Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Ainda bem que não fazem natação sincronizada, senão medalha só a cheiravam ao longe.

09.04.19, Peixe Frito
Não venta nem um piriri de vento. Mas é que nem um piriri-ri-ri. Começa a chover... e é observar que no mesmo metro quadrado a chuva ora cai direita ora cai enviesada. Mas que raio se passa com estas nuvens? Mas é que até a chuva anda toda taralhouca e enfaralhada, ou quê? Deus nos ajude, que já nem a chuva chega a consenso de como cair.

Gaivotas em terra...

03.04.19, Peixe Frito
...tempestade no mar, lá se costuma dizer na minha terra. Neste caso, não é alguém a dizer estas palavras quando me vê chegar, só para me picar, mas sim a ilustrar o céu taciturno que se faz na minha terra à beira mar plantada, os pássaros a desnortear com a corrente de ar tal gps a aguardar sinal, folhas pelo ar e poeira a me fazer espirrar, mas onde quero chegar (com tanta palavra terminada em "ar") é que já tinha saudades - not - de ter um vestidinho vestido e o vento forte (...)

Isto já explica muita coisa.

30.01.19, Peixe Frito
O problema é que o meu espírito animal devia de ser canibal, pois está constantemente a guiar-me para a secção das gomas nos hipermercados ou funciona como imãn, quando passo pela Hussel que, by the way, my favorite store. Uma coisa é certa, que o animal têm bom gosto, lá isso têm. Aquelas caveiras recheadas com morango, as línguas ácidas, os dedos e tijolos brancos e vermelhos, os smurfs, os ursinhos goma clássicos, venha o diabo e escolha, qual deles apoquenta mais o meu (...)

Estamos sempre a aprender aka momento de cultura geral

28.01.19, Peixe Frito
Certa criatura teve uma crise iluminada no seu tico e, comenta com restantes almas de que o dar à luz de uma tartaruga, deve ser horrores. Horrível, que dores deve ter a tartaruga. (*silêncio geral*) Continuando à carga com o seu pensamento brilhante, refere que deve ser difícil dar à luz um animal com uma casca daquelas... se alguém já imaginou. Pois olhem... Não faço ideia de onde a personagem possa ter ido buscar tal raciocínio, em que as tartarugas são "paridas" e já com (...)

Nem sei que título dar a isto. Mas que é hipnótico, é.

17.01.19, Peixe Frito
Ninguém merece ser tão desajeitado e com ar de quem têm imensas lágrimas para deitar fora mas que ateima que há-de ser forte e não há-de ficar com os olhos inchados de chorar, tipo um chicharro - vontade de espetar uma agulhinha fininha... Será que vertia ou ainda enchia mais com a água do aquário? Fica a questão. Se isto acontecesse ao ser humano, não havia cremes para o contorno dos olhos nem plásticas que valessem à malta. Na verdade, nem vos vou dizer o que é que me (...)

E quando pensamos que o dia está a correr bem e nada de estranho aconteceu ainda, eis que...

15.01.19, Peixe Frito
... vejo um pavão a atravessar a estrada, num meio urbano e sem parques ou o que seja, nas redondezas. Afinal, eu a pensar que eram somente as galinhas que queriam atravessar a estrada, no fundo, deve ser algo que está no gene das aves. E agora pergunto... Mas porque raio, o céu é azul? Ah, ups, pergunta errada. Reformulo: Mas porque raio o pavão atravessou a estrada? É destas dúvidas existênciais que a minha mente se enche, inquieta e das quais ainda não obtive resposta. Quem (...)

Devem querer comer sopa por uma palhinha.

09.01.19, Peixe Frito
Aos engraçadinhos que não têm muito amor à vida, quando sequer pensam em se meterem comigo, fica aqui o elucidar que: Quando eu digo que os collants têm pelinho por dentro NÃO QUER DIZER que tenho a depilação por fazer, okay? Não façamos cá confusions dessas, está bem ogres das grutas? Nem toda a gente aderiu à moda do desafio de "Não depilar" aka Januhairy durante sei lá (...)

Imaginem a noveleira que eu consigo ser, frente a estas situações.

04.01.19, Peixe Frito
Cenário: Fim do dia. Frio que até estala. Tanta ómidade que até a própria ómidade cria ómidade na ómidade. Ouve-se passaritos na rua, que tal e qual relógio suiço, chilream ao fim do dia, a fim de chamarem a malta para o recolher obrigatório. Porém, ontem o chilrear estava mais agitado, por segundo o pássaro deve de ter para ali piado nas horas, quase rebentando - grande capacidade pulmonar do bichano, nem eu conseguia durante um minuto, fazer aquilo. Mas adiante - o que me (...)

Acho que eu não quero admitir que o elo comum sou mesmo eu.

02.01.19, Peixe Frito
Estar em conversa com uma amiga: - Eh pá, sabes! Um filme que eu nunca me hei-de esquecer! - Qual o nome? - erm... Agora não me lembro!   E aí vão duas: - Miga, tenho uma coisa importantíssima para te dizer, a ver se não me esqueço que to quero dizer, mas a verdade é que já nem lembro o que é!   Lição a tirar destas duas conversas: - Absolutamente nada. Porque se espremermos nem sumo sai. Mais seco que o Sahara. - Há algo em mim que desperta o efeito "comer muito (...)

Cá para mim, têm é uma sociedade com os ginásios, cheira-me.

