Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Ó da guarda, peixe frito!

Vai com arrozinho de tomate?

As caras de enjoada cada vez que me olhava, foi a cereja no topo do bolo.

07.12.21, Peixe Frito
A observar-me profundamente e eu a aguardar o que é que iria sair daquela cabecinha: - Tia Peixaaaa... O teu cabelo é esquisito. - Então porquê? - Porque tens duas cores no cabelo! - ar de desdém - Em cima é escuro e depois abaixo, claro! Como explicar a uma criança o que é um degradé e que raio de pintura tenho eu no cabelo, com aquele nome todo pomposo que só iria fazer com que ela me olhasse ainda mais de esguelha? - É como ele está pintado: em cima louro escuro, que é a (...)

Gabo-lhe a coragem.

15.11.21, Peixe Frito
A observar a cú rabinho pequeno, com um cabelo de bradar aos céus, toda esgadelhada, até o Einstein estava lambidinho pelas vacas, ao lado dela: - Olha lá... mas tu hoje penteaste-te? A sorrir para mim: Não, tia Peixa. -  Então...? - Não tive tempo de me pentear, sabes!!! A sério, gabo-lhe a coragem de sair assim à rua. O Beetlejuice iria ficar verde de inveja daqueles preparos cabelísticos. O quanto não vale ser criança, ser descontraída e o que lhe importa é se sentir (...)

No fundo, não está mal dizido. Até têm razão.

05.11.21, Peixe Frito
Eu e a cú Rabinho Pequeno, com ela a ver todas as cores das canetas, pois decidiu ir fazer um desenho: - Olha tia Peixa, já viste? Quatro castanhos!! - Pois é! Diz-me lá, qual desses castanhos é o castanho que tu achas que é a cor da mousse de chocolate? Observa... e escolhe um: Este! - Sim... Muito bem. E da mousse de caramelo? - Hummm... este! - Muito bem! - Sabes tia Peixa... estas cores também podem ser todas cores de cócó!! - diz-me ela a mostrar-me as canetas todas na (...)

É aquele doce condão que só a ingenuidade confere.

06.09.21, Peixe Frito
Na família, não temos propriamente problema em nos vestirmos e despirmos ao pé uns dos outros e então, como tal, o criancedo está habituado a isso e não há pudores. Dito isto, a rifa de momentos embaraçosos, tinha de me calhar a mim mais uma vez: Estava eu a vestir-me para ir treinar, na companhia da Rabinho Pequeno. Ela esparramada na cama a observar-me. - Ó tia Peixa, quando eu crescer vou ter maminhas grandes? - Er... Grandes grandes não sei, mas vais ter as maminhas (...)

Lá dizia o outro: "Adoro (...) O riso das crianças dos outros" e há dias em que compreendo o porquê.

14.01.21, Peixe Frito
Isto de se conviver, lidar e educar crianças, têm muito que se lhe diga. Começando pela matina, que quando acordam com a telha e não contentes com o seu próprio descontentamento, decidem polvilhar a vida de todos que os circundam, com o mau génio e mau feitio. Uma simples pergunta de: "Que queres comer para o pequeno almoço", por muito que seja dita e proferida com todo o amor, paciência e carinho maior do que o da Madre Teresa de Calcutá, serve apenas de rastilho para uma (...)

Falam de uma maneira, como se fossem donos de toda a experiência de vida!

14.07.20, Peixe Frito
- Tia Peixa... tu já te casaste, não precisas de te casar outra vez. Debitam estas coisas e uma pessoa fica assim a modos que... coiso. Mas ela está lá... Ó se está   De vez em quando, mandam umas pérolas de sabedoria. Sacam de cada uma, cada coelho que salta da cartola quando menos se espera. Bem que estas gerações mais novas, já trazem upgrades além do que a nossa compreensão alcança. Eu, com a idade dela, na minha santa ingenuidade de peixinha alevim, lá sonhava com (...)

Eu já quase pareço um queijo suíço, quanto mais assim!

22.06.20, Peixe Frito
Uma criança não querer mudar de brincos - ainda tinha os com que furou as orelhas - porque achava que tinha de voltar a furar as orelhas, para meter brincos novos. Se fosse assim, estávamos bem tramados! Eu então, como me disse uma vez o Pai Adamastor, que qualquer dia bebia água e pareceria um coador... se a cada vez que mudasse de brincos, tivesse de furar, havia de ser bonito.

Crianças... por vezes, um verdadeiro potencial para o encanamento alheio.

08.05.20, Peixe Frito
A tomar banhinho, a ser dado pelo seu pai, cú Rabinho Pequeno espanta-se ao o seu pai correr com ela da banheira. Segundo a criança, que o pai foi rápido a dar-lhe banhinho. - Ah mas a mãe demora mais tempo. - Pois, mas isso é com a mãe. Comigo é sempre a andar não é para estar a molengar na banheira. - Pois pai, mas a mãe diz que és tu que demoras a tomar banho. - Ah sou eu? - Sim. Mas olha, sabes porque é que a mãe demora mais tempo a tomar banho? Porque ela é mais (...)

