Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Acho que nunca estive tão perto de levar no lombo.

19.07.18, Peixe Frito
Alguém têm a esperteza de me perguntar que idade eu acho que a pessoa têm. - Sei lá. Não faço a mínima. - Diz lá. Adivinha. - Não sei, a sério - e olho para o pai Adamastor, que estava a assistir serenamente à cena. - Vá pá, diz lá. - Não sei. Eu não sei nem tenho máquina de calcular que consiga fazer a soma de números tão grandes. Silêncio. - 60 e tais...? - Digo por fim. - Olha, sessenta e tais. Sessenta e quê? Muitos ou poucos? - 69 e meio. A esta altura (...)

Grand'a galo... M-E-D-O!

27.03.12, Peixe Frito
   Há uns tempos atrás...      Confusão instalada.    - Andaste a mexer no meu perfume?    - Eu?? Não andei nadaaaaa...    - Andaste andaste! Está aqui um pivete que não se pode!    - Oh paiiii não andei nada (choros).    - Já te disse para não mexeres no meu perfume!!    - Mas ó pai eu não mexiiiiii (choros).      Tempos mais tarde, no same spot...        - Ih cum caraças pá, andaste a tomar banho de perfume não?    - Não, por acaso (...)

E foi a morte do artista...!

28.02.12, Peixe Frito
   Porque será que há pessoas, tendencialmente do "sector" masculino, que me pedem para falar em espanhol?      Posta esta minha questão, vamos lá fazer uma viagem no tempo...      Há uns tempos atrás, quando as galinhas ainda tinham dentes:    - Peixa, andas a tirar um curso de espanhol não é?    - Sim ando, aquilo é muito giro, mais difícil do que eu pensava.    - Então... já falas alguma coisa?    - Sim, uma coisita e outra :)    - Então fala lá (...)

Quem tem as mãos amarelas???

18.01.10, Peixe Frito
    Quantas vezes já aconteceu, um casalito ir dentro do carro, e de repente cheirar a morto? Vira-se logo a moça para o moço:      - Kiduxo... tu largaste-te??      - Euuuu?      - Que ideia... - resmunga a moça, a tapar o nariz e a abanar o ar com a outra mão.      - Cá para mim, foste mazé tu fofinha, e agora dizes que fui eu...      - Olha agora... Tens cá uma lata... Bem capaz és tu de mandares as culpas para cima de mim, e teres sido tu...! Até (...)