Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

01.03.12

O nosso amor é fatal...!

frito e escorrido por Peixe Frito

 

 Pois é. Para quem acompanha aqui a fritadeira a algum tempo, de certo saberá o meu tórrido romance amor-ódio com as moscas e bichos alados (aqui e aqui também). Eu sou uma Peixa com muito bom coração. A sério que sou. (música instrumental de fundo, com violinos e harpas e tal) Se eu vejo o raio de um bicho de conta de patitas para o ar - como já mencionei ai pela fritadeira milhentas vezes -  assim desesperado a tentar virar-se e, obviamente, não está a ter nenhum sucesso, eu páro, olho para o bicho e pimbas... barbatana em cima! Não não, estou a brincar, dou-me ao trabalho de virar o bicho para ele continuar o seu caminho. Até apanho as aranhas e as coloco na rua. A sério, vão por mim - Ai Peixa, és tão fofinhaaaa... Uma jóia de moça! - Sou assim tótó, que querem? Sem ser novidade para ninguém, o mesmo não se aplicaria se fosse uma mosca ou uma melga nas mesmas circunstâncias - ok, se uma destas criaturas se encontrasse de patas para o ar, naturalmente que já tinha ido às couves, e eu não teria muito mais a acrescentar, pelo menos algo que me preenchesse. Há quem use a expressão: "Eu não faço mal nem a uma mosca!" Eu sou ao contrário: não faço mal a nada excepto às moscas!! Não sou espécime que "embirre" com alguma coisa, assim do nada. Isto já é uma relação amorosa de há anos e anos e anos. 

   Ainda no outro dia, arejei o aquário: abri as janelas todas durante um tempo - ou era da minha vista ou o ar estava a ficar verde ;D. Antes de me ir deitar no meu leito de beleza e conforto, fechei as janelas. Enfio-me na "anémona" e "ahhhhh que bueno. É Kinder é bueno!" - sim, costumo dizer esta idiotice - desligo a luz e afofo-me.  Não tarda e oiço um "Bzzzzzzzzzzzz" irritante até à quinta casa. "Eh pá, não acredito... é que não pode ser uma porra de uma mosca... ACABEI DE ME DEITAR!" - Tradução: "RAIOS PARTAM QUE SE TE APANHO FAÇO-TE EM FANICOS!", é que eu não descanso enquanto não encontrar a criatura. Vejo todos os cantinhos do aquário minuciosamente. Nem quando estou armada em fada-do-lar vejo as coisas assim tão ao pormenor diga-se de passagem, transforma-se numa busca assim similar à da ovelhinha amarela, mas adiante -  Ao avaliar pela música que me estava a dar, deduzi que era uma varejeira... ui se há algo que me aquece o sangue e o faz borbulhar... é exactamente uma varejeira.

   Lá andei e dei com ela. Arrefinfei-lhe uma e outra, mas a magana não dava o braço a torcer e continuava a zombar de mim. Continuou a saga. Até me dei ao trabalho de usar a mão tipo "raquete" - olhem que é uma boa estratégia: esperar que ela venha e pimbas arrefinfar-lhe uma solha no preciso momento em que ela vai a passar por nós - Não contente, passei a usar uma almofada - a margem de erro é menor. Fatalmente, pousou num dos meus cortinados e eu bati palmas. Ensanduichei-a, pois bem. E pronto, dei cabo dela. Foi uma morte bonita e honrada. Feliz da vida, fui-me deitar.

   Nem sempre tenho vontade de as mandar ao jardim das tabuletas, por vezes limito-me a dar-lhes uma pancadinha de amor (como às formigas que me torraram o juízo uma vez)... É vê-las pousadas no vidro, e vai de lhes dar uma cacetadinha de amor, como se estivesse a jogar ao guelas. 

    Depois de reler este post, apenas concluo que:

    1.º Por falar em moscas, há uma que irritantemente está a zumbir algures e eu ainda não descobri onde ela está - não vai ser por muito tempo;

    2.º Apetecia-me apanhar sol, mas infelizmente o céu está meio encoberto e já se fala do regresso da chuva;

    3.º Mesmo estando prestes a adquirir mais uma ruga, as mesmas não fazem justiça à minha maturidade.

 

    Bicho-de-conta palmado da net.

11.07.10

E eu que pensava que não havia nada mais ranhoso, mas afinal...!

frito e escorrido por Peixe Frito

   Como é sabido, eu tenho um grande amor por melgas. Mas um amor tão grande, que sempre que vejo uma, não resisto em lhe mandar uma pantufada. Amo de coração, como já referi aqui algures na fritadeira, aquelas que gostam de brincar às escondidas a meio da noite! Ui... É tão agradável acordar com o zum zum de uma melga, mesmo a meio do sonho com o Jensen Ackles...! Bem...! Mas sabem, descobri algo pior que as melgas. E este não vai lá com pantufadas! Sim... fujam para as montanhas! Protejam as crianças!!! Medoooooo muito medooooo!! Sabem o que é?... Sabem sabem?? Os bichos da madeira. Sim, os bichos da madeira! Tenho um filho-da-mãe na cabeceira da cama, que se lembra de encher o bandulho à noite! Eu bem que abano a cama... bato na cabeceira... faço trinta por uma linha... até já ponderei em puxar fogo à cama, e o tipo nada... Durante uns segundos faz silêncio, mas depois volta à carga. Ainda ando a topar se o gajo aparece à janela, mas não o consigo ver...! ;)

