? Não estou a mandar beijinhos nenhuns. - Sim vá, beijinhos para ti. - Olha... mas eu não estou a mandar beijinhos nenhuns, ora agora. Quero lá mandar-lhe beijinhos. Pessoa a esbracejar-me a ver se não se ria enquanto despedia da outra.   Pois é. Isto fez (...)

Alguém anda revoltado com a vida.

23.01.20, Peixe Frito
Eu tenho dito, ter cabelo comprido, sucks! E sabem porquê? Além de que demoro uma eternidade a secar a piruca no tempo frio - caracóis... nada de pôr o secador a jardar para secar mais rápido, têm de ser na velocidade mais fraca, na santa paz do senhor. Quase parece que estou a secar o cabelo ao sabor de uma leve brisa morna, de verão - demoro uma enternidade a secar a piruca! E é estar ali, pacientemente que nem estar a dar biberon a um borrego, seca de um lado, vira para o outro, (...)

Se fosse alguma normal, aí é que me admirava.

24.12.19, Peixe Frito
Só porque é natal e completamente alheia ao facto de me terem oferecido uma mega caixa de bombons com o meu nome - foi um toque fofinho... comprarem precisamente daqueles que têm nome de gaja na caixa. Em bombons usam o meu nome, mas agora para apelidar tempestades e merdices dessas... está de gesso. Ah e tal, em bombons é mais fofo. Meh - hoje apeteceu-me ir cuscar qual era a música que estava em voga, no ano em que eu nasci. Completamente à parte de ter nascido a uma terça-feira (...)

Felizmente eu até corto as unhas dos pés, senão nem quero pensar na rebaldaria e revolução que era.

20.12.19, Peixe Frito
É assim, eu sou descontraída - agora... agora - de modo que se calçar umas meias e vir que ela está com o tecido a querer grelar batatas, várias vezes não as descalço, optando por as coser ou dar outro uso, quando as descalçar. Somente as descalço se tiver tempo - de manhã, o tempo é escasso e para quê perder tempo a descalçar, ir procurar peúgos, calçar os animais, enquanto se tiver uns que aguentam, embora quase estejam a içar a bandeira branca, até ao fim do dia? (...)

Não posso dizer que não fui avisada.

16.12.19, Peixe Frito
Que posso eu pensar, ao me deparar com uma fruta com vários autocolantes destes? Das duas três, ou este deu luta e andou verdadeiramente a distribuir peros pela malta, aquando foi colhido ou então é uma fera indomável, que um autocolante não bastava para avisar qualquer vítima incauta ao seu ar pacífico. Às tantas, era somente um pero que gostava de aplaudir os feitos da malta, com síndrome da Amália, versão "Obrigado, obrigado" adaptado para "Bravo, bravo". Na via das (...)

Desafio de escrita dos pássaros #14 | E para hoje, um pouco de mim, de modo não usual.

13.12.19, Peixe Frito
Posso aparentar ser desastrada, distraída, tótó por vezes e loira não só por fora mas também por dentro, com as partilhas que habitualmente faço com os meus leitores. Brincalhona para com terceiros e constantemente na paródia, aparentemente não levando nada a sério. Mas se querem saber, eu sou muito fora dos moldes da sociedade. E não digo isto porque é moda ou da boca para fora. Quem me observa, pareço desenxabida, ar de quem não parte um prato e de sonsa sem sal, mal sabe (...)

Ia sendo, mas não fondo. Safei-me resvés Campo de Ourique.

13.12.19, Peixe Frito
Alheada ao facto de ser sexta-feira 13, dado serem sete e tal da manhã e o tico e o teco ainda estavam extra dormentes, hoje pensava ser sábado. A sério! Acordei e pensei: - Nossa que bom, hoje é sábado e posso dormir até mais tarde!! Só que não. Daí a momentos, toca o despertador. Até podia pensar que o teria programado mal mas eu sei bem no meu íntimo, que ele está programado só para tocar aos dias da semana, por isso se ele estava a tocar... era dia de mexer a peida dos (...)

