Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

26.04.18

Ao menos reclamam do tempo e não andam a falar da vida dos outros.

frito e escorrido por Peixe Frito

Pretty-Photo-Tumblr.jpg

No fundo no fundo, toda a gente se queixa das chuvas, sol forte ou ventanias que se têm sentido no pêlo, graças à bipolaridade do tempo. Ora porque chove e mais o catano-que-nunca-mais-vêm-o-sol-que-estou-farto-da-chuva-e-de-apanhar-molhas-e-que-já-vinha-mazé-o-verão-e-o-sol-já-falei-do-sol-não-sei-se-falei-do-sol-quero-lá-saber-que-estejamos-a-passar-seca-nacional-e-que-a-chuvinha-embora-incómoda-por-vezes-faz-uma-faltinha-do-camandro-para-que-nós-não-passemos-sedinha-ou-possamos-tomar-uma-banhoca-no-aconchego-do-nosso-lar-mas-isso-agora-não-interessa-para-nada, ora porque é sol e-está-calor-e-ai-que-não-aguento-que-me-desfaço-em-líquidos e é só ver pessoal de t-shirt e calções (ó pessoal... ó por favor! Mas será que ninguém pode ver uma réstia de sol e têm logo que andar a partilhar o bronze à lençol branco lavado com tide...?). Ficam doentes e depois desculpam-se que é do tempo estar marado... pois está claro. Nem eu diria outra coisa.

Quem deve agradecer imenso ao vento, são os varredores da rua. E porquê? Porque em certos sítios, é só fingir um pouco a abanar a vassourinha no ar, que o vento faz o resto. É só ver folhas, galhos, pétalas de flores, lixos e merdas coisas fofinhas a voarem pelo ar. Que o digam os pássaros como andam a "parar" os ventos: Ultimamente andam em excesso de velocidade. Fazem cada manobra perigosa e razia às árvores, que é um ver se te avias. Há pardais que passam por mim nas horas do caraças, tal é a bisga. Olha os passaritos a aprenderem a voar com estas ventanias? Bem... emoção e adrenalina no pico máximo. Esses não precisam de desportos radicais, basta sairem do ninho nos dias de vento forte.

Okay, está bem, vida de varredor nos dias de vento têm um dark side: não há montinho que resista. Assim como o vento ajuda a poupar as cerdas da vassoura, poupa as mãos de calos e farpas resultantes do esfreganço das mãos na madeira do pau (soou mal, eu sei, eu sei, adiante) e ajuda algumas criaturas a curtirem os efeitos do vinho matinal, também depressa lhe dá um vipe e desarruma a casa toda ao homem. Sem dó nem piedade. Como diz o outro (momento filosofal da manhã) "Deus dá com uma mão, e tira com a outra" ou como quem quer dizer "Andas pr'áí a fazer ronha a fazer festinhas ao chão com a vassoura por causa do vento, daí a nada falo com o S. Pedro e mando uma encomenda especial para ti, que vais apanhar o lixo na casa da peça das caldas*".

Coisas boas destas ventanias? hum... (*esfregar a mão no queixo com ar de intelectual a pensar*) Tirando o facto de me despentear ainda mais o cabelo encaracolado - despentear... pfff... até parece que alguma vez ele têm ar de penteado! - sarcasmos à parte, é a maneira subtil de a natureza permitir a fecundação das flores, de modo a que se dê propagação das espécies, que nasçam frutos e vegetais. Só pólen pelo ar, pétalas, abelhas desgovernadas. O problema é que além de fecundar as flores, fecunda-nos também o nariz: no meu caso em específico, invés de dar frutos pela batatinha do nariz, sai ranhoca para dar e vender - Se alguém quiser, tenho para a troca. Produto do dia, sem conservantes e aditivos.

Deixem lá, animem-se! As previsões do tempo avisam que a chuvinha vai voltar. Yeahhhhhhhhhhhhh pocinhas e poçonas, rios de água por todos os lados, shlap shlap com fartura - é o tempo dela, vá. Há-de vir o sol e a altura em que poderemos desfrutar de uns belos bronzeados à lagosta e de uns mergulhos na aguinha salgadinha e de entupirmos o ralo da banheira com a areia da praia com que vinha o cuecal cheiiiiinho.