    O pior disto tudo, é que além de eu não dormir, do tipo fazer um chinfrim desgraçado, de eu me andar a armar em tremor-de-terra e acordar os vizinhos de baixo que devem pensar que eu ando na ramboiada às tantas da madrugada - a cama chia por todos os lados quando me movimento, e eu que pensava que era de estar gorda, mas afinal... já sei quem é o culpado - eu tenho o hábito de pendurar os meus fios ultra fashion na cama... e uns são de madeira!! Já viram se o bicho os descobre?? É o fim da macacada! Das duas uma: Ou fico com os fios a parecerem queijo suiço, ou começo a passear com um novo bicho de estimação! Raio do bicho... Nunca mais morre com uma farpa atravessada!!!

08.03.10

Estou-me a sentir observada... medooo muito medooo

frito e escorrido por Peixe Frito

  

   Está um melguçorro no lado de fora da janela, ao meu lado. Já está ali há um bom tempo - Ó pr'áquilo, parece um lorde ali esparramado, a imitar as ósgas - Nem quero saber no que estará ele a pensar nem que plano maquiavélico esta a engendrar, mas sinto-me intimidada.

 

   Obs.: O melguço acima foi palmado da net. Não é o meu. O meu é bem maior. Têm uns dentes horrendos... Uma patas peludas e cheias de espinhos letais...!! Olha... e baba-se para caraças...! Que está ele a fazer?? A tirar um martelo da asa?? O quê?? Vai partir o vidro?? nãããããooooooooooooo....!!!! eheh

29.01.10

Ultimamente ando mesmo sádica...! úúúúúú...!!

frito e escorrido por Peixe Frito

    

   Para mim, uma das melhores invenções humanas foi o aparelho de luz negra, para atrair os insectos alados. E porquê? Bem... Porque por vezes por muito boa pontaria que tenha, não acerto no raio do bicho, porque quando preciso do mata-moscas, normalmente não encontro e lá tenho de arranjar um substituto (uma almofada, por exemplo), e também porque a minha gana é tão grande que as espalmo contra as paredes e depois para as tirar... fica lá sempre a marca tal e qual os desenhos a giz dos mortos na estrada!  E quando isso acontece, quando se limparam os vidros há bem pouco tempo e pimbas... fica lá logo o cadáver moscal no nosso ex-imaculado vidro...! Mas a verdadeira razão de eu achar o aparelho de luz negra uma das melhores invenções humanas, é porque é um aparelho de entretenimento e de utilidade. Sim sim, entretenimento, leram bem. Eu adoro ouvir as moscas a electrocutarem-se nas luzes negras...!! Então quando é um bicharoco grande e aquilo até faz fumo, mas tanto fumo, que parece que alguém está a fazer sinais-de-fumo na base do aparelho...! - e o cheirinho a queimado? eheh

   Que vocês querem?... São uns bichos que me irritam especialmente...! Por exemplo, as melgas. Uma pessoa querer dormir e elas andarem a melgar a malta. À pala delas, muitas vezes chego ao trabalho com uma cara de panda, o que por si só me faz ter de usar as bases para disfarçar as crateras debaixo dos olhos! Saem caro, as melgas. Sim, porque não há nenhum subsídio do estado para as pessoas comprarem bases, para serem usadas depois de uma noite mal dormida por culpa da fauna local!! Está mal...! Além das meninas terem a mania de morder a malta à descarada. Vejam bem, que anteontem encontrei uma baba no meu pescocinho de sereia. Olha que coisa bonita. Sorte a da melga de eu não lhe ter posto as barbatanas em cima, senão ia ver com quantos pauzinhos se faz uma canoa, e ia aprender igualmente o verdadeiro significado da expressão: "Vai-te encher de moscas"...! Por falar nelas, e as moscas? Uma pessoa a comer ao ar livre, e ter de andar constantemente a enxotá-las de todo o lado... em casa, quando entram as varejeiras, que mais parecem um boing 747 a embater nas janelas, já nem mencionando o zumbir, que ela é capaz de vir a caminho da sala, ainda no corredor, e já se ouve...! - E não é por eu ter uma audição fantástica. Até um velhote com o aparelho da audição desligado, consegue ouvir.

    Raios partam mais estas bichezas chatas...! Tenho de angariar um sapo... ou então comprar mais plantas carnívoras, essas sim, nunca lhes falta o que comer, fartam-se de encher o bandulho.

03.06.09

Coisas destas não apanha ela!

frito e escorrido por Peixe Frito

   Ah pois é. Estas melgas de um raio (não não me estou a referir às chefias nem aos colegas) não me largam as saias. Enfiam-se aqui debaixo da secretária, e vai de fincar o dente. Uma pessoa não pode vir com a perninha ao léu, a fazer reclamo à lixivia e concorrência à cal.

   Tenho de arranjar uma aranhita para pôr aqui: com a quantidade de bicheza que aqui anda, vai virar é baleia.

    E depois não digam que não sou amiga dos animais.

sobre a Peixe Frito

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

douradinhos frios

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D