Ai Santa Inocência e para aquilo que eu estava guardada.

11.12.19, Peixe Frito
Por vezes, é tramado existir uma criança pequena na família. Principalmente uma que adora ir-se enfiar na casa-de-banho, quando uma pessoa lá está. Bem que podemos fechar a porta, enxotá-la, que ela não arreda pé. É neste suposto momento de descanso e nada privado, que ela decide fazer conversa sobre a mais variada miríade de coisas. Pronto, sei lá. Se calhar fica inspirada. Uma pessoa, lá acaba por tolerar a presença dela. Afinal, é pequena, não entende ainda certos tipos (...)

É com muita tristeza, que tenho de dar esta notícia.

04.12.19, Peixe Frito
Pois é meus caros, pesa o coração. Muita mágoa. O que vale é que as boas memórias prevalecem. Vou-me deixar de rodeios porque acredito que as más notícias, devam ser dadas sem paninhos quentes nem falinhas mansas, usando a técnica do penso rápido ou do puxar da banda de cera no peito do Tony Ramos. Dói, mas têm de ser.  Ontem à noite, deu-se um acontecimento: a minha comadre aka saco de água quente, desfaleceu. Estava tudo bem, estava operacional como sempre. Pronta a que (...)

E não há uma, sem duas.

21.11.19, Peixe Frito
Apesar de não ser no mesmo dia, foi quase. Não ter acompanhamento para o almoço. À última da hora, dado que me levantei tarde - os lençóis andam a fazer de mim um burrito e não me deixam levantar do quentinho, de manhã - teve de ser à lei do desenrascanço. Não dava massa. Não dava arroz. Salada? Nada disso, está muito frio. Soluções? Batata frita. Só que... isso não habita lá pelo aquário. Que fiz? Trouxe da batata frita palha que tenho para fazer cogumelos à brás e (...)

É do frio e da ómidade, só pode.

21.11.19, Peixe Frito
Há dias assim, em que coiso, estão a ver? Pois eu fui deixar o peixmóbil na oficina à hora do almoço e eis que, quando cheguei ao trabalho e pousei a mala, estava a sentir algo estranho. Procurava as chaves da viatura mas não encontrava em lado nenhum. E vasculhei bolsos, mala, bolsos, mala, bolsos, mala, parecia eu um boneco com um glintch, que não parava de fazer o mesmo. Até pensei se não tinha deixado as chaves na ignição! - o que era estreia. Nunca tal coisa me aconteceu. (...)

Mas é claro que tinha de fazer uma piada de Halloween.

31.10.19, Peixe Frito
Duas amigas à conversa: - Sabes miga, vou-me mascarar de vidente no Halloween. Vou fazer uma leitura. - A sério?? Ahhh depois tens de me mostar as fotografias!! - (*silêncio*) Miga, estava a brincar! Disse aquilo porque vou mesmo fazer uma leitura! Não preciso de máscara! Às vezes o sarcasmo passa ao lado. Mas não faz mal. Temos de dar desconto que o índice de ómidade anda elevado.

Gosto sempre de fazer as pessoas se sentirem acolhidas. Faz parte da minha natureza.

24.10.19, Peixe Frito
Há uns dias que não vejo uns colegas. Ora nos entretantos, cruzámo-nos na entidade laboral, pois eles vieram mais cedo de uma obra. - Olá. Boa tarde Peixa! - diz um dos colegas que me viu primeiro. - Olha...! - digo eu com ar de admiração - Eu já tinha ouvido falar que tu existes, mas ainda não te tinha visto! O que vale é a malta ser bem humorada e saber quanto a casa gasta e não ficar aborrecida por eu lhes estar a chamar coisas daquelas. E by the way, não era a comparar ao (...)