 

* Se alguém não sabe que quero dizer com isto, é uma maneira politicamente correcta de dizer uma determinada asneira. Fica aqui um quizz: Que peça de artesanato regional é típica das Caldas?? Ver aqui. Olhem que há uns bem catitas hein? Todos fashion e o caraças. Obs.: Reparem no que diz o prato depois da prateleira... Não podia estar colocado em melhor sítio.

01.03.18

Enche-me o coração <3

frito e escorrido por Peixe Frito

tumblr_static_tumblr_static_7tv0u66bwx0k44s4ks8cs4

 

Adoro meter os pés dentro de poças. Há quem ainda me diga:

- Peixa!! Cuidado olha a p.. (e já tenho eu os pés enfiados dentro da poça, depois de um saltinho bem esquematizado e controlado, não me fosse eu encher de água límpida e tépida que só uma poça lamacenta / cheia de areia / óleo dos carros / coisas não identificadas sabe oferecer e nos deleitar) 

- Hum..?

- Esquece.

Sou tão mete nojo a meter os pés nas poças, inclusive faço pirraça a algumas pessoas, que se dão ao trabalho de as contornar todas, só para não molharem os presuntos. Porém... às vezes é arroz queimado. Um dia estava eu de botas de cano alto, a preparar-me para fazer como Moisés na travessia do mar, separar as águas mas com os meus pés e numa poça quando descobri que... tinha a sola a deixar entrar água. Pronto, acabou ali o festim comigo a ter de fazer milhas extra a contornar a poça e colegas a rirem-se porque tive de dar a mão à palmatória de que sou uma mera mortal, que corre o risco de molhar o peuguedo como todos os outros.

Ainda assim... tinha vontade de testar até quanto iria alagar os pés, maaaaaassssss... amuei.

 

19.10.15

Com a crise... Não está nada mal esgalhado.

frito e escorrido por Peixe Frito

bird-in-rain-hd-wallpaper.jpg

    Estava eu na minha santa ingenuidade a observar o céu e o sol a por-se, e fui bafejada por um pensamento deveras... coiso. Pelo andar da carruagem e a julgar pelo belo céu estar bem enegrecido, acho que vou buscar ali a roupa ao cesto da roupa suja, enchê-la de detergente e estendê-la no estendal. Quem sabe, de manhã, o sol até aparece e a seca logo. O único senão desta ideia maravilhosa está mesmo em... como vou eu adicionar o amaciador? Aceitam-se ideias.

   Perfeito perfeito, era estar uma grande ventania.... Ficava logo torcidinha e esticadinha... Ou então com a minha sorte... Toda a roupa passava a ter um efeito amarrotado, como há uns tempos estava na moda.

19.02.13

Gosto tanto de elogios!

frito e escorrido por Peixe Frito

  Obviamente, de manhã aqui a criatura gosta de se aperaltar minimamente, de modo a não deixar a superfície terrestre e mais além, deserta. 

  Estava a dar uns jeitos no meu lindo e maravilhoso ninho de ratos, olho pela janela e observo uma das coisas mais simples da natureza e que eu adoro ver: chover e a fazer sol brilhante, por entre as nuves.

   Oiço um colega a murmurar: Peixinha, já viste? A chover e a fazer sol...

   E eu, a interromper o meu colega: Pois éééé, gosto tanto!

   ...e as bruxas a pentearem-se! - completa ele.

   - ...

 

   Decididamente, prefiro o ditado: "A chover e a fazer sol, e as bruxas a fazerem pão mole".

   E o que vale, é que hoje estou de bom humor.

04.10.12

Eu e a minha sorte macaca.

frito e escorrido por Peixe Frito

  Estar um tempo fantástico, solinho ui ca bom, vestir cortinado vestido cai-cai até aos pés, andar de chinela de enfiar no dedo. Ahhhh que bueno - é kinder é bueno.

  Á noite, também agradável, goza-se com outra criatura que foi calçar botas e vestir camisola de manga comprida.

  - ahah De botas?? Está doido??

  - Dizem que vai chover.