Nos valha a inocência das crianças.

06.04.20, Peixe Frito
- Tia Peixa - diz a cú rabinho pequeno via videochamada, com um terrível apito amarelo ao pescoço que, mal o vi, me benzi logo, pois se há coisa boa para dar às crianças, é precisamente um apito - Vamos brincar ao jogo do Apita o Pito? - Ao quem? - Ao Jogo do Apita o Pito!! Devo dizer que não obtive nenhum manual de regras nem explanação conclusiva, espremendo sumo nada saiu, de como se joga este jogo. De título sugestivo, afinal o que é o Pito e apitar... porquê? Que anda (...)

Tuga que é tuga...

08.01.20, Peixe Frito
Esta não esperava eu. - Cú Rabinho pequeno, queres pizza ou feijoada para comer? - Feijoada. Ora... era suposto uma criança preferir pizza, ou não era? Pois, naturalmente seria. Só que não. A criança prefere a bela da feijoada invés da pizza. Quando está no sangue, está no sangue. Nada a fazer. Eu não a condeno... eu sou igual. Não há feijoada igual à da mãe Peixa. Todas as gerações concordam. Venha a pizza que vier!! Pizza é para meninos-de-coro, pá! 

Ai Santa Inocência e para aquilo que eu estava guardada.

11.12.19, Peixe Frito
Por vezes, é tramado existir uma criança pequena na família. Principalmente uma que adora ir-se enfiar na casa-de-banho, quando uma pessoa lá está. Bem que podemos fechar a porta, enxotá-la, que ela não arreda pé. É neste suposto momento de descanso e nada privado, que ela decide fazer conversa sobre a mais variada miríade de coisas. Pronto, sei lá. Se calhar fica inspirada. Uma pessoa, lá acaba por tolerar a presença dela. Afinal, é pequena, não entende ainda certos tipos (...)

Com influências destas... vai lá, vai.

21.10.19, Peixe Frito
Receber a visita da cú rabinho pequeno. Ela se sentar ao meu colo, estarmos as duas a falar e... sinto algo na mão. Pelos vistos, a criatura largou uma situação gaseficante pelas traseiras, que até subiu as costas, me apanhando a mão! Riu-se quando lhe perguntei se tinha dado um pum. Minutos mais tarde, sinto como se tivessem pipocas a saltar, na perna. O raio da miúda, devia estar a vazar! Pior ainda, era o ambientador que ela estava a deixar. Eu devo ser o imãn dos peidinhos (...)

E assim fico eu a pensar na imagem que as crianças têm de mim.

09.10.19, Peixe Frito
- Então cú rabinho pequeno, conta-me lá que prendinhas recebeste ontem na festinha de aniversário? - Olha tia Peixa - e começa a enumerar com os pequenos deditos - recebi uma LOL não-sei-quê (isto fui eu que não fixei, soou a professora do Charlie Brown) outra LOL linda não-sei-que-mais e mais outra LOL assim de óculos. Ah e a mãe deu uma com (e faz sinal de dois tótós na cabeça). - Muito bem. E que mais? - Deram-me macaquinhos. - Macaquinhos? Deram-te macaquinhos? Eh (...)

E uma pessoa fica assim, com ar de quem já foi entalado com uma pinta da peça das Caldas.

04.10.19, Peixe Frito
Festa de aniversário do espécime mais jovem da família, este fim-de-semana. Eu, tranquila, decidi que a manhã desse dia, seria passado na ronha, dormir, lanzeirar, descansar, a fim de recuperar da semana e, depois disso tudo, ir antes da hora à festa para dar uma mãozinha. Mas e quando se antecipam a nós? - Peixa, olha, a mãe Peixa teve a perguntar-me em quê que precisamos de ajuda para a festa da cú rabinho pequeno, para ajudar. Nós vamos para lá às 11hrs da manhã - a festa (...)

A cromice é mesmo de família, confere.

30.09.19, Peixe Frito
Alguém recebeu um brinquedo novo no seu aniversário e veio mostrar-mo toda contente. Queria era brincar comigo mas como era dia da semana e depois de jantarmos ficava tarde, combinámos que sábado ela o levaria, para podermos então brincar as duas. Resposta de volta: "Quando é sábado??". Explicar a uma criança que ainda falta muito para sábado, visto que a semana ainda agora tinha iniciado, é dose. Porém, chega sábado e a costumeira reunião dos animais todos no aquário mor dá-se. - Então

Deus tenha misericórdia de mim.

19.09.19, Peixe Frito
Andei a surripiar sumos à cú rabinho pequeno no aquário mor, e vinha eu toda contente, saltarica, com borboletas em volta e os pássaros a darem-me os bons dias, a planear roer uma sandocha no pequeno almoço, acompanhada com um dos ditos sumos do animal pequeno. Pois é... a sandes sem dúvida que estava maravilhosa, mas no momento em que abri o sumo, tive um flashback do que é beber néctares de fruta dos miúdos... o aroma... a textura... o sabor! A sério, eles adoram mas eu não (...)