Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Não há nada como estar a crescer e descobrir o mundo que nos rodeia.

05.11.18, Peixe Frito
Dediquei-me ligeiramente à jardináge este fim-de-semana, acompanhada pela cú rabinho pequeno. Entre eu lhe explicar para não puxar os frutos das roseiras, que ainda se picava e porque assim magoava as plantas, começaram a surgir as perguntas... pois está claro. - Ó tia Peixa, e como é que as plantinhas conseguem buber se não têm boca?? E como lhe explicar isto, de modo que fizesse sentido? Lá comparei as raízes das plantas a esponjas, que absorviam a água que se lhe punha na terra.

Eu não tenho metade da graciosidade numa situação destas.

08.05.18, Peixe Frito
Pareço eu com as minhas golas de infinito. Só faltava o padrãozito ás caveiras, e estava feita a coisa - diga-se de passagem, aquilo dá tanta volta que mais fico a parecer um choiro pronto para assar. Uma coisa é certa, lá que a bicha parece estar muito cozy, parece. Olha só o equilibrismo, para não cair de fuças no chão? Quem me dera a mim conseguir ficar tão charmosa e esbelta, a fazer equilibrismo em cima de um tronco. O mais certeiro era ao fim de microsegundos, estar a (...)

Que medoooo...!!

05.10.11, Peixe Frito
   Isto realmente, uma pessoa pensa que pode estar descansada, mas não! Vamos à praia, com o intuito de descansarmos, relaxarmos e descomprimirmos da semana, e não é que nem na praia se pode estar sossegado? Sabem porquê? Ora é claro, temos de estar sempre atentos aos amigos-do-alheio, nunca pensei foi que as gaivotas também formassem a sua própria seita, de andar no "cardenho" às pessoas. Então, não estou eu descansada na água, olho para a minha toalha e tralhada, que se (...)

Vou arder no Inferno...!

07.04.10, Peixe Frito
Tenho uma tartaruga que é simplesmente fanática por cenoura! - Tão modesta coitada... ao menos não é por lagosta e isso assim, sim, porque já basta meia volta eu andar a dar camarões secos às meninas olha o catano, as finórias...! Bem dizendo, para ela tudo o que seja laranja e eu lhe vá oferecer é igual a cenoura. Já estão a imaginar... Quando descobri isto, passei a vida a judiar com a tartaruga. Dei-me ao luxo de encostar um livro ao terraquário (cuja capa é 100% vários (...)

Andam a treinar para o Carnaval...!

05.02.10, Peixe Frito
   Então não é que aqui a miss vai a passar por debaixo de umas árvores (eucaliptos para ser mais exacta, ou ecalitros como dizem os alentejanos - ó Ruim e Los Compadrez sem ofensas hein!!), e oiço assim um estrondo. «Olha o catano... Não me digam que passei por cima de alguma coisa, ou alguma pedra fez ricochete no carro». Não... foram mesmo as árvores que, com o vento (digo eu, cá para mim foi de propósito), deixaram cair o "fruto". Logo por azar, precisamente (...)

Ultimamente ando mesmo sádica...! úúúúúú...!!

29.01.10, Peixe Frito
        Para mim, uma das melhores invenções humanas foi o aparelho de luz negra, para atrair os insectos alados. E porquê? Bem... Porque por vezes por muito boa pontaria que tenha, não acerto no raio do bicho, porque quando preciso do mata-moscas, normalmente não encontro e lá tenho de arranjar um substituto (uma almofada, por exemplo), e também porque a minha gana é tão grande que as (...)

São todos uns tretas...

07.01.10, Peixe Frito
   ...ou então houve alguém que chegou primeiro!       Hoje de manhã, testemunhei um acontecimento maravilhoso da natureza, logo mas logo pela matina, a caminho do trabalho (também, acontece-me tudo a caminho do trabalho ou na vinda deste): Vi um arco-íris. "Pfff... Viste um arco-íris", dizem vocês "Grande coisa!!" Pois é... já vi milhentos, mas este teve o seu quê de original: Pela primeiríssima vez, vi o fim do arco-íris. Inclusivamente, passei pelo (...)

Não é justo...!! É descriminação...! ^.^

17.12.09, Peixe Frito
   Toda a gente sentiu a porra do terramoto cá pela capital... menos eu! (e pelos vistos, a Margot também, copiosa!! eheh ;))    Começo a sentir-me deslocada: toda a gente a dar relatos da sua experiência abanadora, e eu nada...! Népias...! Niente...! Rien de rien...!     Uma coisa é certa: andam todos com umas caras descomunais, porque não dormiram como deve de ser, porque ficaram assustados com o tremor de terra, alguns com os quais eu até gozei que devem ter dormido (...)

Dah! Não se sente à distância? ^.^

15.10.09, Peixe Frito
   Que mania que uma pessoa têm, de desconfiar que determinada coisa cheira mal - será porque sai de lá um cheiro nauseabundo ou porque na zona circundante do objecto / coisa está um fedor daqueles mesmo mas mesmo bravos, assim um tufo maravilhosamente intoxicante, que quase até dá para ver a aura verde a pairar em redor - e mesmo assim vai lá enfiar o nariz, faz uma careta feiosa, seguida de um soluço quase-vómito, para confirmar aquilo que já sabia, com a frase: (...)

Uma verdadeira amiga da Natureza...!

06.08.09, Peixe Frito
    Uma coisa que me dá especial prazer, na praia (não não são as massagens), é o contacto com a natureza: Andar a apanhar caranguejinhos nas rochas e a colocar em cima de alguém que tem medo, mandar areia molhada às pernas dos amigos,  fazer vibrações nas águas para as anémonas se recolherem, andar a brincar com as algas, a fazer de conta que tenho uma cabeleira nova, mandar novamente aos amigos, e essas coisas todas. Mas aquilo que eu realmente adoro, é confraternizar com (...)

Olha para aquilo!

03.06.09, Peixe Frito
   Ainda nem sequer é hora de almoço, e já se está a alambazar!     Está ali um alfinete (um tipo de aranha, com as patas muuuuuito compridas) todo contente a fazer a folha - neste caso é mais casulo - a uma traça que caiu na teia dele. Que selvajenaria! A natureza é mesmo cruel. Bem que lhe podia ter calhado um bife do lombo, mas não! Caiu-lhe ali uma traça gordalhufa, que só sabe é comer pano e roer papel. Deve ser cá um pitéu... um bocado insípido, não?