   - Pfff, sim deve ser, com o tempo que está.

   Vai na volta e pimbas, carga de água poucas horas depois. Ah pois é bébé. Ao menos lavei os pés sem gastar água.

   É o que dá não acreditar nas previsões meteorológicas. Nem sei bem porquê, são sempre tão fidedignas.

   Vá-se lá saber.

19.07.11

Este é que a leva bem...!

frito e escorrido por Peixe Frito

   Este ursinho goma é que leva a vida na maior, ah pois é. Olha eu bem que gostava estar igualmente estarraçada numa esteira, a bebericar um belo de um suminho e a apreciar as vistas, mas não, parece que tão cedo não vou ter essa oportunidade... Sim, S. Pedro é um grande porreiraço e se não manda rajadas de vento à malta, despenteando as gajas formosas que demoram uma eternidade de manhã a pentear-se, manda uma chuvinha molha-tolos, que deixa o cabelo num ninho-de-ratos maior do que o vento. S. Pedro que até têm um cabelo comprido pá, podia ser mais complacente com as gajas e acabar com estas piadolas de tempo no meio do suposto verão, e mandar um belo de um sol para a malta arejar a mioleira e tirar a "ómidade" do sótão, não? É que depois ficamos assim, a ter devaneios com ursinhos goma e com os penteados fashion que resultam das condições climatéricas - Cheira-me que o excesso de gomas que têm sido de há uns tempos para cá, têm contribuído para alguma coisa... Já não devo ter plaquetas, nem glóbulos brancos, nem glóbulos vermelhos, nem nada essas coisas todas. Foram substituidos por gomas de ursinhos, smurfes, caveiras com recheio (divinais), fatias de melancia com amargo, línguas de cola e de morango com amargo... Hum... Adoro gomas amargas... Pois é... :)

15.12.09

Que cromedo...!

frito e escorrido por Peixe Frito

   Era uma vez um careca, que estava todo encasacado, com luvas, cachecol grosso, tal era o frio que se fazia sentir na rua. O caricato no meio disto tudo... é que vinha com a careca ao léu!

   Este sim, é que ficou com os macacos-do-sótão congelados!!

26.11.09

Se calhar são as minhas ramelas...

frito e escorrido por Peixe Frito

    ... que não me deixam ver nada! ^.^

   Começa a altura dos vidros embaciados nos carros, coisa que me deixa especialmente irritada. Ora vai de ligar a sofagem, ora desliga, ora embacia, ora liga, e passo a vida nisto até chegar a casa. É que é tanto "vapor de água" (se é que assim lhe posso chamar) nos vidros, que mais parece o espelho da minha casa-de-banho quando eu acabo de tomar banhoca de porta fechada!

    Ontem deixei passar um carro, que nem sequer sei se ia um homem a  conduzi-lo, se uma mulher. E porquê? Ok, a minha visão de peixa-morcega anda assim meio ranhosa, mas era exactamente porque aquela viatura tinha os vidros tão mas tão embaciados, que parecia que a alminha estava a dar boleia a um nevoeiro cerrado. Fiquei a imaginar se aquela arvéola via alguma coisa para fora... certamente que não. Mas mesmo assim, continuou o seu percurso. Deve de gostar de factores de alto risco, da emoção.

    A única altura em que eu realmente apreciei os vidros embaciados num carro, era quando era pequena, e quando via os vidros embaciados, fartava-me de fazer bonequitos no vidro, coisa que a minha mãe não achava lá muita piada, mas pronto... o que é certo é que eu continuava a fazê-los, e tinha de ser era à socapa!! eheheh

27.03.09

...!!

frito e escorrido por Peixe Frito

    - Stora, o que é que gera o vento?

    - O vento? Alterações climáticas!

   - ...

24.03.09

Mais um aspirante a meteorologista

frito e escorrido por Peixe Frito

   Pergunta a a c:

   - Como está o tempo lá fora?

   - Ah... Está fresquinho. Não está calor mas também não está frio.

 

    Raios partam!

sobre a Peixe Frito

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

douradinhos frios

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2016
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2015
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2014
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2013
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2012
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2011
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2010
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2009
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2008
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D