19.12.18, Peixe Frito
- Cú Rabinho pequeno, onde está a avó? - A avó? A avó está no ferro. Há quem dê no ferro; A mãe Peixa dá é com o ferro... na roupa. Ao menos que isso lhe tonificasse os músculos, mas ao contrário do que seria de se esperar quando se está no ferro, dá mesmo é dor de costas. De facto, era bom que se ficasse em forma a fazer as tarefas de casa, não era? A limpar o pó, aspirar, lavar chão, loiça, estender roupa, fazer a cama. Ironicamente, deixa uma pessoa de rastos mas (...)

Deve ter algum termóstato integrado nele, só pode.

09.11.18, Peixe Frito
Anda aqui uma gaja de aquecimento ligado, roupa quentinha, a suspirar de saudades do sofá, da caneca de chá e do calor acolhedor de casa, tentando meter medo e assustar o calor dos pinguins que se sente na rua e não há nada como ver um colega a passar, de t-shirt de manga curta, na maior das descontrações. Podia dar-se o caso de andar a mostrar à força uma nova tattoo mas não... é calores mesmo. Vontade de lhe dar um carolo, rais parta mais a esta juventude, que anda aqui uma (...)

E está aberta a época de me torrarem os miolos.

02.11.18, Peixe Frito
Já se começa a ver um cheirinho de publicidades alusivas ao Natal, na televisão. Lá vou eu começar a stressar por tudo ser Natal para onde quer que me vire, é gente mais gente mais gente mais magotes de gente mais paletes de gente mais contentores marítimos de gente, e vermelho, verde, dourado, brilhos, duendes, rudolfos, Pais Natais a abanarem as ancas a dançarem o hulla, o aliciar ao consumismo disparar, é relógios - que não uso - é perfumes - que não uso - é carros - que (...)

Assim já soa menos mal.

29.10.18, Peixe Frito
Toda a gente sabe - ou devia saber, pelo menos os leitores aqui da fritadeira - que música é um dos amores do meu coração e que apesar de ouvir músicas de estilos variados, o metal, heavy metal e rock, são os estilos pelos quais o meu coração bate. Não me assistem alguns tipos de música, principalmente alguma da música popular portuguesa. Antes que me apedrejem, sim, eu sei letras de músicas pirosas e já dancei muitas porque, mesmo sendo gaja dada ao headbanging, adoro ir a (...)

Não há dúvida que criança pequena é um deleite nos seus raciocínios.

18.10.18, Peixe Frito
 A observar as árvores no quintal, nas imediações de onde as formigas são umas porcas: - Já se notam as folhas amarelas e murchas nas árvores. Até parecem tristes, as árvores. Não tarda cai a folha. Prontamente, mete-se na conversa a cú rabinho pequeno: - Onde tia Peixa? Onde está a árvore triste? - É aquela ali vês - apontando em frente - depois desta árvore que está (...)

Dá assim uma satisfação mórbida...!

16.10.18, Peixe Frito
(imagem palmada daqui) Alguém já teve uma vontade dos diabos de se meter dentro de um recipiente cheio de bolinhas de esferovite? Pois bem, eu já. Sempre que posso, enfio as mãos dentro das embalagens cheias destas coisas do demónio e nem me apetece tirá-las de lá. Imagino-me, por momentos, como aquela imagem do "American Beauty", caindo bolinhas de esferovite invés de pétalas de rosa... correndo o risco (...)

Alguém devia de repensar a sua carreira profissional.

08.10.18, Peixe Frito
Quando uma fechadura avaria é tramado. Principalmente de uma porta de acesso único a um armazém, sem janelas e chão cimentado - nem fazendo buraco por debaixo da porta com uma colher, tipo preso, a malta se safa. Cereja no topo do bolo, é nem o próprio senhor que arromba as portas / senhor das fechaduras, a conseguir abrir! Eita que é das boas, esta. Tenho de arranjar uma para mim. Agora vejam o quanto isto não pode abanar a autoestima deste senhor... "Possa, nem para arrombares (...)

E eu que nunca pensei ouvir um gajo dizer isto (post com bolinha vermelhaaaaa!!)

20.09.18, Peixe Frito
No meio de uma conversa saudosista, dos tempos em que ainda íamos aos clubes de vídeo alugar cassetes, que depressa resvalou para quem ia alugar filmes porno e tinha vergonha então pedia a um amigo com menos vergonha na cara para ir alugar por ele, entrando ali na zona com a cortina supé discreta de berlicoques ou ir lá ao cantinho do videoclube onde estavam esses filmes - e quando alguém lá passava, como me chegou a acontecer, e a pessoa ficava toda embaraçada por estar a (...)

Os sons de fundo do consultório são tão inspiradores - tipo musa grega - que até me fazem pensar se a comunicação está a ser bem perceptível para não have...

18.09.18, Peixe Frito
Eu sou apologista, que todos os consultórios dos dentistas tivessem de fornecer ou um bloco de desenho com lápis ou cartões com dizeres pré definidos "SIM" "NÃO" "TALVEZ" "COISO" "DAQUI A NADA SOU EU QUE LHE TRATO DOS DENTES" (quase tipo esquemas de sim e não) e do género. Ora e porquê? Pois então, uma pessoa estar ali esparramada na cadeira do consultório, boca aberta quase a ver-se o estômago e o dentista nos fazer perguntas e uma pessoa não poder responder, se limitar a (...)