Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

E são coisas destas que aquecem o coração.

08.11.19, Peixe Frito
Pois é, anda piolheira à solta de modo selvagem, pela escolinha da cú rabinho pequeno. Infelizmente, ela apanhou. Anda a fazer o tratamento e a mãe explicou-lhe que ela agora têm de andar de cabelo preso, por causa dos piolhos. Sabem que responde ela à mãe? - Então quer dizer que não podemos dar mais abracinhos? Já entenderam como ela apanha os piolhos, não já? Apesar de andarem numa de partilha de animais selvagens, é bom saber que as crianças têm o hábito de se (...)

Será que não posso estar um momento sossegada sem nada estranho a acontecer?

24.05.19, Peixe Frito
Estar a falar com uma pessoa e vejo uma coisinha assiiiim piquirritichinha, a descer à frente dos meus olhos e a parar. "Possa, estou a ver mal? Que é isto? Que raio?!". Abano a cabeça e aquilo continua ali, bailando mesmo na minha fuça.  É uma romela? É uma pestana? É um animal de grande porte lá muito longe, tão longe que parece uma fomiga? Muitas questões ressoaram a minha alma, naquelas fracções de segundo. Passo a mão a enxotar o que é que era aquela coisa e lá consigo (...)

Até me esgatanhei toda.

03.10.18, Peixe Frito
Chega uma colega ao pé de mim, numa linda manhã de sol: - Peixa, Peixa, anda cá que preciso de um favor teu! - Então, dime. - Chega aqui para esta zona com sol! Olha... pá ando-me aqui a coçar. Recebi uma sms da escola do meu filho que há piolhos na turma. Podes ver, se faz favor, se me vês alguma coisa na cabeça? É que desde que recebi a sms só me tenho estado a coçar!! Olha eu né... quando ouvi aquilo tudo, com a palavra "piolhos... piolhos... piolhos..." a ressoar na minha (...)

Combinação de palavras, que formam uma frase linda e maravilhosa mas que magicamente me panica até ao tutano.

31.07.18, Peixe Frito
- Fulano tal têm piolhos. E porquê? Não é pela fonética, não é por nada. Simplesmente me dá uma coceira dos diabos na cabeleira, quando alguém fala que alguém têm piolhos. Se for alguém da família então... é de panicar e coçar a cabeça até mais não - começa logo a cabeça a fazer contas de quando foi a mais recente vez que tal ser esteve ao pé de nós, calculando assim a probabilidade de algum animal daqueles se ter mandado para cima de nós, de surra. Falam de (...)