Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

Se o torcesse, escorria óleo.

frito e escorrido por Peixe Frito, 15.01.19

Há experiências que eu volto a repetir, mesmo por esquecimento meu. Há uns tempos comprei um tipo de óleo para aplicar no cabelo, a fim de o amaciar e que não o torne peganhento e oleoso. Hoje... tive um deslize. E tudo porque segui um conselho de moda da rabinho pequeno:

Ao meu colo:

- Tia Peixa... tu ficavas linda se pusesses o cabelo assim - diz ela, a puxar-me o cabelo para cima, destapando a testa toda.

- Pensei que era sempre linda, afinal.

Silêncio.

- Tia Peixa, ficavas ainda mais linda - adorei como frisou o ainda mais - se metesses o cabelo assim e metesses um ganchinho.

E hoje, lembrei desta conversa e decidi seguir as tendências do Jardim de Infância, de modo a me manter sempre updated de como param as modas.

Lá prendi o cabelo como ela me disse e aconselhou - eu devia ter suspeitado de algo estranho, pois as bonecas dela têm sempre cá um cabelinho Jesus Cristo Super Star...! - e, distraida, olhei para a embalagem do dito óleo e pensei: ahhh hoje me parece um bom dia para por óilo no cabelo. Ajuda a pentear e tal e coiso. Not amiga, not mesmo! Só coloquei um pouquinho nas mãos, passei levemente pelo cabelo e arrependi-me logo de imediato. Felizmente que coloquei pouco, porque senão ficaria a parecer que tinha sido lambida por uma vaca.

E conseguir tirar aquilo das mãos? Ah querias, pois querias! Lavei e lavei e lavei e aquilo nada, fiquei com as mãos untadas que foi uma maravilha. Se as aquecesse, podia fritar batatas nas mãos. Lá me consegui livrar da cena, resultando numa toalha para lavar, pois houve uma passagem de testemunho, das minhas mãos para a toalha, e tudo ficou bem.

Estava a ver que tinha de adiantar o meu banho semanal de sábado, só por causa disto. Ora, era o que faltava!

Coisas destas não tinha eu direito.

frito e escorrido por Peixe Frito, 07.09.18

Poop-Emoji-Hair.jpg

Se a minha mãe me fizesse penteados destes quando eu era miúda, de certeza que eu ia adorar! Agora nãooo, eram trancinhas aqui, trancinhas acolá, trancinhas à francesa, à indiana, à não-sei-quê, tótós nos dois lados da cabeça, tótó só de um lado da cabeça a arrepanhar-me a pelaria toda e fazendo-me lifting's em tão tenra idade, ganchinhos aos lacinhos e mais o caraças, fitinhas na cabeça tipo Rambo...!

Tristeza. Criança sofre. Já explica a maioria dos meus traumas e o porquê da ovelhinha amarela ter desaparecido.

Sem dúvida que há coisas na vida, as quais, não têm resposta.

frito e escorrido por Peixe Frito, 27.07.18

Acho bem que as pessoas comprem e tenham carros descapotáveis. Ainda não consegui foi perceber o como conseguem andar de descapotável, quando está uma ventaça do fundo do poço dos infernos demoníacos. Se já os macacos do sótão ficam arejados com a deslocação do vento - agarrando-se com unhas e dentes a tudo o que conseguem, tal a aflição de não serem expelidos - normal com o movimento do automóvel, quanto mais com ventos fortes, etiquetados com "Perigo, conduza com moderação e precaução - Ventos muito fortes", meninos para porem as vacas a aprenderem a voar sem asas, e a malta anda de descapotável. Eu levo com cada abanão no Peixmóbil, que até anda nas horas e vejo malta descontraidamente a passar por mim, à velocidade da luz, de cabelo ao vento.

Okay, está certo, é uma maneira extremamente eficaz de "aspirar" ou limpar o pó aos interiores do carro, deve ficar ali que é um brinquinho, de sacudir os piolhinhos da piruca então ui ui mas imagino o cabelinho daquela gente, depois de pararem o carro: quem tinha caracóis, fica com ele liso. Quem tinha pouco cabelo, careca ficou. Quem iria de cabelo comprido e solto, ai pois é meus amigos, mais vale a pena raparem o cabelo que o tentarem pentear - ou o põe em amaciador como se põe a roupa em sabão, ou então não sei não. Se fosse comigo, nem uma agulha se ia conseguir enfiar no maranhal que se transmutaria o meu cabelo. 

images (1).jpg 

Nem vou abordar a situação de alguém eventualmente ter a barba grande ou bigode, que já dá para imaginar o desfecho depois de sairem do carro.

Há mistérios na mente humana, que eu hei-de desencarnar, reencarnar, ir e vir novamente e mesmo assim, continuarei sem saber a resposta.

Acho que o único que não há-de ter problemas em andar de descapotável, é mesmo o senhor abaixo - ou o Donald Trump, evidentemente:

images.jpg

Invejável. O penteado de sonho de qualquer criatura.

Já sabem. Se quiserem adquirir um descapotável, aconselho vivamente a fazerem um penteado daqueles. Ou então, um bom truque de venda de descapotáveis para os comerciantes de automóveis: Na compra de um descapotável oferta de corte de cabelo/barba.

Vão por mim. Olhem que eu não duro para sempre.

Criança sofre.

frito e escorrido por Peixe Frito, 22.05.18

18c632c02044c0a63ef9db2f196926f2.jpg

Este pai está-se a perder, com uma carreira de cabeleireiro com todo o sucesso possível e imaginário, sem partilhar o seu dom criativo com o resto das cabeças alheias de todo o mundo. Haveria de sair cada penteado, de bradar aos céus. Tanto talento desperdiçado. Até dá dó - além de que iria estar a ajudar o ambiente e a diminuir a pegada ecológica, ao pentear e reutilizar materiais. Só, mas só vantagens.

Só a cara de orgulho da menina. Transborda ansiedade para andar na rua assim. Louvada seja a criatividade.